Comparar o Holocausto ao controlo de imigração é “sórdido”

Angelo Carconi / EPA

Matteo Salvini

Matteo Salvini afirmou este domingo que comparar o “controlo sério da imigração” ao Holocausto seria “sórdido”, numa alusão ao presidente da câmara de Pádua, que comparou os dois acontecimentos.

O ministro italiano do Interior, de extrema-direita, Matteo Salvini, afirmou este domingo que seria “sórdido” comparar o “controlo sério da imigração” aos horrores do Holocausto, numa alusão ao presidente da câmara de Pádua, que comparou os dois acontecimentos.

Na sua conta do Twitter, o líder do partido da Liga Norte deixou uma oração em homenagem aos “milhões de vítimas do nazismo” apelando a que a “loucura assassina não se repita”, para assinalar o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

Salvini, que se recusa a deixar entrar nos portos italianos os navios humanitários que resgatam migrantes no Mar Mediterrâneo, também usou o seu Twitter para defender a posição de seu governo contra a entrada de mais imigrantes, dizendo que “todos os países civilizados” estavam a controlar a imigração ilegal de forma séria.

A sua referência à sordidez será uma resposta ao autarca de Pádua, Sergio Giordani, que disse numa cerimónia de homenagem às vítimas locais do Holocausto que houve “uma semelhança assustadora” entre o que aconteceu na época e as mortes de migrantes no Mediterrâneo.

Cerca de 50 sobreviventes de Auschwitz assinalaram este domingo o 74º aniversário da libertação do antigo campo de concentração pelo exército soviético numa iniciativa designada como Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

O primeiro-ministro da Polónia e os embaixadores de Israel e da Rússia compareceram nas cerimónias oficiais que decorreram no antigo campo, onde vários sobreviventes testemunharam anos de terror em Auschwitz. Um lembrou o cheiro de carne queimada na chegada ao acampamento.

O grande rabino da Polónia, Michael Schudrich, orou e leu os nomes dos campos de concentração nazi alemães onde muitos dos seis milhões de judeus – um terço dos judeus do mundo – foram mortos pelas forças de Adolf Hitler durante a ocupação nazi da Europa.

Líderes cristãos e judeus rezaram juntos perto das ruínas das câmaras de gás e crematórios, onde os prisioneiros de Auschwitz foram mortos. Uma sondagem divulgada concluiu que um em cada 20 adultos na Grã-Bretanha não acredita que o Holocausto tenha ocorrido.

O inquérito feito a mais de 2.000 pessoas revelou ainda que quase dois terços dos entrevistados não sabiam quantos judeus haviam sido assassinados na Segunda Guerra Mundial ou subestimaram o número de mortos durante o Holocausto.

A pesquisa foi realizada pelo Holocaust Memorial Day Trust, cuja responsável Olivia Marks-Woldman considerou os resultados preocupantes. Disse ainda que “o Holocausto ameaçou o tecido civilizacional e tem implicações para todos nós… tal ignorância generalizada, e até mesmo negação, é chocante“.

A data é assinalada com eventos e iniciativas em todo o mundo. Os organizadores de uma cerimónia em Londres dizem que o evento também reconhece o 25º aniversário do genocídio em Ruanda e 40 anos desde o fim do genocídio no Camboja.

No início da Segunda Guerra Mundial, a maioria dos prisioneiros eram polacos, cercados pelas forças alemãs ocupantes. Mais tarde, Auschwitz foi transformado num campo de extermínio para judeus, ciganos e outros. O campo foi libertado pelas forças soviéticas em 27 de janeiro de 1945.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Austrália. Depois dos incêndios, chega o granizo (e já está a provocar estragos)

A Austrália está a recuperar dos enormes incêndios dos últimos meses. No entanto, a costa oriental do país debate-se agora com chuvas intensas que tem provocado inúmeras inundações. As fortes chuvas que caíram esta segunda-feira proporcionaram …

Taxa sobre produtos poluentes rendeu 200 milhões em dois anos

A taxa aplicada sobre produtos poluentes - plástico, cartão, embalagens de vidro, entre outros -, rendeu ao Estado português 199,6 milhões de euros em dois anos, avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira. O valor, arrecadado …

"Mito sem sentido". Santos Silva rejeita que Portugal seja "amigo especial" da China

O ministro dos Negócios Estrangeiros rejeitou, em entrevista ao Financial Times, que Portugal esteja a desenvolver uma dependência problemática relativamente à China. É um "mito sem sentido", defendeu Augusto Santos Silva. O governante falou ao …

Justiça espanhola liga ex-ministro a alegado caso de corrupção. António Vitorino nega

A Justiça espanhola diz que o ex-ministro socialista se terá apropriado de 35 milhões de euros da petrolífera estatal venezuelana PDVSA. António Vitorino nega. A justiça espanhola alega que uma sociedade de António Vitorino, antigo ministro …

Há um obstáculo que pode travar a primeira condenação de Salgado

Ricardo Salgado foi condenado a pagar 4 milhões de euros e proibido de ser banqueiro nos próximos dez anos. No entanto, ainda há um último obstáculo que pode travar a sua condenação. O Tribunal Constitucional rejeitou …

Diplomatas portugueses salvaram entre 60 mil e 80 mil vidas durante a II Guerra Mundial

Os diplomatas portugueses terão salvo entre 60 mil a 80 mil refugiados do regime nazi, maioritariamente judeus, durante o período da II Guerra Mundial, estimou a historiadora Irene Flunser Pimentel em entrevista à agência Lusa. Além …

"Absolutamente determinantes." Autárquicas de 2021 vão ser a prova de fogo de Rui Rio

Rui Rio foi reeleito presidente do PSD este sábado, mas tem pela frente vários desafios. O maior deles todos serão as autárquicas de 2021 que vão ditar muito do seu futuro político.  Rui Rio mostrou-se disponível …

Deputados do PS querem reabrir linha do Tâmega

Os deputados do PS do distrito do Porto querem que a linha do Tâmega, que fazia a ligação ferroviária entre Livração, em Marco de Canaveses, e Amarante, como existia até março de 2009, seja reaberta …

Joacine disposta a fazer "cedências necessárias". Livre diz que só por milagre as relações serão retomadas

O Livre decidiu retirar a confiança política a Joacine Katar Moreira. A deputada única do partido admite fazer as cedências necessárias, mas o partido diz que só por milagre as relações entre os dois vão …

Jorge Jesus diz que o campeonato português está pior (mas que o Benfica tem mais qualidade)

Jesus diz que o campeonato português está pior em comparação com outros anos, mas acredita que o Benfica está "num patamar superior" em relação a Porto e Sporting. Depois de um mês de férias em Portugal …