/

Talibãs anunciam novo Governo. Hassan Akhund será primeiro-ministro interino

Akhter Gulfam / EPA

Zabiullah Mujahid, porta-voz dos talibãs

Os talibãs anunciaram o novo Governo interino, esta terça-feira, mais de três semanas depois da tomada do poder no Afeganistão.

Mohammad Hassan Akhund vai assumir a chefia do novo Governo afegão, anunciou o principal porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, numa conferência de imprensa em Cabul. O co-fundador do movimento, Abdul Ghani Baradar, será o número dois do novo Executivo.

Segundo a agência Associated Press, o mullah Hassan Akhund chefiou o Governo dos talibãs durante os últimos anos do seu anterior regime (1996-2001) e o mullah Baradar, que liderou as negociações com os Estados Unidos e assinou o acordo para a retirada das tropas norte-americanas do Afeganistão, é um dos seus dois adjuntos.

Mullah Yaqoob assumirá o papel de ministro da Defesa, enquanto Sirajuddin Haqqani foi nomeado ministro do Interior, anunciou o mesmo porta-voz, citado pela cadeia televisiva CNN.

A estação norte-americana recorda que este último talibã é procurado pelos Estados Unidos, que está disposto a pagar cinco milhões de dólares (4,2 milhões de euros) a quem o levar ao seu paradeiro.

Os talibãs tinham indicado há uma semana que estavam quase concluídas as rondas de consultas para a formação do novo Governo, que se tornou mais urgente após a partida, a 31 de agosto, do último avião com soldados norte-americanos.

Esta segunda-feira, o grupo anunciou ter conseguido controlar a província de Panchir, o último bastião que ainda faltava conquistar, uma informação que entretanto foi negada pela Frente de Resistência Nacional (NRF).

Após quase duas décadas de presença de forças militares norte-americanas e da NATO, os talibãs tomaram o poder em Cabul a 15 de agosto, culminando uma rápida ofensiva que os levou a controlar as capitais de 33 das 34 províncias afegãs em apenas 10 dias.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.