Historiador diz ter decifrado o manuscrito mais misterioso do mundo

Beinecke Library / Wikimedia

Manuscrito de Voynich: o livro indecifrável escrito numa língua que não existe com criaturas nunca vistas

Textos que parecem mensagens cifradas, desenhos de mulheres nuas em banheiras com líquido verde, símbolos do zodíaco e desenhos de plantas e criaturas estranhas. O misterioso manuscrito de Voynich poderá ter sido decifrado.

Não é de estranhar que estes e outros elementos, que fazem parte do conteúdo do Manuscrito Voynich – um livro ilustrado datado do período entre os séculos XV e XVI, encontrado em 1912 pelo comerciante Wilfrid Voynich, que dá o nome ao objeto – tenham há décadas intrigados especialistas e leigos sobre a sua origem e função.

Com um pequeno tamanho, 240 páginas ilustradas e uma capa de couro desgastada, o livro indecifrável escrito numa língua que não existe com criaturas nunca vistas já foi apontado como “o manuscrito mais misterioso do mundo“, como obra de extraterrestres e até como uma farsa fabricada pelo próprio Wilfrid Voynich.

Agora, o historiador britânico Nicholas Gibbs diz desvendado o mistério. Segundo o artigo publicado por Gibbs no início deste mês na prestigiada revista britânica The Times Literary Supplement, a resposta é simples: o livro tem como objectivo aconselhar sobre a saúde – principalmente das mulheres – e é uma amostra da medicina medieval.

No artigo, “Manuscrito Voynich: A solução“, Nicholas Gibbs diz que o manuscrito é “um livro de referências de remédios, retiradas dos tratamentos normais do período medieval – um manual de instruções para a saúde e o bem-estar para as mulheres mais abastadas da sociedade, e que muito possivelmente foi escrito para uma única pessoa“.

Se durante muito tempo se acreditou que as estranhas palavras do livro estavam cifradas, Gibbs apresenta uma explicação alternativa: elas são abreviaturas de termos do latim.

Mais especificamente, seriam ligaduras tipográficas – o nome que se dá à grafia que une duas ou mais letras em um único símbolo (como Æ e o famoso &, que resultou de e e t). Este recurso era muito utilizado na Idade Média como forma de economizar espaço e trabalho pelos escribas de então.

“Sendo alguém com uma longa experiência na interpretação de inscrições em latim em monumentos clássicos, sepulturas e chapas metálicas de igrejas inglesas, reconheci no Manuscrito sinais reveladores de um formato abreviado de latim”, escreve Gibbs.

O artigo publicado na The Times Literary Supplement traz uma imagem com duas linhas codificadas com palavras como estas.

Nicholas Gibbs / The Times Literary Supplement

Imagem que acompanha o artigo de Gibbs mostra dois trechos do Manuscrito de Voynich que o historiador diz ter descodificado

Consultando o Léxico Abbreviaturarum de Latim Medieval (1899), de Adriano Cappelli, o historiador diz ter reconhecido no manuscrito pelo duas ligaduras, “Eius” e “Etiam“.

Diversas abreviaturas corresponderiam a palavras-padrão relacionadas com plantas e infusões, como aq=aqua (água), con=confundo (mistura), ris=radacis/radix (raíz). “Então, o herbário do Manuscrito Voynich deverá conter uma série de ingredientes ‘simples’ com as medidas necessárias”.

Segundo o pesquisador, era comum que livros de referência semelhantes ao manuscrito viessem acompanhados de um índice com abreviaturas e os correspondentes nomes de doenças, sintomas, nomes de plantas, entre outros. Mas segundo Gibbs, o índice do Manuscrito Voynich está desaparecido.

Simon Worrall / BBC

O manuscrito medieval tem intrigado especialistas e leigo desde sua descoberta, em 1912

Medicina medieval

O historiador relaciona também o manuscrito com outros contextos da Idade Média, como as práticas de banho – tema bastante presente nas ilustrações do manuscrito. “Pareceu-me lógico olhar para os hábitos de banho do período medieval. Tornou-se logo bastante óbvio que tinha entrado no tema da medicina medieval”, diz o texto de Gibbs.

Segundo o historiador, ilustrações de plantas, símbolos do zodíaco e diagramas eram comuns na época quando o tema era saúde – numa altura em que os precursores clássicos da medicina, como Galeno, Hipócrates e Sorano de Eféso, eram reverenciados.

O uso de banhos em tratamentos era uma longa tradição, praticada por gregos e romanos, continuada na Idade Média. “Essa é uma das actividades centrais do Manuscrito, e uma das suas principais características é a presença de figuras femininas nuas imersas em algum tipo de mistura”, diz o historiador.

“A medicina clássica e medieval tinha divisões separadas dedicadas às queixas e doenças das mulheres – principalmente, mas não exclusivamente na área de ginecologia”, acrescenta.

Nicholas Gibbs identificou também referências, em conteúdo e em ilustrações, a dois guias amplamente disseminados pela Europa no período medieval: o Trotula, um tratado ginecológico, e o De Balneis Puteolanis, sobre os benefícios dos banhos com infusões.

Algumas críticas

A solução apresentada por Gibbs, porém, não resolveu o mistério para muitos outros especialistas. Em blogs, fóruns e no Twitter, o artigo foi bastante criticado – em geral, acusado de não ter apresentado bases suficientes para os argumentos.

“E lá vamos nós de novo. Eu já li dezenas de ‘soluções’ para o manuscrito Voynich, e esta é tão pouco convincente como as últimas 3 mil”, escreveu Lisa Fagin Davis, directora da Academia Medieval dos Estados Unidos, no Twitter.

“O resumo no Times Literary Supplement é realmente muito curto para nos permitir qualquer análise séria”, diz ao The Atlantic o engenheiro René Zandbergen, que administra um site sobre o manuscrito, para quem o artigo de Gibbs é desproporcionado: um texto muito grande com apenas duas linhas do livro medieval descodificadas.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Eles mesmo se enrolam nas próprias mentiras!! O homem não tem como transpassar o firmamento feito pelo Deus altíssimo!!!
    E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão. E assim foi. E chamou Deus à expansão Céus; e foi a tarde e a manhã: o dia segundo.
    Gênesis 1:6‭-‬8 ARC95
    http://bible.com/212/gen.1.6-8.ARC95

    E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos. E sejam para luminares na expansão dos céus, para alumiar a terra. E assim foi. E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas. E Deus os pôs na expansão dos céus para alumiar a terra, e para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que era bom. E foi a tarde e a manhã: o dia quarto.
    Gênesis 1:14‭-‬19 ARC95
    http://bible.com/212/gen.1.14-19.ARC95

RESPONDER

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante …

Japonês inventa sacos de plástico "comestíveis" (para salvar o veado sagrado de Nara)

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa aos sacos de plástico de compras para proteger o veado sagrado da cidade. Hidetoshi Matsukawa, que trabalha na Nara-ism, um agente de souvenirs, disse, …

Emissão do programa de Ricardo Araújo Pereira cancelada. Humorista em isolamento

O programa de Ricardo Araújo Pereira na SIC não será emitido este domingo, uma vez que o humorista se encontra em isolamento profilático depois de ter estado em contacto com uma pessoa infetada com covid-19. …

Erro clínico. Centenas de hóspedes em quarentena em hotel da Austrália vão ter de fazer teste ao VIH

Centenas de pessoas que estiveram em quarentena no hotel Victoria, na Austrália, vão ter de fazer o teste de doenças transmitidas pelo sangue, incluindo VIH, devido a um erro dos profissionais de saúde daquele local …

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …