Igreja Católica abre porta a padres casados na Amazónia

catholicism / Flickr

O papa Francisco

O Vaticano vai debater a possibilidade de homens casados se tornarem padres nas áreas remotas da Amazónia, região sul-americana que sofre com a escassez de religiosos, avança a agência noticiosa AP.

A proposta, precisa a agência, é mencionada num documento publicadao para uma reunião de bispos da Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela, que decorrerá entre 6 e 27 de outubro.

“Afirmando que o celibato é uma dádiva para a Igreja, solicita-se que, para as áreas mais remotas da região seja estudada a possibilidade de ordenação sacerdotal para anciãos, preferencialmente indígenas, respeitados e aceites pela sua comunidade, mesmo que já tenham família constituída e estável”, pode ler-se no documento.

O celibato divide os altos círculos católicos, tendo sido implementando a partir do século XI pelo Papa Gregório VII. Como o celibato é uma disciplina e não uma doutrina, este poderia ser modificado se assim fosse decidido.

Em declarações ao Diário de Notícias, o padre Anselmo Borges considera que ser “absolutamente claro” que vai ser decidido neste sínodo a possibilidade de a Igreja universal ordenar homens casados.

Para sustentar estas palavras, recorre às declarações “muito significativas” do cardeal Walter Kasper, um teólogo de relevância que o Papa escuta com muita atenção. “Se os bispos concordassem em ordenar homens casados, o Papa, na minha opinião, aceitaria essa posição. O celibato não é um dogma, não é uma prática inalterável”, disse numa entrevista ao jornal alemão Frankfurter Rundschau.

“A questão do celibato só aparece no segundo milénio do cristianismo. Jesus não impôs essa lei, não se pode impor aquilo que Jesus entregou como opção“, afirma ainda o padre Anselmo Borges, que é também professor de Filosofia. “Hoje sabemos que o celibato não é cumprido por quantos?”, indaga.

Questionado sobre se o eventual fim do celibato trará mais gente à Igreja, o sarcedote é claro: “A Igreja não tem que viver em função de trazer mais gente ou não, tem de viver em função do Evangelho. Jesus instituiu a Eucaristia, mas há muitas comunidades onde não há padres, portanto não há celebração”, rematou.

No caso específico do Brasil, o fim do celibato é já um problema antigo: os bispos brasileiros pressionam há muito a Igreja para colocar a medida em prática, sustentando que para cada 10.000 católicos há apenas um sacerdote.

Os mesmos bispos apontaram já também a possibilidade de ordenar mulheres como diáconos, bem com outras medidas para enfrentar os problemas da comunidade indígena na Amazónia, como a desflorestação, a exploração industrial e a competição com igrejas pentecostais, que têm uma presença notória entre as comunidades da região.

No que respeita à ordenação de mulheres, Anselmo Borges reconhece, citado pelo diário, que há ainda um longo caminho a percorrer. “A Igreja é machista e misógina e é das últimas monarquias absolutas”. Apesar de reconhecer que a Igreja poderá sofrer pressões nesse sentido, o sacerdote não acredita nesta mudança.

Ainda assim defende que devia ser dada às mulheres uma oportunidade quanto ao sacerdócio, tanto mais que “Jesus queria que fossem constituídas comunidades de discípulos e discípulas”, concluiu em declarações ao diário.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …

Comissão de Trabalhadores da TAP pede nacionalização da companhia

A Comissão de Trabalhadores (CT) da TAP reforçou esta quarta-feira o apelo para que a transportadora “se torne 100% pública”, depois de a empresa ter anunciado o lay-off da maioria dos trabalhadores, segundo um comunicado. No …

"Posso ir?" Há uma app que lhe diz como estão as filas nos supermercados

A comunidade tecnológica tech4COVID19 criou uma aplicação móvel que permite aos seus utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados. A app, sob o nome "Posso ir?", pretende orientar os utilizadores nas idas aos …

Conte pede à Alemanha mais solidariedade europeia. “Se somos uma União, está na hora de o provarmos”

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, fez esta quarta-feira um apelo solene à Alemanha para que haja mais solidariedade europeia no combate à pandemia da covid-19, que está a afetar severamente o seu país. “Se somos uma …