Há cada vez mais indícios de que Vénus pode ter sido habitável

(dr) NASA

Vénus pode ter tido este aspeto durante dois mil milhões de anos

Vénus pode ter tido este aspeto durante dois mil milhões de anos

Cientistas da NASA anunciaram esta semana que o planeta, agora considerado um verdadeiro inferno tóxico, pode ter sido habitável.

De acordo com os modelos climáticos desenvolvidos pelo Instituto Goddard para Estudos Espaciais da NASA, Vénus pode ter sido um planeta habitável.

Atualmente, o planeta é considerado um verdadeiro inferno tóxico mas, durante dois mil milhões de anos, terá tido melhores condições de vida.

É essa a conclusão dos cientistas da agência espacial norte-americana, que dizem que o planeta pode ter tido temperaturas compatíveis com a existência de vida e até um oceano pouco profundo de água líquida.

Os resultados, publicados esta semana na revista Geophysical Research Letters, foram obtidos com um modelo semelhante ao do tipo usado para prever futuras mudanças climáticas na Terra.

“Muitas das mesmas ferramentas que usamos para modelar as mudanças climáticas na Terra podem ser adaptadas para estudar climas noutros planetas, tanto do passado como do presente”, explica Michael Way, investigador do GISS e autor principal do estudo.

“Estes resultados mostram que, no passado, Vénus poderá ter sido um local muito diferente do que é hoje”, afirma o investigador.

Nos dias de hoje, Vénus tem uma atmosfera de dióxido de carbono 90 vezes mais espessa que a da Terra, não há quase nenhum vapor de água e as temperaturas atingem os 462º C à superfície.

A grande mudança terá sido provocada pelo facto de Vénus estar muito mais perto do Sol do que a Terra e, portanto, acabar por receber mais luz solar.

Como resultado, o oceano inicial do planeta evaporou-se, as moléculas de vapor de água foram quebradas pela radiação ultravioleta e o hidrogénio escapou-se para o Espaço.

Sem água à superfície, o dióxido de carbono acumulou-se na atmosfera, levando ao que se chama de efeito de estufa e que criou as atuais condições.

Modelos climáticos

Há muito que os cientistas teorizam que Vénus foi formado a partir de ingredientes parecidos aos da Terra, mas seguiu um caminho evolutivo diferente.

Estudos anteriores demonstraram que a rapidez com que um planeta gira sob si próprio afeta a possibilidade de clima habitável. Um dia em Vénus corresponde a 117 dias terrestres.

Até há algum tempo, pensava-se que era necessária uma atmosfera espessa como a de Vénus para o planeta ter a rotação lenta de hoje. No entanto, novas investigações mostraram que uma atmosfera fina como a da Terra poderia ter produzido o mesmo resultado.

Isto significa que o antigo Vénus, com uma atmosfera parecida à da Terra, pode ter tido a mesma rotação que tem hoje.

Por isso, Way e os colegas do GISS simularam condições de um hipotético Vénus jovem com uma atmosfera parecida à da Terra, um dia com a mesma duração do dia venusiano e um oceano pouco profundo consistente com dados da sonda Pioneer.

Os investigadores acrescentaram informações sobre a topografia de Vénus obtidos com o radar da missão Magalhães da NASA, na década de 1990, e preencheram as planícies com água, deixando as terras altas expostas como continentes venusianos.

O estudo também teve em conta um Sol mais jovem e 30% mais ténue. Mesmo assim, Vénus ainda recebia cerca de 40% mais luz solar do que o nosso planeta recebe hoje.

“Na simulação do modelo do GISS, a rotação lenta de Vénus expõe o seu lado diurno ao Sol durante quase dois meses,” afirma Anthony Del Genio, coautor do estudo.

“Isto aquece a superfície e produz precipitação que cria uma camada espessa de nuvens, que funciona como um guarda-chuva que protege a superfície da maior parte do aquecimento solar. O resultado são temperaturas climáticas médias, na verdade, até alguns graus inferiores às da Terra de hoje”.

ZAP / CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Museu de Nova Iorque devolve ao Egito "caixão dourado" roubado em 2011

O Museu Metropolitan (MET) de Nova Iorque vai devolver ao Egito um sarcófago roubado em 2011, durante as manifestações da chamada "Primavera Árabe", anunciou este domingo a instituição nova-iorquina. Construído em ouro para o sacerdote Nedjemankh, …

Quase um terço da população chinesa terá mais de 65 anos em 2050

Trinta por cento da população chinesa terá mais de 65 anos, dentro de três décadas, informou hoje um jornal chinês, ilustrando o rápido envelhecimento do país, apesar de ter abolido a política de filho único. “O …

Trump pede à Europa que julgue os seus "jihadistas" (ou os EUA terão de os libertar)

O presidente dos Estados Unidos apelou aos países europeus, nomeadamente o Reino Unido, a França e a Alemanha, para repatriarem e julgarem os seus combatentes do Estado Islâmico feitos prisioneiros na Síria. Caso contrário, aponta …

Depois de 11 mortes e 1800 condenações, franceses querem o fim dos Coletes Amarelos

A maioria dos franceses defende que devem parar os protestos nas ruas dos “coletes amarelos”, três meses após o início das primeiras manifestações que fizeram 11 vítimas mortais, noticia esta segunda-feira a agência France Presse. Uma …

Uma tese de doutoramento levou Marcelo à capa do El País

A tese de doutoramento sobre Marcelo Rebelo de Sousa é de autoria de uma professora universitária e jornalista da RTP. O tema já chegou ao jornal espanhol El País. O jornal percorre as provas de popularidade …

Seguros de saúde sobem para 2,6 milhões com crise no SNS

No primeiro semestre de 2018 o número de contratos de seguros de saúde aumentou 3%, em termos homólogos, para 2,6 milhões, escreve esta segunda-feira o Jornal de Notícias na sua edição impressa. Os dados, da Autoridade …

PSP usa critérios étnicos para avaliar risco de bairros problemáticos

Apesar de a recolha de dados étnico-raciais não ser permitida em Portugal, a PSP utiliza ainda critérios étnicos na avaliação do grau de risco de zonas urbanas sensíveis (ZUS), avança o jornal Público esta segunda-feira. Segundo …

Pyongyang fala em “momento decisivo” em vésperas de nova cimeira com Washington

O principal diário norte-coreano, Rodong Sinmun, escreve esta segunda-feira que o país enfrenta "um momento decisivo", em termos de desenvolvimento económico, a pouco mais de uma semana da cimeira entre o líder norte-coreano e dos …

OCDE quer tribunais especiais para julgar a corrupção

Portugal precisa de fortalecer os mecanismos de prevenção da corrupção, defende a OCDE, que sugere a criação de tribunais especializados e a redução das possibilidades de recurso dos arguidos.  O retrato da análise da corrupção …

Costa "está a colocar todos os potenciais sucessores no palco”

No seu habitual espaço de comentário político semanal na SIC, Luís Marques Mendes falou sobre as recentes alterações no Governo, a moção de censura do CDS que "não faz sentido" e a "crise anunciada" da …