Altar de pedra com 2.800 anos confirma que uma guerra bíblica realmente aconteceu

(dr) Adam Bean

Um altar de pedra inscrito com 2.800 anos de idade, encontrado dentro de um santuário moabita na antiga cidade de Ataroth, na Jordânia, pode dar mais informações sobre uma antiga guerra bíblica.

O altar tem duas inscrições. As palavras estão na língua moabita, enquanto os números nas inscrições estão em Hierático (um sistema de escrita egípcio). O altar parece datar a um tempo após Mesha, rei de Moab, se ter rebelado com sucesso contra o reino de Israel e conquistou Ataroth, uma cidade que o reino de Israel tinha controlado.

Nessa altura, Israel estava dividida em duas, com um reino do norte que mantinha o nome de Israel e um reino do sul chamado Judá.

A Bíblia hebraica menciona a rebelião, dizendo que antes de Mesha se rebelar, Moab tinha que dar a Israel um tributo anual de milhares de cordeiros e uma vasta quantidade de lã de carneiro. A rebelião também é descrita na chamada estela Mesha, descoberta em 1868 em Dhiban, na Jordânia, que afirma que Mesha conquistou Ataroth e matou muitos dos habitantes da cidade.

O altar foi descoberto enquanto o santuário estava a ser escavado, em 2010. O altar e o santuário foram descritos recentemente na revista Levant.

Uma das duas inscrições escritas no altar parece descrever o bronze que foi saqueado após a captura de Ataroth. “Pode-se especular que quantidades de bronze saqueadas da cidade conquistada de Ataroth foram apresentadas como ofertas no santuário e registadas neste altar”, escreveram os investigadores no artigo.

A segunda inscrição no altar é fragmentária e difícil de entender. Parte parece dizer que “4.000 homens estrangeiros foram dispersos e abandonados em grande número”, enquanto outra parte da inscrição menciona “a cidade desolada”.

“Ainda não há muita clareza sobre esta inscrição”, escreveram os arqueólogos, observando que a inscrição pode falar de eventos ocorridos durante a rebelião de Mesha contra Israel e a captura de Ataroth.

Substâncias perfumadas como incenso, madeiras aromáticas e óleos teriam sido queimadas no altar, disse o autor Adam Bean, do Departamento de Estudos do Oriente Próximo da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore.

O altar fornece a confirmação de que os moabitas conseguiram conquistar Ataroth, explicou o co-autor Christopher Rollston, professor de línguas semíticas e literaturas do noroeste da Universidade George Washington em Washington, D.C.

O altar também mostra que, há 2.800 anos, os moabitas tinham escribas habilidosos. As inscrições no altar “são as primeiras evidências que temos até agora para uma escrita moabita distinta”, disse Rollston à Live Science, observando que a inscrição descoberta em 1868 usava a escrita hebraica para escrever a língua moabita.

“Muitas vezes falamos sobre a sofisticação da educação dos escribas do antigo Israel, e com razão, [mas as inscrições no altar mostram] que a antiga Moabe tinha alguns escribas talentosos”, disse Rollston.

Hoje, Ataroth é chamado Khirbat Ataruz. As escavações no local são conduzidas por Chang-Ho Ji, que é reitor de educação na Universidade La Sierra, em Riverside, Califórnia.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Claro que aconteceu… por acaso Deus é homem para mentir? todas as descobertas arqueológicas em Israel e países circunvizinhos são baseados em relatos da Bíblia.

  2. mas… porque será que os norte-americanos (e os ingleses) andam sempre a cavucar no Próximo Oriente?
    O que procuram eles na região que foi o berço da Humanidade??!!
    Mais parecem cães sempre a farejar na tentativa de encontrarem um “precioso osso” enterrado ou estrategicamente escondido… e, petróleo, não é de certeza…
    Assinado: Maria da Maia

    • Primeiro porquê existe muitos judeus nos Estados Unidos e segundo pois lá tem uma especialização em cultura judaica.

RESPONDER

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …

Menos de metade dos médicos do SNS trabalha em regime de exclusividade

Menos de metade (42,9%) dos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalha em regime de exclusividade, avança o Jornal de Notícias, citando números da Administração Central dos Serviços de Saúde.  Segundo dados apresentados esta quinta-feira …

Grávidas e crianças até aos 10 anos não devem comer peixe-espada e atum, recomenda Espanha

A Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição publicou novas recomendações no final de outubro para o consumo de determinados tipos de pescado, nomeadamente o atum e o peixe-espada, tubarão ou cação e Lúcio. Em causa …

Deputado Lobo d'Ávila abre portas ao futuro no CDS. "Não digo não" ao partido

O ex-deputado Filipe Lobo d'Ávila afirmou que não afasta a possibilidade de se candidatar à liderança do CDS. O potencial candidato à sucessão de Assunção Cristas indicou que a estratégia do partido, nos últimos anos, …