Encontrado hominídeo que morreu por causa de uma dor de dentes

(dr) Ian Towle

Há dois milhões de anos, um antepassado nosso foi afetado por algo muito comum atualmente: uma dor de dentes. Como não havia dentistas, a infeção pode ter-lhe custado a vida.

As noites terão sido um inferno. Durante anos, padeceu de um sofrimento que só poderia piorar. Muitos dos seus dentes, estavam tão desgastados que os tubos reticulares internos estavam expostos. Nos incisivos superiores, havia um abscesso dentário: uma massa de pus, resultado de uma infeção que cresceu incontrolavelmente dentro da mandíbula.

Os investigadores acreditam que a infecção foi tão terrível que deve ter atingido o seu suprimento de sangue, envenenando-o e causando a sua morte.

Estas são as conclusões de Ian Towle e Joel D. Irish, da John Moores University, em Liverpool, após a análise exaustiva de um espécime raro de hominídeo, catalogado como SK-847, descoberto na África do Sul em 1969. O trabalho foi publicado no bioRxiv, de acordo com a ABC.

De acordo com os autores, “neste estudo, foram analisados todos os fragmentos de mandíbulas de coleções fósseis de hominídeos sul-africanos disponíveis, incluindo espécimes atribuídos ao Homo Naledi, Paranthropus robustus, Australopithicus africanus, A. sediba e primeiros Homo”.

No total, inspecionaram cerca de 20 fósseis diferentes de mandíbulas humanas encontrados na África Austral. O SK-847, cuja espécie ainda não é clara, foi o único que mostrou uma decadência tão pronunciada. Poderia ser o primeiro abcesso dentário encontrado até agora no género Homo, mas outra queixosa com idade semelhante encontrada na Europa também pode disputar o “título”.

“Há um abscesso bem definido e, pelo menos, mais dois com danos post mortem, no maxilar anterior e associado aos incisivos. Os abscessos destacam que o indivíduo utilizou a dentição anterior extensivamente, até ao ponto em que as câmaras pulpares foram expostas em vários dentes. Este é um dos primeiros exemplos de um abcesso dentário em hominídeos e mostra que este indivíduo foi capaz de lidar com vários abcessos simultâneos, que persistiram durante um período prolongado“, escrevem os autores.

SK-847 deve ter passado um tempo muito mau, segundo Towle. Na mandíbula superior, há um buraco cercado por uma borda. “É aí que o osso começa a crescer novamente no lugar onde o abcesso esteve. Soube imediatamente que se havia formado enquanto o hominídeo ainda estava vivo“.

A falta de higiene alimentar básica pode ser a causa da infecção. O abscesso foi causado por bactérias, que atacaram os dentes do indivíduo. Dentes que, por outro lado, já estavam muito desgastados após anos a comer alimentos duros e crus, muitos deles cheios de areia.

O hominídeo deve ter feito o que podia para combater a dor intensa – como mastigar algumas ervas, como gengibre ou manjerona, utilizado por outras culturas antigas, embora não haja nenhuma prova disso. A única coisa certa é que a infecção, que se arrastou durante anos, acabou por ganhar o jogo para, no final, acabar com a sua vida.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Só as mulheres podem parar o Apocalipse nuclear

O aumento da participação feminina no setor nuclear ajudaria a reduzir a ameaça de um Apocalipse, afirmou recentemente a analista Xanthe Scharf. O conflito nuclear continua a ser a maior ameaça imediata à segurança global. Os …

Esqueleto que caiu de um penhasco pode ter pertencido a uma princesa

Há mais de um século, um tronco esculpido que continha o antigo esqueleto de uma mulher caiu de um penhasco à beira-mar na pequena vila costeira polaca de Bagicz. Agora, os investigadores determinaram que a mulher …

Apanhado no Facetime. Prisão perpétua para português por violação e agressão em Inglaterra

Um português a residir em Inglaterra foi condenado a prisão perpétua por violação e agressão a uma jovem de 19 anos, tendo uma captura de ecrã durante uma chamada de FaceTime sido um elemento chave. Samuel …

Estranha síndrome genética está a cegar famílias inteiras

Médicos na Austrália descobriram uma condição ultra-rara que está gradualmente a cegar famílias inteiras em redor do mundo. Agora, estão a tentar encontrar uma cura. Os primeiros sinais da condição surgiram na Austrália, quando uma mãe, …

Juventus é campeã pela oitava vez consecutiva. E Ronaldo estava lá

A Juventus conquistou este sábado a Serie A pela oitava vez consecutiva, depois de vencer em casa a Fiorentina por 2-1, em jogo da 33ª jornada. Poucos dias após a eliminação nos quartos de final da …

Coletes Amarelos: novo sábado de violência em Paris

Mobilizados há mais de cinco meses, os "coletes amarelos" voltaram este sábado às ruas para o seu "acto XXIII" marcado por uma nova escalada da tensão entre manifestantes e forças de autoridade. Tiros de gás lacrimogéneo, …

Porto vs Santa Clara | Dragão suficiente assume liderança

O FC Porto venceu hoje o Santa Clara por 1-0, em partida da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que permite aos ‘dragões' regressarem, à condição, ao comando do campeonato. O FC Porto cumpriu …

Notre-Dame pode não ser a única. Vários monumentos em todo o mundo estão em risco

O incêndio na catedral de Notre-Dame, em Paris, levantou questões sobre a forma como os órgãos responsáveis pelo património cultural realizam políticas de conservação e detetam possíveis problemas. Além disso, a Unesco indicou que vários locais de …

Hubble espreita aglomerado cósmico azul

Os enxames globulares são objetos inerentemente belos, mas o alvo desta imagem do Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA, Messier 3, é frequentemente reconhecido como um dos mais esplêndidos de todos. Contendo, incrivelmente, meio milhão de estrelas, …

Comer carne vermelha (mesmo moderadamente) aumenta risco de cancro do intestino

O maior estudo alguma vez realizado no Reino Unido sugere que devemos reduzir (ainda mais) o consumo de carne vermelha. Um estudo financiado pela Cancer Research UK e desenvolvido pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, …