Justiça brasileira impede Jair Bolsonaro de investigar o jornalista Glenn Greenwald

gageskidmore / Flickr

Glenn Greenwald

A Suprema Corte do Brasil deu uma vitória à liberdade de imprensa na quinta-feira, impedindo o Presidente Jair Bolsonaro de investigar o jornalista Glenn Greenwald e o Intercept por denunciarem comportamentos antiéticos e possivelmente ilegais do ministro da Justiça, Sergio Moro.

“A Constituição brasileira robustamente e expressamente protege exatamente o trabalho que estamos a fazer, e agradeço que o Supremo Tribunal Federal tenha aplicado essas garantias contra os atos repressivos e retaliatórios do Governo Bolsonaro contra nós”, disse Glenn Greenwald, citado pelo Raw Story.

E acrescentou: “Esse precedente crucial garante que não apenas nós, mas todos os jornalistas brasileiros, possamos fazer nosso trabalho mesmo na era de Bolsonaro, sem medo de retaliações oficiais do Estado”.

A decisão do ministro Gilmar Mendes surgiu depois que o Governo brasileiro de direita, e o próprio Jair Bolsonaro, ameaçaram Glenn Greenwald com uma investigação e prisão depois da publicação pelo Intercept Brazil de artigos sobre documentos e mensagens que detalhavam os esforços de Sergio Moro em prender ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e impedi-lo de vencer a eleição presidencial de 2018.

“Uma imprensa livre é um pilar de qualquer democracia, porque é uma das poucas ferramentas para iluminar os atos corruptos realizados no escuro pelos atores mais poderosos da sociedade”, afirmou Glenn Greenwald.

“É exatamente por isso que esses mesmos atores poderosos querem frequentemente punir os jornalistas por fazerem o seu trabalho, como o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o seu ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, têm ameaçado explicitamente em resposta às nossas denúncias”, referiu.

Trevor Timm, diretor executivo da Freedom of the Press (Fundação Liberdade de Imprensa, em tradução livre), indicou na quinta-feira que a opinião de Gilmar Mendes deve interromper qualquer investigação em curso por parte da administração Bolsonaro a Glenn Greenwald e ao Intercept, e impedir que sejam abertas novas.

“A decisão do ministro [Gilmar] Mendes é apenas preliminar, mas a corte completa pode levar meses ou anos para assumir o caso, então a sua decisão pode durar um tempo significativo”, escreveu Trevor Timm. “Esta é uma repreensão poderosa para aqueles do governo de Bolsonaro que gostariam de deixar de lado importantes direitos de liberdade de imprensa para todos os jornalistas”, frisou.

Na sua decisão, Gilmar Mendes escreveu que qualquer esforço do governo de Bolsonaro para investigar os jornalistas pelo seu trabalho “constituiria um ato inequívoco de censura”.

“O direito imediato de liberdade de expressão é o direito de obter, produzir e divulgar factos e notícias por qualquer meio”, declarou Gilmar Mendes. “O sigilo constitucional da fonte jornalística impossibilita que o Estado use medidas coercivas para restringir o desempenho profissional e impedir a forma de recepção e transmissão do que é trazido ao conhecimento público”, sublinhou.

TP, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Como toda moeda tem dois lados, estes mesmos “defensores” da liberdade da “imprensa” que divulga mensagens de fontes e veracidade questionáveis, censurou recentemente um revista digital porque divulgou um documento VERDADEIRO mas que não os agradava.

  2. O ministro mais corrupto do Brasil, Gilmar Mendes, defendendo esse gringo crápula, que se aliançou com Lula o maior larápio do Brasil. Um escroto que se utiliza de meios ilícitos para desgraçar nossa nação. Liberdade de imprensa tem que ter limites.

  3. O que fazem essa população de gafanhotos se não ganhar e ter direitos como senhores de grande poderes, intocáveis uma verdadeira máfia eternizada em tronos em que a ciência não possa ter nenhuma dúvidas de que se tratam de psicopatas muitos deles de alta periculosidade. QUEM? Obvio! Aqueles que se encontram na pirâmide do poder! Presidente, Ministros e Forças Armadas! Juntos dilacerando a Brasil futura nação berço do mundo!

  4. Engraçado no mundo inteiro os hakers são considerados criminosos quando divulgam dados pessoais e conversas pessoais e informais. Só a justiça brasileira e a venezuelana a cubana e a russa impedem a lei de ser exercida com atitudes ditatoriais. Já se percebeu que o bandido amigo íntimo de um grande bandido internacional deve também ser amigo da suprema corte brasileira….enfim sinais dos tempos. E triste que notícias destas sejam veiculadas em portugal será efeito da desbocada ex deputada europeia do PS?

  5. O Brasil tem um presidente de extrema direita que exalta as ditaduras Sul-americanas dos anos 60,70 e 80(Pinochert, Strossner) e principalmente à brasileira, além de que Bolsonaro tem como ídolo o torturador Coronel Ulstra, um dos chefes das torturas no período anti democrático.
    O julgamento do Lula foi imparcial e o juiz que comandou tal projeto é hoje ministro do governo que concorria com Lula.
    Viva á imprensa livre.
    Viva á democracia.

Maior queda do mês no preço dos combustíveis. Gasóleo atinge mínimos de 4 meses

A partir de hoje os preços dos combustíveis irão baixar, e esta será a maior queda do mês. No que diz respeito ao preço da gasolina, esta deverá cair um cêntimo para 1,387€ por litro. …

Mais de 500 detidos nos protestos contra Lukashenko. Segue-se a greve geral

A greve geral anunciada pela líder da oposição bielorrussa no exílio para exigir a saída do Presidente começou, esta segunda-feira, com protestos tímidos e detenções em todo o país. "O prazo para cumprir as exigências do …

Polacos protestam contra acórdão que torna o aborto quase impossível

Milhares de polacos têm-se manifestado, nos últimos dias, contra a proibição quase total do aborto, quando as leis do país estavam já entre as mais restritivas da União Europeia. Na última quinta-feira, o Tribunal Constitucional polaco …

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …