“Eles comem tudo”: os três grandes são campeões em todas as principais modalidades

Cátia Luís / SL Benfica

Apuramento de Benfica e Sporting para a final do campeonato de futsal repete a tendência. Só houve três “intrusos” ao longo da última década.

Os três “grandes” vão – de novo – dominar completamente o panorama desportivo em 2021/22, no que diz respeito às principais modalidades colectivas.

Entendemos que as principais modalidades colectivas em Portugal são: futebol, andebol, basquetebol, futsal, hóquei em patins e voleibol.

Nesta época os primeiros troféus foram entregues no futebol e no voleibol. Curiosamente no mesmo dia, 7 de Maio.

Ao fim da tarde desse sábado o FC Porto foi campeão nacional de futebol. Nesta modalidade, os três “grandes” dominam, não só os últimos anos, como o currículo inteiro do campeonato, que começou há cerca de 90 anos. Só Belenenses e Boavista se intrometeram neste domínio – e o último caso já foi há 21 anos, no Bessa.

Poucas horas depois o Benfica foi campeão nacional de voleibol. Ao longo da última década a Fonte do Bastardo foi o único “não-grande” a ser campeão (2016), numa modalidade dominada precisamente pelo Benfica nos últimos tempos: sete títulos nas últimas nove edições.

No final de Maio o FC Porto chegou ao topo do nacional de andebol. Nos últimos anos, igualmente em 2016, o ABC – um “grande” do andebol português – intrometeu-se entre os muitos títulos de FC Porto (10 nos últimos 13) e os dois do Sporting.

No sábado passado o Benfica foi campeão de basquetebol. Neste caso há um “intruso” mais recente: a Oliveirense, que foi bicampeã em 2018 e 2019, interrompendo a sequência de Benfica (cinco em seis) e FC Porto, e tendo como sucessor o Sporting, no ano passado.

A final do campeonato de hóquei em patins ainda não começou mas o troféu já está entregue a um “grande”: a final será entre FC Porto e Benfica. O Valongo foi a novidade na lista de campeões nos últimos tempos, quando conseguiu o primeiro lugar em 2014. Nesta temporada o Óquei Barcelos ainda ameaçou voltar ao topo mas na semana passada foi afastado nas meias-finais, pelos portistas.

Também no futsal ainda está para arrancar a final. Mas, neste domingo, Sporting e Benfica apuraram-se para os jogos decisivos e, por isso, o título também ficará com um “grande”. No futsal é preciso recuar a 2002 para encontrarmos o Freixieiro campeão. Nos últimos 20 anos o troféu ficou sempre em Lisboa; ou com Sporting, ou com Benfica.

Para já, FC Porto e Benfica têm dois títulos cada, nesta época. Mas ambos ainda podem aumentar a lista; tal como o Sporting pode “salvar” a temporada, no futsal.

Noutras modalidades colectivas em Portugal, espaço para outros “grandes”: o Vitória de Guimarães foi campeão nacional de pólo aquático e o Belenenses foi campeão nacional de râguebi.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.