Há alguma ligação entre stress, insónias e sistema imunitário? Estudo americano sugere que sim

Um estudo realizado por neuro-cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, sugere que poderá existir uma relação entre o stress, as insónias e um fraco sistema imunitário.

Investigadores do laboratório Cold Spring Harbor e da Universidade de Stanford descobriram qual é o circuito cerebral responsável pelas noites sem dormir causadas pelo stress – e parece que este circuito é também responsável por algumas alterações no nosso sistema imunitário.

O estudo, publicado no início do mês na Science Advances, liga e explica dois problemas comuns: as insónias e um fraco sistema imunitário. Jeremy Borniger, um dos autores do estudo, disse que a insónia induzida pelo stress é bem conhecida por qualquer pessoa que tenha tentado adormecer com um prazo para cumprir no dia seguinte.

“No mundo clínico, há muito tempo que se sabe que pacientes diagnosticados com stress crónico, normalmente, reagem pior a diversos tratamentos de outras doenças“, disse o cientista. Esta reação deve-se à libertação de cortisol, a hormona do stress.

Os investigadores encontraram evidência de que os neurónios sensíveis ao stress, que libertam cortisol, estão diretamente ligados a outros neurónios que promovem a insónia. A equipa usou opto-genética em ratos geneticamente modificados para poder bloquear este circuito neural, fazendo com que os ratos dormissem mesmo após uma experiência stressante, ou ativá-lo, fazendo com que os roedores acordassem imediatamente.

“Parece que é um interruptor bastante sensível, visto que mesmo uma estimulação muito fraca do circuito pode levar à insónia”, disse Borniger.

Os cientistas da universidade americana examinaram, ainda, os efeitos da estimulação do circuito neural na atividade do sistema imunológico. O stress afeta significativamente a abundância de algumas células imunes no sangue, e o estudo concluiu que o mesmo circuito cerebral consegue recriar estas alterações.

Borniger diz que entender como é que o stresse provoca insónia e imunossupressão ajuda os investigadores a encontrar novos tratamentos para uma série de doenças auto-imunes. A estimulação desse circuito pode trazer novas formas de tratar doenças e de reduzir os efeitos negativos do stresse no sono.

O investigador acrescentou que o seu interesse na manipulação destes circuitos do cérebro se deve, não só ao facto de poder controlar o sistema imunitário, mas também doenças inflamatórias como o cancro e a psoríase.

“Se pudermos entender e manipular o sistema imunológico usando os circuitos naturais do corpo em vez de usar uma droga que atinge certos alvos dentro do sistema, penso que seria muito mais eficaz a longo prazo, porque só associa os circuitos naturais do corpo”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Costa diz que estado de emergência é "prematuro" e põe de lado o recolhimento obrigatório

Numa altura em que o número de infetados não pára de subir em Portugal, o Governo prefere manter a situação de calamidade para dar resposta à pandemia, o que permite tomar medidas como o confinamento …

22-0: a soma de dois jogos, no mesmo dia

Com claro destaque para o que aconteceu nos Países Baixos: 13-0, vitória do Ajax. Recorde no campeonato holandês, cinco golos de um jogador, um guarda-redes a querer marcar uma grande penalidade... O que aconteceu no sábado, …

Aminoácido produzido no cérebro pode prevenir ataques epiléticos

Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade da Florida descobriu que um aminoácido produzido pelo cérebro pode desempenhar um papel crucial na prevenção de um tipo de ataque epilético. As crises epiléticas do …

Ir à escola, viajar e assistir a espetáculos. As exceções à proibição de circulação entre concelhos

No final do último Conselho de Ministros, na semana passada, o Governo anunciou a proibição de circulação entre concelhos entre as 0h de 30 de outubro e as 6h de 3 de novembro, englobando o …

País Basco em confinamento, Bélgica quer transferir doentes para os Países Baixos e França "perdeu o controlo"

Numa altura em que a Europa volta a ser epicentro da pandemia de covid-19, o País Basco decretou o confinamento da população e França considera impor a mesma medida. Com falta de camas, Bélgica pediu …

"Dia histórico". Senado confirma nomeação de Amy Coney Barrett para o Supremo Tribunal dos EUA

O Senado norte-americano confirmou segunda-feira à noite a juíza Amy Coney Barrett para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, o que representa uma vitória política para o Presidente Donald Trump a poucos dias das eleições …

Os olhos das corujas podem ter uma "lente" que melhora a visão noturna

As corujas capturam as suas presas durante a noite. Uma nova investigação sugere que há algo de especial na forma como as moléculas de ADN nos olhos das corujas estão acondicionadas, uma característica que lhes …

Os extraterrestres podem estar a observar-nos à distância (em mais de 1.000 estrelas diferentes)

Da mesma forma que nós, da Terra, já detetámos vários milhares de planetas ao redor de outras estrelas, uma hipotética civilização alienígena poderia ter detetado a nossa presença. Mas de que posições no Espaço isso seria …

Afinal, o buraco negro mais próximo da Terra pode não ser um buraco negro

Um objeto identificado no início deste ano como o buraco negro mais próximo da Terra pode, afinal, não o ser. Depois de reanalisar os dados, diferentes equipas de cientistas concluíram que o sistema HR 6819 …

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …