A lagoa fúcsia da Patagónia agora está rosa-choque

Uma lagoa no sul da Argentina tornou-se cor-de-rosa. Este fenómeno é impressionante, mas assustador, já que os especialistas e defensores do ambiente o atribuem à poluição por um produto químico utilizado para preservar os camarões para exportação.

A lagoa ficou cor-de-rosa na semana passada e manteve-se inalterada no domingo, referiu o ambientalista Pablo Lada, que vive na cidade de Trelew, não muito longe da lagoa situada na Patagónia e a cerca de 1.400 quilómetros a sul de Buenos Aires.

A cor é causada por sulfito de sódio, um produto anti-bacteriano utilizado na indústria pesqueira, cujos resíduos são culpados pela contaminação do rio Chubut que alimenta a lagoa de Corfo e outras fontes de água na região, dizem os ativistas.

Os residentes há muito que se queixam de maus cheiros e de outros problemas ambientais à volta do rio e da lagoa.

“Aqueles que deviam supervisionar são os que autorizam o envenenamento de pessoas”, critica Pablo Lada à AFP, culpando o governo pela confusão.

O engenheiro ambiental e virologista Federico Restrepo disse à AFP que a coloração se devia ao sulfito de sódio nos resíduos de peixe, que por lei, devia ser tratado antes de ser despejado.

A lagoa, que não é utilizada para atividades recreativas, recebe o efluente do parque industrial de Trelew e já anteriormente tinha mudado para a cor fúcsia.

Nas últimas semanas, os residentes de Rawson, na vizinha Trelew, bloquearam estradas utilizadas por camiões que transportavam resíduos de peixe processado pelas suas ruas para estações de tratamento na periferia da cidade.

“Recebemos dezenas de camiões diariamente, os residentes estão a ficar cansados disso”, disse Lada. Com Rawson interditado devido ao protesto, as autoridades provinciais autorizaram as fábricas a despejar os seus resíduos na lagoa de Corfo.

“A cor avermelhada não causa danos e desaparecerá dentro de poucos dias”, disse à AFP o chefe do controlo ambiental da província de Chubut, Juan Micheloud, na semana passada.

Sebastián de la Vallina, secretário de planeamento da cidade de Trelew, discordou: “Não é possível minimizar algo tão grave”.

As fábricas que processam peixe para exportação, principalmente camarão e pescada, geram milhares de empregos para a província de Chubut, lar de cerca de 600 mil pessoas.

Dezenas de empresas estrangeiras de pesca operam na zona, em águas sob a jurisdição da Argentina.

“O processamento do pescado gera trabalho… é verdade. Mas estas são empresas com lucros multimilionários que não querem pagar para levar os resíduos para uma estação de tratamento que já existe em Puerto Madryn, a 55 quilómetros de distância, ou construir uma fábrica mais próxima”, disse Lada.

ZAP // AFP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O problema está em transformar os rios em canais de esgoto, por cá também se procede da mesma forma e até se enviam esgotos diretamente para o oceano e depois aparecem praias contaminadas, grandes responsáveis e protetores da natureza!

RESPONDER

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …

Milionário norte-americano Robert Durst condenado por matar melhor amiga

O milionário norte-americano Robert Durst, tornado famoso por um documentário do canal HBO, foi condenado na sexta-feira num tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, por matar a melhor amiga, um crime que remonta a …

Em Inglaterra, há crianças de 16 anos que vão passar a viver em alojamentos não regulamentados

A 9 de setembro, foi aprovada uma nova lei em Inglaterra, segundo a qual as crianças com 16 e 17 anos podem ser colocadas em alojamentos não regulamentados. O sistema de acolhimento de crianças inglês está …