Golpe à CGD. Salgado deixou o banco público “a arder” com dívida de 114 milhões

Mário Cruz / Lusa

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado fez tudo o que podia para evitar que a Caixa Geral de Depósitos (CGD) executasse o penhor das acções da Espírito Santo Finantial Group (ESFG), empresa da família dona do BES. Assim, o banco público acabou lesado em 114 milhões de euros.

As escutas telefónicas realizadas ao ex-banqueiro Ricardo Salgado apontam que este adiou ao máximo possível o pagamento de um empréstimo feito pela CGD à Espírito Santo International (ESI), empresa do Grupo Espírito Santo (GES), segundo o Correio da Manhã (CM).

As acções da Espírito Santo Finantial Group (ESFG) foram entregues à Caixa como garantia de pagamento de um crédito feito pela ESI.

Estão em causa conversas ocorridas entre 21 e 23 de Julho de 2014, em pleno colapso financeiro do GES e depois de Salgado já ter deixado o BES.

No final daquele mês, a ESI tinha de pagar a dívida à CGD. Contudo, Salgado tentou adiar essa data de pagamento, mantendo conversas com o então administrador da CGD, Nuno Fernandes Thomaz, e com os então funcionários do GES José Castella e Carlos Calvário.

O CM repara que Salgado pediu a Nuno Fernandes Thomaz para adiar o pagamento da dívida e que “pressionou” os dois funcionários do GES a “encontrarem uma solução que impedisse a Caixa de executar o penhor das acções da ESFG”.

Essa execução era sinal de que “o GES não conseguia pagar o empréstimo ao banco público” e deixava a Caixa “com uma participação indirecta no capital social do BES”, repara o CM.

Assim, a atitude de Salgado tinha como objectivo esconder do banco público “a difícil situação financeira do GES”, aponta o mesmo jornal.

A atestá-lo está uma conversa que manteve com José Castella, já falecido, em que lhe diz que a ESFG ia entrar em gestão controlada por não poder pagar as suas dívidas, mas pedindo-lhe para não dizer “nada” aos responsáveis da Caixa.

Note-se que poucos meses antes destas conversas, Salgado teria pedido ao Governo um empréstimo da CGD ao GES da ordem dos 2 mil milhões de euros, mas Passos Coelho recusou, como destaca o referido jornal.

“Luvas” de 7 milhões ao Embaixador da Venezuela

Entretanto, um dos inquéritos que tiveram origem no processo GES, aponta suspeitas a Salgado por alegados subornos ao Embaixador da Venezuela em Portugal, Lucas Rincón.

A notícia é da revista Sábado que fala em valores da ordem dos 7 milhões de euros e refere que se destinavam a garantir a angariação de negócios favoráveis ao GES na Venezuela. Esses pagamentos terão ocorrido entre 2009 e 2013.

Os pagamentos terão sido feitos através da Espírito Santo Enterprises, o chamado saco azul do GES.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. É só um desabafo, estou cansado de ver isto, na América estavam a espera na prisão até se decidir, saturado destes e outros é pena somos um bom País com boas pessoas, pacíficos todos podíamos viver melhor sem meia dúzia destes palhaços corruptos, tenho pena adoro o meu País.

RESPONDER

40 mortos em manifestações contra Governo na Colômbia. Presidente anuncia investigação a abusos policiais

Mais de 40 pessoas morreram nas manifestações contra o governo da Colômbia que começaram há duas semanas, segundo a organização não-governamental (ONG) Temblores. Em relatório divulgado na terça-feira, a ONG colombiana contabiliza pelo menos 40 mortes …

Netanyahu avisa: Hamas "vai receber ataques que não espera"

A escalada de violência continua em Israel e nos territórios palestinianos ocupados e já há vítimas mortais dos dois lados. O Conselho de Segurança das Nações Unidas volta a reunir-se de emergência esta quarta-feira. As forças …

Pela primeira vez, Governo admite que aplicação Stayway Covid não funcionou

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, um dos primeiros governantes a ver o protótipo da aplicação de rastreio de casos de covid-19, admitiu que a StayAway Covid não funcionou. Segundo Manuel Heitor, …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: Sporting campeão (Boavista é o próximo)

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/sporting-1-0-boavista-o-musical Sei que esta música já foi incluída neste espaço radiofónico. A versão foi outra mas a música era a mesma. Abriu a emissão sobre o FC Porto-Benfica, em janeiro deste ano. Porque esses eram os …

Entidade para a Transparência. Governo quer que o processo seja célere, mas leva atraso de 2 anos

O Governo quer celeridade no processo de criação e instalação da Entidade para a Transparência, um organismo que já foi aprovado há dois anos. Numa audição na Comissão da Transparência, sobre a criação e instalação da …

Jogos da última jornada da Liga NOS vão ter adeptos nas bancadas

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta quarta-feira, que os jogos da última jornada da I Liga vão poder ter público nas bancadas. "Os jogos da última jornada da Liga NOS vão ter público nas …

"Mudou radicalmente". Diretor da PJ diz que Rui Pinto está a colaborar com a Justiça

O diretor nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, enfatizou esta quarta-feira a importância da colaboração estabelecida com Rui Pinto e sublinhou que o principal arguido do processo Football Leaks "mudou radicalmente" de atitude há …

Pessoas sem-abrigo vão poder indicar autarquias como morada

Os portugueses sem endereço postal físico vão poder indicar a morada de uma autarquia, de um serviço local da Segurança Social ou de uma associação da sociedade civil sem fins lucrativos quando fazem o cartão …

Marcelo sobre festejos do Sporting: "Quem deve prevenir não conseguiu prevenir"

O Presidente da República defendeu, esta quarta-feira, que "quem deve prevenir" aglomerados de pessoas como os dos festejos do Sporting, em Lisboa, "não conseguiu prevenir", esperando que tal "não tenha custos" para a saúde pública …

Em 2040, reformas vão cair para metade em Portugal

A Comissão Europeia prevê que, até 2040, os pensionistas passem a viver com pouco mais de metade do salário que tinham. Discrepância entre os últimos rendimentos do trabalho e as pensões de reforma dos portugueses …