Hubble captou o “primeiro beijo” entre duas galáxias

ESA / NASA

O telescópio espacial Hubble conseguiu fotografar, pela primeira vez, duas galáxias “a dar a mão”.

Trata-se de um duo conhecido como UGC 2369 e ambos os sistemas serão apenas um algum dia. Mas, de de momento, ainda estão a ter o seu primeiro contacto. Na imagem, pode observar-se a rotação uma em torno da outro, já que as suas gravidades se atraem até ao inevitável final: a fusão.

De acordo com a Agência Espacial Europeia, todo o que conecta atualmente as duas galáxias é uma “ténue ponte de gás, poeira e estrelas”.

A maioria das galáxias pertencem a um grupo de vários sistemas, nos quais as interações entre elas são frequentes. Nem sempre são violentas ou abruptas, podendo mesmo ser subtis, como é o caso do UGC 2369. Em muitas ocasiões, o fio invisível da atração faz com que as galáxias se deformem, com “caudas” e “braços” que se estendem desde o centro e as lhe dão novas e impressionantes formas.

As fusões, por outro lado, são muito mais destrutivas – e isto é mais provável de ocorrer especialmente quando as galáxias são semelhantes em tamanho. Estes eventos maiores são menos comuns do que fusões menores, mas acredita-se que a nossa própria galáxia tenha uma colisão “próxima” no futuro.

Neste momento, a Via Láctea em que vivemos está ocupada a esmagar e a absorver duas galáxias anãs próximas, conhecidas como Sagitário e Canis Major. Mas um dia, a nossa galáxia pode tornar-se no menu de uma galáxia maior.

De facto, os astrónomos estão certos de que a Via Láctea e a galáxia de Andrómeda colidirão em algum ponto dentro de mil milhões de anos. Exatamente quando poderia ser e como se desenvolveria ainda está a ser debatido pela comunidade científica.

Os autores preveem que não será uma colisão frontal, mas um “golpe lateral”, que não será demasiado devastador. Como a distância entre as estrelas e as galáxias ainda é astronomicamente grande, o nosso Sistema Solar tem bastante probabilidade de sair intacto do evento.

A Via Láctea ainda terá de suportar algo semelhante com a Grande Nuvem de Magalhães e que deverá acontecer em 2,5 mil milhões de anos. Enquanto a Andrómeda é um pouco maior que a nossa galáxia, a Grande Nuvem de Magalhães tem apenas 1/80 da massa da Via Láctea.

Ainda assim, a colisão com a Grande Nuvem de Magalhães afetará a nossa galáxia, supostamente ao aumentar a massa do buraco negro supermassivo no seu centro e ao remodelar a Via Láctea numa galáxia espiral padrão.

Embora a fusão UGC 2369 pareça nova, esta dupla galáctica é considerada um estágio relativamente avançado. Portanto, treinar os olhos do Hubble em interações como esta poderia dar uma ideia sobre o destino da nossa própria galáxia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunal de Contas critica modelo de financiamento do Ensino Superior (e diz que Governo não cumpriu lei de bases)

No seguimento de uma auditoria ao método de financiamento do ensino superior, para o Tribunal de Contas (TdC), entre 2016 e 2018, o modelo de financiamento concretizado pelo governo não cumpriu o estipulado na Lei …

Cientistas encontram no Ébola um aliado inesperado contra os tumores cerebrais

Cientistas encontraram um gene do vírus do Ébola que mostrou ser útil no combate contra os glioblastomas, que são tumores cerebrais que reaparecem após serem eliminados. O gliobastoma é um tumor que cresce e espalha-se depressa …

Estivadores do Porto de Lisboa iniciam greve de três semanas

Os estivadores do Porto de Lisboa iniciam, esta quarta-feira, uma greve de três semanas em protesto contra os salários em atraso e incumprimento dos acordos celebrados por parte da Associação de Empresas de Trabalho Portuário …

Michael Vang. Passou despercebido por Portugal, mas carrega os sonhos de toda uma etnia

Michael Vang é dos pouquíssimos jogadores de origem Hmong a jogar futebol profissionalmente. Agora nos Estados Unidos, o jovem teve uma passagem apagada por Portugal. Os Hmong são um grupo étnico asiático originário das regiões montanhosas …

Há pessoas sem a parte olfativa do cérebro que conseguem cheirar (e cientistas não sabem porquê)

Cientistas encontraram casos em que as pessoas não tinham bulbo olfativo, a parte do cérebro responsável pelo olfato, mas mesmo assim conseguiam cheirar. Anosmia consiste na perda total ou parcial do olfato e esta é uma …

Cientistas detetam estranhos movimentos de gás na Via Láctea (em redor de algo "invisível")

Os astrónomos detetaram movimentos de nuvens de gás incomuns perto do centro da Via Láctea, que podem sugerir a presença de um desconhecido buraco negro de classe intermediária. Os investigadores que rastrearam os gases no centro …

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …