Guanyu Zhou será o primeiro piloto chinês na F1 após assinar pela Alfa Romeo

Guanyu Zhou / Instagram

O piloto chinês Guanyu Zhou

Guanyu Zhou, o primeiro piloto chinês na Fórmula 1

O piloto Guanyu Zhou será o primeiro chinês na Fórmula 1, depois de assinar pela Alfa Romeo para a época de 2022, em que terá como colega de equipa o finlandês Valtteri Bottas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Ser o primeiro piloto chinês [na F1] é um avanço para a história do automobilismo na China. Sei que muitas esperanças estarão depositadas em mim e, como sempre, vou tomar isso como motivação para me tornar melhor”, disse Guanyu Zhou.

O piloto, de 22 anos, segundo classificado na Fórmula 2 e ex-piloto de testes da equipa Alpine, substitui Antonio Giovinazzi, que perdeu o seu lugar na Fórmula 1 após três anos na Alfa Romeo. O italiano marcou apenas um ponto esta época.

O piloto chinês também usou as redes sociais para expressar a felicidade por este momento na sua carreira, dizendo que foi “um sonho de criança que se tornou realidade”.

“Tenho muitas emoções a passar-me pela cabeça neste momento. Estou muito grato por esta oportunidade. Obrigado a todos os que acreditaram em mim e me apoiaram nesta caminhada. Obrigado também à Alfa Romeo por confiar em mim, vou dar tudo de mim no próximo ano!”, pode ler-se.

Zhou disse ainda estar “ansioso para aprender e trabalhar” com Valtteri Bottas. Entretanto, o finlandês já lhe deu as boas-vindas à equipa. “Estou ansioso para trabalhar contigo”, retribuiu.

A chegada de Zhou ocorre num momento em que a F1 tenta impulsionar o seu crescimento na China, que recebe a prova rainha do automobilismo mundial desde 2004, mas que não foi capaz de organizar em 2020 e 2021 devido às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus.

“A notícia de que Guanyu Zhou estará na Fórmula 1 na próxima temporada é fantástica para o desporto e para os milhões de apaixonados adeptos chineses, que agora têm um herói para torcer durante todo o ano”, disse o diretor executivo da F1, Stefano Domenicali.

O responsável disse que “a pirâmide da F2 está a funcionar bem, promovendo talentos para a primeira divisão”, e considerou Zhou um piloto com um potencial incrível, que será uma mais-valia fantástica para a grelha de 2022.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.