James Cameron acredita que encontrou as “portas” de Atlântida

Gage Skidmore / Flickr

O realizador James Cameron.

O realizador James Cameron.

James Cameron, o famoso realizador do filme “Titanic”, acredita que encontrou vestígios da lendária Atlântida. O cineasta está envolvido num documentário que pretende desvendar o mistério em torno da mítica ilha que se terá afundado no mar.

O mito de Atlântida continua a intrigar arqueólogos por todo o mundo e se não há provas de que a ilha existiu mesmo fora da obra do filósofo grego Platão, há muitas teorias sobre o assunto.

Este lendário pedaço de terra que ficaria situado no meio do Oceano Atlântico, em frente ao Estreito de Gibraltar, ter-se-á afundado por causa da ira dos Deuses, segundo Platão. Mas os cientistas que exploram o assunto acreditam que, se Atlântida existiu de facto, pode ter desaparecido por causa de um tsunami, de um vulcão ou de um qualquer outro desastre natural.

O certo é que ninguém encontrou, até agora, quaisquer vestígios que deem forma ao mito. Mas James Cameron, o realizador de Hollywood conhecido por ser o responsável por filmes como “Avatar”, “Titanic” e “Aliens, o resgate”, acredita que tropeçou nas portas de Atlântida.

O realizador, que já venceu três Óscares, embrenhou-se nas investigações sobre o assunto no âmbito de uma série documental intitulada “Atlantis Rising” (O levantar de Atlântida) que começou a ser transmitida, nos EUA, pelo canal The National Geographic, neste domingo, 29 de Janeiro.

Cameron assume o papel de produtor executivo e reúne forças com o também premiado realizador de documentários Simcha Jacobovici, que esteve envolvido no controverso “O túmulo perdido de Jesus”, uma investigação na qual se alega a descoberta das ossadas do Messias (o que contraria a fé na ressurreição de Jesus).

Os dois cineastas fazem parceria com um grupo de arqueólogos, cientistas e historiadores numa investigação que recorre a tecnologia de ponta com o intuito de provar a existência de Atlântida.

E uma das provas que dá a Cameron e seus pares a certeza de que essa mítica ilha foi real é um conjunto de seis âncoras, datadas de há cerca de quatro mil anos, que foram descobertas mesmo às portas do Mediterrâneo, no Estreito de Gibraltar.

O realizador diz na revista People que “as âncoras são algo nunca visto antes” e um dado “muito intrigante”, por serem “uma prova física” da hipótese de Atlântida ter de facto existido.

Uma descoberta “muito grande”

“Na rota da procura por Atlântida e explorando os possíveis locais, chegamos a algumas provas muito boas de que houve, realmente, uma cultura de comércio baseada em navios fora dos chamados Pilares de Hércules, que é o Estreito de Gibraltar, ao largo da costa de Espanha. Ora, isto é muito grande”, nota ainda Cameron na People.

O realizador assume que esta procura por Atlântida implica “uma espécie de ideia Disney” e diz que “Platão pode ter apenas, feito o equivalente do Antigo Grego para a ficção científica”. “Mas não seria fantástico se pudéssemos descobrir que há, de facto, alguma substância por trás do mito”, pergunta.

A equipa envolvida nesta expedição recorreu às mais inovadoras técnicas actuais para explorar um “mapa virtual” elaborado a partir dos antigos escritos de Platão.

Entre as várias pesquisas elaboradas, exploram a ideia de que alguns habitantes de Atlântida podem ter conseguido fugir e instalar-se no Sul de Espanha, onde terão deixado gravuras rupestres na pedra, lembrando a sua terra perdida.

Procedendo a análises com a técnica de imagem multi-espectral, detectaram várias figuras que terão sido desenhadas como se estivessem debaixo de água, o que parece ir no sentido de que Atlântida se afundou no mar e, logo, de que existiu de facto.

SV, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Ainda ontem encontrei uma linda e bela espanhola que me afirmou ser descendente dessa ilha quando a interroguei de onde vinha tanta beleza!.

  2. Quanto é que o governo espanhol lhe pagou? E que tal investigar uma pirâmide submersa com km de base encontrada ao largo do Algarve. Este realizador não leu Blake&Mortimer.

  3. Ele descobriu foi as portas de casa dele após uma noite de excessos. E com a camada que levava em cima pensou que eram as portas da Atlântida. Descansa Cameron… que bem precisas

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …