Juíza com problemas familiares punida por atrasos em 78 processos

António Cotrim / Lusa

Entrada do Supremo Tribunal de Justiça

O Conselho Superior da Magistratura aplicou uma sanção de 30 dias de multa a uma juíza que alegou viver uma “situação familiar conturbada” para justificar os atrasos em vários processos que tinha em mãos. A juíza já tinha sido condenada em 2011, ano em que a sua prestação foi avaliada com “Bom”.

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a condenação decretada pelo Conselho Superior da Magistratura (CSM) de uma multa de 30 dias para a juíza, depois de esta ter tentado anular a sanção, como reporta o Jornal de Notícias (JN).

Considerando que estão em causa factos de “média gravidade”, “apontando para uma sanção de relevo”, o STJ salienta que “os atrasos verificaram-se em 78 processos“, alguns dos quais “atingem mais de um ano, quando o volume processual não era significativo”.

“O descontrolo na gestão perdurou por muito, escapa ao que é tolerável”, apontam os juízes do STJ que decidiram por unanimidade manter a condenação à magistrada pela “prática de uma infracção, em execução permanente, especialmente atenuada, aos deveres de zelo e de prossecução do interesse público”.

A juíza alegou viver “uma situação familiar conturbada“, devido a “conflitos com a mãe e os oito irmãos”, para justificar os atrasos, como cita o JN. Além disso, alegou ter regularizado todos os processos em atraso, algo que só aconteceu depois da inspecção que detectou a situação.

O STJ considerou que o ambiente familiar apontado “não exclui”, mas “diminui a culpa“, bem como o esforço efectuado na recuperação dos atrasos.

Todavia, o facto de a juíza já ter sido punida antes, a uma multa de 20 dias, pela “prática de infracções aos deveres de zelo e de manter a confiança dos cidadãos no funcionamento da Justiça”, levou a que a condenação fosse mantida.

“Perante recentes antecedentes disciplinares por matéria similar à presente, o desrespeito sucessivo dos prazos concedidos para regularizar os atrasos (antes e durante a pendência do processo disciplinar), a gravidade da conduta revelada pelo número e a dilatação dos atrasos verificados pela inspecção, não se consegue realizar um juízo de prognose positiva relativamente à arguida, razão pela qual não se suspende a multa na sua execução”, frisa o acórdão do STJ citado pelo JN.

De notar que em 2011, ano em que foi condenada pela primeira vez, a magistrada foi avaliada com “Bom” no âmbito das inspecções efectuadas pelo CSM.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se é juíza tem posses para desaparecer daquele ambiente familiar tóxico e pagar lares, cuidados, obras em casa, etc. Ou então inventar outra desculpa.

    E se com tudo isto não foi despedida e poderá, já havendo antecedentes, ser avaliada em Bom (boa merda), esta é a Justiça que temos, longe e alianada dos Cidadãos, que não acreditam nela, dando assim um “valioso” contributo e exemplo negativo à nossa Democracia.

    Da minha parte, muito obrigado.

  2. A isto se chama a classificação de MÁ PROFISSIONAL. Todos nós temos problemas mas não podemos nem devemos na parte profissional trazer os problemas pessoais (familiares). É assim que funciona no trabalho c/ privados, mas os FP não sabem o que é isto pois não?? Esta gente juízes que ganham mt dinheiro em comparação c/ o simples funcionário que ganha o salario mínimo, é menos responsável, menos profissional. Quem se LIXA sempre é o povo mais ninguém. O pequeno foi e será sempre pequeno venha quem vier é uma questão de tempo. Volta TUDO ao VELHO procedimento (ou antes ainda PIOR).

RESPONDER

Comissão Europeia "otimista" na rápida retoma económica em Portugal

A Comissão Europeia diz estar "razoavelmente otimista" sobre uma "rápida recuperação" económica de Portugal após a crise gerada pela covid-19 e considera que a forma como o país "controlou" a pandemia beneficiará a retoma do …

Nova Zelândia decreta em junho erradicação de contágios. Está há 13 dias consecutivos sem novos casos

A Nova Zelândia, país que tem sido apontado internacionalmente como exemplar no combate à pandemia de covid-19, prevê decretar a “erradicação da doença” no país no próximo dia 15 de junho. A informação foi avançada esta …

Secretário da Defesa discorda de Trump no envio de tropas para conter distúrbios. Aliados europeus afastam-se

O Secretário norte-americano da Defesa, Mark Esper, rompeu na quarta-feira com o Presidente, Donald Trump, no apoio ao envio das forças armadas para as cidades e os estados que se recusarem "a tomar as medidas …

Vai "nascer" em Arouca a maior ponte suspensa do mundo. É a esperança para fazer renascer o turismo

O Turismo de Arouca está a enfrentar dificuldades devido à quebra gerada pela pandemia, mas os empresários aguardam com expectativa a abertura daquela que será a maior ponte suspensa do mundo, já descrita como "extraordinária". Ainda …

"Será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na região de Lisboa

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou que "será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na Grande Lisboa, tendo em conta os números da região nos …

Atraso na partilha de informação. Responsáveis da OMS recusam responder a perguntas sobre China

Os mais altos responsáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS) recusaram-se esta quarta-feira a responder diretamente a perguntas sobre um atraso da China na partilha do mapa genético do novo coronavírus com a agência. Três perguntas …

Espanha reabre fronteiras a 22 de junho. Portugal diz que ainda não há uma decisão tomada

Espanha vai reabrir as fronteiras com Portugal e França a 22 de junho. O país tinha planeado abrir as fronteiras ao turismo estrangeiro a 1 de julho, mas decidiu adiantar a data. Porém, Portugal diz …

Conceição critica arbitragem, mas em Espanha fala-se de penálti de Pepe "que roça o escândalo"

Os 'dragões' perderam no primeiro jogo após a retoma do campeonato. Sérgio Conceição deixou críticas à arbitragem, mas em Espanha fala-se de um penálti escandaloso... de Pepe. O FC Porto ficou com a liderança da I …

Redução do IVA, abono para crianças e incentivos para comprar elétricos. O plano de 130 mil milhões de Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou esta quinta-feira um pacote de estímulo de 130 mil milhões de euros para este ano e 2021, para impulsionar a economia do país, duramente atingida pela pandemia de covid-19. Entre …

De Jorge Jesus a Bruno de Carvalho. Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades

O português Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades, acusa o Tribunal da Relação de Lisboa. A defesa do denunciante criticou a manutenção da prisão preventiva. De acordo com o acórdão do Tribunal da Relação …