Governo de Macau dá 635 euros a cada residente para formação contínua

Diego Delso / Wikimedia

Lago Nam Van, Macau

O Governo de Macau anunciou esta sexta-feira a quarta edição de um programa que apoia a formação contínua dos residentes através de um subsídio de 6.000 patacas (cerca de 635 euros).

Em conferência de imprensa, as autoridades do território explicaram que vão ser canalizados 800 milhões de patacas (aproximadamente 85 milhões de euros) para apoiar financeiramente a formação contínua de todos os residentes maiores de 15 anos, noticiou a agência Lusa.

O programa tem “surtido bom efeito”, pelo que o executivo decidiu lançar a quarta fase, afirmou o porta-voz conselho executivo de Macau, André Cheong. O objetivo passa por melhorar as qualidades e competência dos residentes das mais diversas vertentes, como profissionais, desportivas, saúde, entre outras, sublinharam as autoridades.

Através do novo “Programa de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Contínuo”, os residentes podem utilizar o subsídio em “cursos do ensino superior e de educação contínua, e exames de credenciação organizados por instituições locais e do exterior”, detalhou.

Lançado em 2011, o Governo de Macau já gastou 2,12 mil milhões de patacas (224 milhões de patacas) com a formação subsidiada contínua de todos os residentes maiores de 15 anos e já foi utilizado 1,1 milhões de vezes, indicaram as autoridades.

A quarta edição do “Programa de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Contínuo” vai decorrer até ao dia 31 de agosto de 2023.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.