Irão disponível para negociações sobre acordo nuclear nas próximas semanas

European External Action Service / Flickr

O novo ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Hossein Amirabdollahian, à esquerda

O Irão retornará às negociações sobre o acordo nuclear de 2015 nas próximas semanas, avançou o Ministério dos Negócios Estrangeiros esta terça-feira, apesar das suspeitas das potências ocidentais sobre a estratégia de Teerão e da falta de informação.

“Cada reunião requer coordenação prévia e preparação”, disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Saeed Khatibzadeh, citado pela agência de notícias estatal Irna.

“Como enfatizado anteriormente, as negociações de Viena serão retomadas nas próximas semanas”, sublinhou.

Como lembrou o The Guardian, o Irão suspendeu as negociações em junho, na época da eleição do Presidente Ebrahim Raisi, para dar ao novo governo tempo de preparar uma equipa de negociação. Raisi deverá fazer o seu primeiro discurso à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) na terça-feira, por videoconferência.

O novo ministro das Relações Externas do Irão, Hossein Amirabdollahian, irá reunir esta semana com os outros cinco signatários do acordo – França, Reino Unido, Rússia, China e Alemanha. Os russos insistiram que as negociações devem ser retomadas com base no que já foi negociado anteriormente.

O Irão ainda não anunciou o seu principal negociador para Viena, nem uma data específica para o seu retorno.

Os EUA ofereceram-se para suspender as sanções económicas ao Irão relacionadas com o não cumprimento do acordo nuclear, mas não as vinculadas a abusos dos direitos humanos. Por sua vez, o Irão disse que voltará a cumprir o acordo somente após verificar que o levantamento das sanções teve um impacto na capacidade de comércio do país.

O Irão quer também garantias de que os EUA pagarão uma compensação caso violem as resoluções do conselho de segurança da ONU e desistam do acordo novamente, como fez em 2018 durante o mandato de Donald Trump.

  Taísa Pagno //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Para que é que aqueles tipos querem armas nucleares ou seja lá o que for que envolve nuclear. Com o que gastam em armamento podiam alimentar e criar melhores condições para a população deles a ver se vinham menos refugiados para a Europa.
    Depois dizem que há crise migratória…a culpa é dos países de origem.

RESPONDER

Empresa alemã explodiu o seu próprio foguetão

A Rocket Factory Augsburg (RFA), uma startup alemã, terminou recentemente um teste de pressão criogénica destrutiva a um dos seus foguetões - o RFA One. A Rocket Factory Ausgburg realizou um teste a um dos seus …

Visitas hospitalares devem apresentar certificado digital ou teste negativo

Quem visitar um doente internado ou acompanhar um utente nos serviços do SNS vai ter de apresentar o certificado digital ou um resultado negativo de um teste à covid-19, segundo uma orientação da Direção-Geral da …

Medina renuncia a cargo de vereador para facilitar a vida a Moedas

Numa carta enviada à Assembleia Municipal, Fernando Medina afirma que a sua saída ajuda ao funcionamento do executivo municipal de Carlos Moedas, novo presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Depois de uma derrota inesperada na …

Resposta britânica à pandemia foi "dos maiores fracassos de sempre"

Um relatório do Parlamento britânico sobre a gestão pandémica no Reino Unido arrasa os esforços do executivo britânico no sentido de impedir a propagação do vírus no início da pandemia. Segundo a visão dos parlamentares, a …

PGR abre inquérito a caso de jovem agredido no Porto que acabou por morrer

A Procuradoria-Geral da República (PGR) abriu um inquérito para investigar o caso do rapaz de 23 anos que foi espancado na Baixa do Porto, na madrugada de domingo, e que acabou por morrer no hospital, …

Podia ser anedota, mas não é: equipa marcou 4 auto-golos, de propósito

Jogadoras de futsal do Banfield estavam a vencer por 2-0 quando decidiram perder propositadamente. Tudo a pensar nos play-offs. Quem abrir este artigo e analisar este vídeo, pode pensar que isto foi filmado propositadamente para os …

Portugal vai receber 6,1 milhões de vacinas até ao final do ano

Portugal vai receber cerca de 6,1 milhões de vacinas contra a covid-19 até final do ano, dispondo de doses suficientes para voltar a vacinar toda a população, caso seja necessário, anunciou hoje o coordenador da …

Objeto de Hamilton. Galáxia "dupla" intrigou astrónomos durante anos

O nosso Universo esconde vários objetos estranhos, desde estrelas em explosão a galáxias em colisão. O Hubble encontrou o que parece ser um par de objetos idênticos, tão estranhos que os astrónomos demoraram vários anos …

Neymar, de novo: "Aquilo foi uma declaração terrível para o PSG"

Jérôme Rothen avisou: Neymar disse que vai deixar o futebol depois do Mundial e pode ter que enfrentar consequências. Neymar, Neymar, Neymar. O jogador brasileiro mais falado por estes dias (e em muitos outros períodos). Desta …

Portugal regista mais 719 casos de covid-19 e oito mortos. Internamentos descem

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais oito mortes e 719 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2. O número de pessoas internadas volta a descer. O boletim epidemiológico desta terça-feira informa que há menos 11 pessoas …