Inteligência Artificial ajuda cientistas a descobrir novos vírus

Os cientistas descobriram que a Inteligência Artificial pode revolucionar a forma como encaramos os vírus, esses minúsculos micróbios que desempenham um papel tão preponderante nas nossas vidas.

Os vírus estão à nossa volta e, apesar de estarem tão perto, atualmente não classificamos nem uma fração dessa enorme e diversificada população. Esses pequenos organismos, que só conseguem sobreviver dentro de um organismo vivo, podem causar estragos nos nossos corpos. Mas essa não é a principal preocupação dos investigadores.

Agora, os cientistas sabem que os vírus podem estar a desempenhar um papel crucial em “doenças não virais“, como a cirrose hepática, ou até mesmo a doença inflamatória intestinal, mas ainda não sabem como. Para lá chegarem, precisam da ajuda da inteligência artificial.

Os vírus não podem ser cultivados em laboratório. É por essa razão que os cientistas procuram novas espécies em ambientes diversos, como sistemas de esgotos. Contudo, retirar micróbios isolados da terra é um processo demasiado demorado que dificulta o entendimento dos cientistas sobre o comportamento de vírus em rápida evolução.

É aqui que a Inteligência Artificial entra em cena. Segundo o Futurism, o algoritmo é treinado para identificar padrões complexos, podendo ser usado para passar a pente fino enormes conjuntos de dados genómicos em busca de novos vírus.

O bioinformática Deyvid Amgarten, da Universidade de São Paulo, no Brasil, usou a Inteligência Artificial para identificar genomas de vírus escondidos em pilhas de compostagem no jardim zoológico da cidade.

À Nature, o especialista explicou que irá usar as suas descobertas para aprender como é que os vírus conseguem ajudar a decompor a matéria orgânica e a tornar a compostagem mais eficiente.

O seu trabalho foi inspirado por uma ferramenta construída por Jie Ren, um biólogo computacional da Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles, que usou um algoritmo para examinar e comparar amostras de fezes de pessoas com cirrose hepática e pessoas saudáveis.

A sua equipa encontrou alguns vírus mais comuns em pessoas saudáveis do que naqueles com cirrose, um indício de que os vírus poderiam estar envolvidos na doença. São descobertas como esta que deixam os cientistas a ponderar se os vírus também poderiam influenciar doenças ilusórias, como a doença inflamatória intestinal.

Desde a identificação do papel dos vírus em doenças não virais, até a combinação de vírus com famílias específicas de bactérias para combater a resistência aos medicamentos, a Inteligência Artificial pode revolucionar a forma como navegamos na paisagem desconhecida desses minúsculos micróbios que desempenham um papel tão importante nas nossas vidas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Os nossos antepassados acasalaram com pelo menos 5 espécies diferentes

A análise genética revelou que os ancestrais dos humanos modernos cruzaram com pelo menos cinco grupos humanos arcaicos diferentes quando se mudaram da África e passaram pela Eurásia. Embora dois dos grupos arcaicos sejam conhecidos atualmente …

A Loja do Gato Preto

Loja do Gato Preto suspeita de envolvimento em esquema de contrabando

Os sócios da Loja do Gato Preto e vários funcionários da empresa são arguidos numa investigação relacionada com suspeitas de contrabando e falsificação de documentos, no âmbito de importações de utensílios de mesa e cozinha …

PS alarga fosso em relação ao PSD (mas ainda está longe da maioria absoluta)

O PS segue destacado nas intenções de voto relativas às próximas legislativas, alargando o fosso em relação ao PSD de Rui Rio para quase 14 pontos percentuais, segundo a sondagem da Aximage divulgada esta sexta-feira. De …

Desde a saúde ao trabalho, quase 170 diplomas em votação no último dia do Parlamento

Parlamento realiza o seu último dia de votações antes das férias de verão, uma “maratona” para votar 59 projetos de lei, 19 propostas de lei do Governo e 90 projetos e propostas de resolução. O parlamento …

Inteligência artificial criou uma nova vacina contra a gripe sozinha (e é melhor do que as atuais)

Uma inteligência artificial criada pela Universidade de Flinders, na Austrália, desenvolveu, sozinha, uma nova vacina para a gripe. Apelidada de “SAM” (sigla em inglês para “Algoritmos Inteligentes para Descobertas Médicas”), a tecnologia criou uma medicação tão …

Greve de técnicos superiores de diagnóstico vai dificultar realização de análises ou exames esta sexta-feira

Os técnicos superiores de diagnóstico paralisam, pela segunda sexta-feira consecutiva, e vão protestar na Assembleia da República, onde tencionam "acompanhar de perto" a votação de um projeto de resolução do PSD. Os técnicos prometem paralisar …

PSD promete congelar o número de funcionários públicos (para lhes pagar melhor)

O PSD afirmou esta quinta-feira que existe margem no seu cenário macroeconómico para atualizar salários pelo menos à taxa da inflação, e que utilizará o excedente de 800 milhões de euros para valorização remuneratória dos …

Trump assegura que drone iraniano foi abatido. Mas Irão nega o ataque

O Presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou na quinta-feira que um navio de guerra norte-americano destruiu um drone iraniano no estreito de Ormuz, numa altura de tensões crescentes entre os dois países. O Presidente norte-americano considerou …

Super-erupções vulcânicas estão a interromper a recuperação da camada de ozono

Desde que o buraco do ozono na Antártida foi detetado em 1985, o esgotamento da camada de ozono - o "grande guarda-chuva" que protege toda a vida na Terra - levantou uma preocupação considerável. Os esforços …

Perin falha testes médicos e só chega ao Benfica no final do ano

O guarda-redes italiano da Juventus vai prosseguir a recuperação à lesão em Turim e só dentro de quatro meses regressará à Luz para assinar pelo Benfica. "O Sport Lisboa e Benfica informa que, na sequência da …