Jesus arrasado com perdida de Seferovic: “Sou treinador há 30 anos e nunca vi um falhanço assim”

2

Alejandro Garcia / EPA

Jorge Jesus não escondeu a sua frustração após o jogo contra o Barcelona, salientando que nunca assistiu a um falhanço como o de Seferovic.

O Benfica empatou sem golos na visita ao Barcelona, mas oportunidades não faltaram para sair de Camp Nou com o triunfo e o apuramento quase consumado. Já no último lance do encontro, Haris Seferovic falhou uma oportunidade flagrante de golo, como guarda-redes já fora da baliza e do lance.

O avançado suíço enviou a bola ao lado, levando o banco do Benfica ao desespero — principalmente Jorge Jesus, que até se ajoelhou perante a perdida.

Caso tivesse marcado, o Benfica sairia de Barcelona com três pontos essenciais na luta pela qualificação para a próxima fase da Liga dos Campeões. Agora, as ‘águias’ ficam a depender não só de si, mas também do Bayern Munique.

“Aos 94 minutos, nem guarda-redes havia na baliza. Sou treinador há 30 anos e nunca vi uma coisa assim na minha vida, mas infelizmente aconteceu-me a mim e ao Benfica. Tenho tantos anos de treinador e um jogador meu nunca falhou um lance destes, era quase impossível, mas o futebol tem destas surpresas”, disse o treinador ‘encarnado’.

“Ainda assim, quero dar os parabéns à equipa pela organização defensiva. Saímos daqui com um resultado que ainda nos deixa a sonhar mas não dependemos de nós. Continuo a dizer a mesma coisa, o Barcelona é uma das melhores equipas do mundo e estamos a discutir uma passagem na fase de grupos com eles. Isto deve orgulhar os adeptos, jogadores e treinador, hoje estivemos ao nível de uma grande equipa”, acrescentou.

Nas redes sociais, vários internautas criticam as declarações de Jorge Jesus. “A fotografia é péssima”, escreveu o comentador da SIC Notícias Vasco Mendonça.

  Daniel Costa, ZAP //

2 Comments

  1. Realmente. Até eu fazia golo…..E logo o Seferovic que não costuma falhar. Nos treinos puseram os jogadores a pensarem demasiado nas jogadas em vez de, em frente á baliza, jogar à trolha e marcarem de qualquer maneira, que a bola entra. Agora sempre que os jogadores podem marcar à baliza começam a pensar muito, a dar para trás a dar para os lados, a parar e reter a bola, entretanto já todos os jogadores da equipa adversária tiveram tempo de se por na defesa. Os jogadores , actualmente perdem muito tempo a decidir o que devem fazer.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE