IKEA vai pagar 41 milhões a família de criança que morreu debaixo de móvel

O grupo sueco IKEA chegou a acordo para o pagamento de 46 milhões de dólares (cerca de 41 milhões de euros) aos pais de uma criança norte-americana que morreu em maio de 2017, após um móvel com gavetas da marca de mobiliário ter caído sobre o seu corpo.

Segundo noticiou o Público, citando o New York Times, Jozef, de dois anos, morreu sufocado. O modelo de cómodas Malm – um dos artigos mais populares da fabricante sueca -, já esteve envolvido na morte de pelo menos seis outras crianças.

A informação do acordo entre o advogado de Joleen e Craig Dudek, pais do menino, e a empresa foi avançada por um porta-voz da IKEA. A empresa foi processada em 2017 num tribunal da Pensilvânia, nos Estados Unidos (EUA), onde fica a sede norte-americana.

O advogado do casal argumentou que o grupo sabia que o design da sua linha de móveis era instável e que a cómoda tinha tendência para cair, tendo a família acusado-o também de não avisar os seus clientes sobre essa possibilidade.

Em maio de 2017, quando o pai foi verificar se estava tudo bem com Jozef no quarto onde este dormia, encontrou-o preso debaixo do móvel que tinha caído sobre ele. O menino morreu horas mais tarde por asfixia causada pela compressão mecânica do pescoço.

“Apesar de nenhum acordo alterar os eventos trágicos que nos trouxeram aqui, pelo bem da família e de todos envolvidos, estamos gratos que este caso tenha tido uma resolução. Continuamos comprometidos a trabalhar para resolver questões de segurança que são muito importantes para nós”, disse o porta-voz da IKEA, citado pela BBC.

Em 2016, a IKEA pagou 50 milhões de dólares (44 milhões de euros) a outras três famílias cujos filhos morreram depois do móvel com cerca de 32 quilos cair em cima das crianças.

Em 2015, a empresa lançou uma campanha nos EUA e no Canadá para convencer os donos das cómodas Malm a fixarem-nas às paredes. No ano seguinte, anunciou que iria recolher as cómodas Malm nos dois países depois de seis crianças terem morrido por causa da queda de móveis daquele modelo. De acordo com o New York Times, outras 91 crianças terão ficado feridas pelo mesmo motivo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Jornalistas insultados e ameaçados em jantar-comício de Ventura (sem distanciamento)

Jornalistas foram vaiados, insultados e até ameaçados num jantar-comício do Chega, este domingo. O evento não cumpriu o distanciamento social, reunindo 170 pessoas num sala com 450 metros quadrados. No domingo, no Campo de São Mamede, …

Athletic Bilbao vence Barcelona e conquista Supertaça. Messi expulso após agressão

O Athletic Bilbao ergueu a sua terceira Supertaça de futebol de Espanha, ao vencer 3-2 no prolongamento o FC Barcelona, após 2-2 no final do tempo regulamentar, na final disputada no Estádio Olímpico de Sevilha. Depois …

Regionalização, um "poema de um calceteiro" e (mais) críticas a Marcelo. O último debate presidencial

Os candidatos presidenciais juntaram-se em mais um debate conjunto antes das eleições. Falou-se da ausência de Ventura, regionalização, justiça e até jardinagem. O primeiro tema a marcar o debate das rádios foram as medidas de confinamento …

Em plena pandemia, houve cinco setores que conseguiram faturar mais do que em 2019

Apesar de a pandemia ter levado muitos setores da economia para os piores resultados de sempre, nem todos perderam faturação durante os meses de março a novembro da crise sanitária, algum conseguiram mesmo aumentar. Neste sentido, …

Pesadelo de Özil no Arsenal chega ao fim com transferência para o Fenerbahçe

O futebolista alemão Mesut Özil, dos ingleses do Arsenal, confirmou que vai assinar pelos turcos do Fenerbahçe, depois de vários meses sem jogar pelos 'gunners'. "Estou muito feliz e muito animado, por Deus me ter dado …

Palácio mais antigo da China é descoberto perto de antiga capital. Tem mais de 5000 anos

Um Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas da China, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem atualmente cerca de 5.300 …

"Há exceções a mais". Marques Mendes defende que Governo deve reavaliar medidas de confinamento

No seu habitual espaço de comentário na SIC, no domingo à noite, Luís Marques Mendes falou sobre as novas medidas de confinanento e das eleições presidenciais. Depois de uma semana a bater recordes em números de …

O cenário "é de guerra" e o medo é de a perder. Temido admite que "estamos muito próximos do limite"

Após uma visita ao Hospital Garcia de Orta, que alertava no sábado para um "cenário de pré-catástrofe", Marta Temido admitiu que o Serviço Nacional de Saúde, os operadores sociais e privados estão em "extremo sobreesforço". Marta …

Discutir sobre temas controversos requer mais atividade cerebral do que concordar

Uma nova investigação da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, confirmou aquilo que o senso comum já vaticinava: discutir sobre temas controversos requer muito mais atividade cerebral do que simplesmente concordar. De acordo com a nova …

Estado de emergência vai manter-se até março. Marcelo admite confinar mais o país

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve este domingo no Hospital Santa Maria, em Lisboa, onde admitiu confinar mais o país devido à pressão nos hospitais. Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa, …