Greve e tolerância de ponto deixam mais de 8 mil cirurgias em risco

A greve dos médicos, que começa esta quarta-feira e termina na quinta, coincide com a tolerância de ponto concedida pelo Governo a propósito da visita do Papa a Fátima. Os dois sindicatos asseguram que os serviços mínimos estão garantidos mas há mais de oito mil cirurgias e mais de 100 mil consultas em risco.

Segundo o Jornal de Notícias, cerca de 8.600 cirurgias e 182 mil consultas externas de especialidade estão em risco de ser adiadas esta semana, por causa da greve dos médicos e da tolerância de ponto decretada pelo Governo a propósito da visita do Papa Francisco.

Esta terça-feira, uma delegação dos dois sindicatos médicos – Sindicato Independente dos Médicos e Federação Nacional dos Médicos – desloca-se à residência oficial de António Costa para para pedir a intervenção do primeiro-ministro.

De acordo com a TSF, há mesmo algumas consultas e cirurgias programadas que já estão a ser reagendadas para evitar que os doentes sejam prejudicados com esta situação.

O presidente do Sindicato Independente dos Médicos, Jorge Roque da Cunha, lembra à rádio que os serviços mínimos estão garantidos e que os doentes em situação de urgência podem ficar descansados, apesar de prever um impacto forte com este protesto.

Entretanto, a agência Lusa está a adiantar que as urgências, quimioterapia, radioterapia, transplantes e diálise são alguns dos serviços públicos de saúde que estão garantidos.

Entre os serviços mínimos a cumprir durante a paralisação estão também a imuno-hemoterapia, cuidados paliativos em internamento, dispensa de medicamentos para uso hospitalar e punção folicular na procriação medicamente assistida.

Numa carta aberta aos cidadãos, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM), um dos dois que convocaram a greve, explica que a paralisação é uma “forma de protesto contra a degradação do trabalho e do Serviço Nacional de Saúde“.

No documento, o sindicato garante que “serão escrupulosamente cumpridos os serviços mínimos, os mesmos que são disponibilizados nas 24 horas de domingos e feriados”, com a greve a afetar o trabalho normal e o trabalho suplementar.

A greve, que começa à meia-noite desta quarta-feira e termina às 24h de quinta, foi convocada pelos dois sindicatos médicos, sendo apoiada explicitamente pela Ordem dos Médicos e pelas outras associações médicas sectoriais.

Numa tentativa de se antecipar ao que preveem que sejam tentativas governamentais de descredibilizar os profissionais de saúde, os sindicatos tentam, numa carta aberta aos cidadãos, “desmentir as esperadas calúnias”.

Alegam que não são uma classe privilegiada, sublinhando que “a maioria dos médicos nos hospitais” ganha menos de dois mil euros líquidos. “Claro que há quem ganhe mais. À custa de trabalho em serviço de urgência, de 24 horas seguidas de trabalho, fazendo perigar a sua saúde, a sua estabilidade familiar e, mais grave, o atendimento correto que os doentes merecem; ou também à custa de um múltiplo emprego”, escreve o SIM.

É ainda desmentido que os médicos sejam os que mais ganham na Função Pública, com os sindicatos a recordarem que um clínico só no fim da sua vida ativa pode aspirar a ganhar o que um juiz ou magistrado recebe ao fim de sete anos de exercício num tribunal ou comarca de primeira instância. “Um médico nunca chegará ao vencimento de um professor universitário”, acrescenta ainda o sindicato.

Outro dos pontos que os sindicalistas pretendem esclarecer é a coincidência de datas com a comemoração do centenário das aparições de Fátima, uma vez que a greve decorre até um dia antes da chegada a Portugal do Papa Francisco.

“A visita do Papa está prevista apenas para o fim da tarde do dia 12. O anúncio da tolerância de ponto é da total responsabilidade do Governo, que já sabia, semanas antes, das datas marcadas para a greve nacional” dos médicos, argumentam os sindicalistas.

Entre as razões que levaram à greve convocada pelos dois sindicatos estão a exigência de redução do número de horas máxima de urgências, a reposição integral do pagamento das horas extraordinárias e a redução do número de utentes por médico de família.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque alerta que só terá material médico até 5 de abril

O presidente da câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, alertou esta sexta-feira que a cidade apenas tem material médico até 5 de abril, lembrando que a 'Big Apple' é atualmente o epicentro do novo …

Cientistas determinaram como é que o cérebro controla a voz dos morcegos

Segundo um recente estudo levado a cabo por biólogos da Universidade de Frankfurt, é um circuito neuronal específico no cérebro dos morcegos que controla as suas vozes. Os morcegos são conhecidos pelo seu exímio sentido de …

Detetadas outras nove misteriosas rajadas rápidas de rádio que se repetem

Foram detetadas nove outras Rajadas Rápidas de Rádio (FRB) que se repetem entre as 700 já identificadas desde outubro de 2018 pelo projeto científico CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment), que se baseia num telescópio localizado …

"Não é completamente de loucos" pensar que há vida em Mercúrio

Há a possibilidade, ainda que pequena, de que Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, possa abrigar vida, concluiu uma nova investigação. "É possível que, enquanto houver água, as temperaturas [no planeta] sejam apropriadas para …

O porta-aviões mais avançado do mundo tem um problema inesperado nas suas casas de banho

O porta-aviões de propulsão nuclear USS Gerald R. Ford, o mais avançado da Marinha dos Estados Unidos, tem um problemas nas suas casas de banho, que precisam de ser lavadas com ácido regularmente. De acordo com …

Retirada dos ricos, colapso dos transportes e medo do contacto. As cidades no pós-pandemia

Mesmo depois de a pandemia do novo coronavírus diminuir e voltar a ser seguro estar com outras pessoas, a sociedade pode nunca mais ser a mesma. A atual pandemia de Covid-19 está a mudar rapidamente a …

"Quando a Alemanha disser que há eurobonds, os holandeses vão pastar para outras paragens"

Ana Gomes mostrou-se satisfeita com a atuação de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa durante esta pandemia. A ex-eurodeputada deixou ainda duras críticas aos holandeses, que diz irem pastar para outras paragens quando os …

Coreia do Norte diz não ter casos de covid-19 (mas terá pedido ajuda secretamente)

Apesar de negar ter casos de infeção por covid-19, o novo coronavírus oriundo da China, a Coreia do Norte terá discretamente solicitado ajuda a outros países no combate da doença. As autoridades do país asiático terão …

Seguranças chineses usam óculos inteligentes que detetam pessoas com febre

Os seguranças do Parque Hongyuan, em Hangzhou, na China, conseguem detetar a temperatura corporal de todos os visitantes à distância de até um metro. Como? Graças a uns óculos inteligentes. De acordo com o jornal South …

"O cisne negro de todos os cisnes negros". Vírus é global, mas Portugal e Itália serão mais prejudicados

A grande pandemia motivada pelo coronavírus vai ser económica, consideram especialistas que acreditam que no pós Covid-19, o mundo mudará de forma significativa em várias áreas. Certo é que a crise económica vai afectar os …