A gravidade influencia a maneira como tomamos decisões

Todo e qualquer organismo vivo na Terra evoluiu a longo de milhares de anos sob um campo gravitacional constante, com a gravidade desempenhando um papel fundamental no comportamento e na cognição humana.

Um estudo recente publicado na Aviation, Space, and Environmental Medicine afirma que a gravidade também influencia a maneira como tomamos decisões.

De acordo com os investigadores, o sistema nervoso central não possui sensores especializados para a gravidade, que é inferida através da integração de vários sinais sensoriais num processo chamado “graviception”. Este processo envolve visão, equilíbrio e informações das articulações e músculos, sendo que órgãos sofisticados dentro do ouvido interno são especialmente importantes nesse processo.

Na gravidade da Terra e com a cabeça ereta, pequenas “pedras” ficam perfeitamente equilibradas num fluido viscoso, mas quando movemos a cabeça, a gravidade faz o fluido mover-se, o que dispara um sinal ao cérebro informando que a cabeça já não está em pé.

A exposição à gravidade zero leva o nosso organismo a várias mudanças estruturais e funcionais e o estudo visa entender melhor como tudo isto pode afetar a capacidade de tomarmos decisões no ambiente espacial.

A humanidade está a preparar-se para visitar Marte pela primeira vez e é preciso entender a fundo como longos períodos em ambientes sem gravidade – ou com uma gravidade diferente da do nosso planeta – afetam não somente o corpo físico, como também a mente.

Os autores do estudo investigaram se as alterações na gravidade influenciariam a escolha entre um comportamento rotineiro e um totalmente novo, pedindo que os participantes produzissem sequências de números de maneira aleatória.

Sempre que os indivíduos ouviam um sinal sonoro, era preciso nomear um número entre 1 e 9, sem tempo para pensar ou contar. Esta tarefa exige que o cérebro suprima respostas de rotina e gere novas respostas.

Para entender esse processo num ambiente sem gravidade, os investigadores pediram que os participantes se deitassem no chão para mudar a orientação dos corpos em relação à direção da gravidade terrestre que nos “puxa” para baixo.

“Esta é uma manipulação laboratorial muito eficiente, que nos permite imitar alterações de sinais gravitacionais que chegam ao cérebro; na verdade, é uma maneira melhor de estudar os efeitos da gravidade do que enviar alguém para o espaço, porque quando estamos no espaço, também somos afetados pela falta de peso, radiação e isolamento — e pode ser difícil separar o efeito que a falta de gravidade terá”, explicou um dos autores.

Os resultados indicam que as pessoas são menos propensas a gerar novos comportamentos na ausência de gravidade e isso pode ser importante para o planeamento de futuras missões espaciais.

Astronautas vivem sob constante pressão, enfrentando desafios diariamente e decisões devem ser tomadas de forma rápida e eficiente. Deixar-se levar por uma preferência mental automática com opções rotineiras ou estereotipadas pode colocar a vida do astronauta em risco.

“A ausência de gravidade pode ser profundamente inquietante e pode comprometer os níveis de desempenho de várias maneiras. Isto sugere que os astronautas podem beneficiar de algum tipo de treino de aprimoramento cognitivo para ajudar a superar os efeitos da gravidade alterada no cérebro e para garantir missões espaciais tripuladas bem sucedidas e seguras”, concluem os investigadores.

ZAP // Canal Tech

PARTILHAR

RESPONDER

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …

Reutilizável, dobrável e esterilizável. Novo "escudo" protege profissionais de saúde

Uma equipa de cientistas desenvolveu, recentemente, um dispositivo dobrável em forma de tenda que atua como um escudo físico para os profissionais de saúde na linha da frente contra a covid-19. A tenda redutora de gotículas …

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …