Índia lança primeira missão a Marte

A Índia lançou hoje com sucesso a sua primeira missão a Marte, com o objetivo de se tornar o primeiro país da Ásia a alcançar aquele planeta, tendo a partida sido registada às 14:38 locais (09:08 em Lisboa).

O lançamento do satélite que navegar na órbita do chamado planeta vermelho foi transmitido em direto pelas televisões locais a partir do Centro Espacial Satish Dhawan en Sriharikota, no estado de Andhra Pradesh.

A nave Mangalyaan – veículo de Marte, de 1.350 quilos, vai manter-se em órbita terrestre até 1 de dezembro, altura em que começará uma viagem de 300 dias até àquele planeta, onde deverá chegar a 24 de setembro de 2014, depois de percorrer 400 milhões de quilómetros.

Caso a missão, que custou 54 milhões de euros, seja bem sucedida, a Índia passará a ser o primeiro país a conseguir alcançar o planeta vermelho à primeira tentativa. Recorde-se que a última tentativa levada a cabo pela China de alcançar Marte, inserida na missão russa Phobos-Grunt foi interrompida quando a nave caiu no Oceano Pacífico.

A Mangalyaan foi enviada com o objectivo de mapear a superfície terrestre, recolher dados sobre sistemas metereológicos e ainda procurar a presença de gás metano, um sinal de que o planeta poderia suportar condições de vida.

O nome dado à nave, Mangalyaan, tem uma origem muito indiana, Mangal Grah (Mangal significa Marte e Grah, planeta).

Renata Castro, ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …

Depois de ter sido expulsa da Hungria, universidade criada por George Soros reabre na Áustria

A Universidade da Europa Central, criada pelo bilionário George Soros em Budapeste, na Hungria, em 1991, foi expulsa do país depois que o primeiro-ministro Viktor Orbán a acusou de promover valores liberais no país, incluindo …

Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de "rever" as parcerias público-privadas rodoviárias por serem "absolutamente lesivas para os cofres …

Jovem muçulmana de Tavira já tem equipamento para jogar basquetebol

A jovem atleta do Clube de Basquetebol de Tavira, impedida de alinhar num jogo no passado domingo, já possui o equipamento que lhe permite jogar segundo as regras da modalidade e da religião muçulmana. Fátima Habib …

Presidente da Catalunha começa a ser julgado por desobediência

O presidente do Governo regional da Catalunha reconheceu, esta segunda-feira, que não cumpriu a ordem da comissão nacional de eleições espanhola de remover os símbolos separatistas alegando ser "ilegal" e de cumprimento "impossível". "Sim, eu desobedeci", …

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …

Trump admite testemunhar no inquérito para a sua destituição

O Presidente dos EUA admitiu, esta segunda-feira, "considerar seriamente" a possibilidade de testemunhar por escrito no inquérito para a sua destituição, que decorre no Congresso. "Embora não tenha feito nada de errado e não goste de …

INE espanhol está a "espiar" telemóveis para estudo estatístico

Um estudo do INE espanhol está a receber duras críticas por alegadamente infringir a privacidade de dados dos cidadãos. O gabinete irá monitorizar os telemóveis dos espanhóis. O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Espanha deu …

Donald Tusk vai presidir o Partido Popular Europeu

O presidente do Conselho da União Europeia (UE) é o único candidato à presidência do Partido Popular Europeu (PPE) e vai suceder no cargo ao francês Joseph Daul. Esta será a primeira vez que um europeu …