Ginecologistas podem ter descoberto forma de reverter menopausa

Uma equipa de médicos da Grécia afirma ter conseguido fazer com que os ovários de mulheres que já tinham parado de menstruar voltassem a produzir óvulos, levando à reversão da menopausa.

Segundo os médicos da clínica Genesis, em Atenas, entre as pacientes tratadas há uma que já não menstruava há cinco anos.

O ginecologista Konstantinos Sfakianoudis e a sua equipa usaram o tratamento com PRP (Plasma Rico em Plaquetas), que consiste na retirada e centrifugação de sangue da paciente, num processo que leva ao isolamento das moléculas que desencadeiam o crescimento de tecidos e vasos sanguíneos.

O médico deu mais detalhes sobre a pesquisa, que se concentrou em mulheres que tiveram menopausa precoce, numa entrevista à revista especializada New Scientist.

Se os resultados da pesquisa grega forem confirmados, a técnica poderá ser usada para aumentar a fertilidade em mulheres mais velhas, ajudar pacientes com menopausa precoce a ficarem grávidas e atuar no combate aos efeitos da menopausa.

“Isto oferece uma janela de esperança para mulheres na menopausa, que serão capazes de engravidar usando seu próprio material genético”, afirmou Sfakianoudis à New Scientist.

Plasma Rico em Plaquetas

O tratamento com Platelet-rich plasma (PRP) já é muito usado para acelerar a cura de ossos fraturados e músculos lesionados, apesar de ainda não se conseguir avaliar totalmente a sua eficácia.

Segundo a equipa de Sfakianoudis, a técnica PRP também parece ajudar a rejuvenescer os ovários.

Uma das pacientes tinha entrado na menopausa precocemente, aos 40 anos. Cinco anos depois, a equipa injetou PRP nos seus ovários, o que a teria levado a menstruar novamente ao fim de seis meses.

A clínica recolheu então três óvulos, e dois deles foram fertilizados com sucesso, usando espermatozóides do marido da paciente.

Os embriões produzidos foram armazenados enquanto a equipa espera para recolher e fertilizar um terceiro – são necessários pelo menos três para viabilizar o implante no útero da paciente.

Os resultados foram apresentados na reunião anual da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia, em Helsínquia, na Finlândia.

Mecanismo incerto

Os médicos ainda não têm certeza sobre como a técnica funciona ou como o PRP desencadeou a menstruação.

Sfakianoudis afirma que usou a técnica em cerca de 30 mulheres com idades entre 46 e 49 anos e que queriam ter filhos.

“Parece funcionar em cerca de dois terços dos casos. Observamos mudanças nos padrões bioquímicos, uma restauração da menstruação.”

A equipa ainda não implantou os embriões nas mulheres, mas espera fazer isso nos próximos meses.

Segundo o médico, o tratamento com PRP já tinha ajudado pacientes que sofrem de problemas que impedem a fixação dos embriões, dificultando a gravidez.

No entanto, após receberem doses de PRP diretamente no útero, três das seis pacientes da clínica que tinham sofrido uma série de abortos e feito tentativas sem sucesso de fertilização in vitro conseguiram ficaram grávidas, relatou à New Scientist.

Reservas

A equipa ainda não publicou os resultados da pesquisa em nenhuma revista científica.

Precisamos de estudos maiores antes de sabermos com certeza qual é o grau de eficácia do tratamento”, afirmou o médico.

Mas alguns especialistas já questionam os métodos usados pela Genesis – para eles, o grupo deveia ter testado a técnica primeiro em animais.

“Essa experiência não teria sido permitida no Reino Unido. Os investigadores precisam trabalhar mais para ter a certeza de que os óvulos resultantes (da terapia) são bons”, afirmou à New Scientist Roger Sturmey, da Faculdade de Medicina Hull York.

Ainda assim, a pesquisa da equipa de Sfakianoudis é “potencialmente muito animadora”. “Mas abre também questões éticas a respeito de qual deve ser o limite máximo de idade para ser mãe”, acrescentou o investigador. “Fiquei acordado a pensar nisso. Onde devemos estabelecer um limite?”

Roger Sturmey cita questões como os riscos de desenvolver diabetes e hipertensão durante a gravidez e de abortos, casos que são mais comuns entre mulheres mais velhas.

Virginia Bolton, embriologista no Hospital Guy’s and St Thomas’, em Londres, afirma ter dúvidas sobre a eficácia do tratamento.

“É perigoso ficarmos animados com algo antes de termos provas suficientes de que funciona”, alertou à New Scientist.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na Bíblia

Os textos da Bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …

Glaciar na Islândia "escondia" bombardeiro norte-americano da 2ª Guerra Mundial

Os destroços de um bombardeiro norte-americano B-17 Flying Fortress que colidiu com o glaciar Eyjafjallajökull durante a II Guerra Mundial estão gradualmente a aparecer à medida que a geleira recua devido às alterações climáticas. De acordo …

40 anos depois, assassino de John Lennon pede desculpa pelo crime "desprezível"

Mark David Chapman, o homem que assassinou John Lennon, diz que matou o ex-Beatle por "raiva e ciúmes" e pediu desculpa a Yoko Ono, 40 anos depois. Em 1980, Chapman atingiu John Lennon com quatro tiros …

Reportado o primeiro caso de parkinsonismo após infeção de covid-19

Um homem de 45 anos de Israel revelou sintomas da doença de Parkinson (parkinsonismo) logo depois de ter sido infetado com a covid-19. Tal como frisa o portal IFL Science, os vírus foram já muitas …

Pico da segunda vaga em Portugal poderá ser no início de outubro

Um estudo, publicado esta quarta-feira, indica que o pico da segunda vaga em Portugal poderá acontecer no início de outubro, na semana entre 5 e 11 de outubro.  De acordo com a rádio Renascença, previsões da consultora …

Ex-membro dos Panteras Negras vai ser libertado após 49 anos de prisão

Um ex-membro do Partido dos Panteras Negras, que está na prisão há quase meio século, vai finalmente conseguir a sua liberdade, depois de um conselho de liberdade condicional de Nova York ordenar a sua libertação. Jalil …

"Cristiano Ronaldo disse-me que vou ser feliz no Barcelona", revela Pjanic

Reforço do Barcelona elege o seu novo estádio como o melhor de todos mas o seu ídolo no futebol é o treinador do Real Madrid. Miralem Pjanić, que se mudou para o Barcelona neste verão, jogava …

Portugal em grupo de países com "tendência preocupante", mas "risco moderado"

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) colocou Portugal, esta quinta-feira, num grupo de Estados com "tendência preocupante" de casos de covid-19, mas com "risco moderado". Na avaliação de risco hoje atualizada e …

Finlândia restringe entrada de turistas vindos de 13 países (e recorre a cães para controlar infeções)

Helsínquia anunciou hoje uma diminuição do número de países cujos habitantes podem entrar sem restrições na Finlândia, devido ao agravamento da epidemia de covid-19. Portugal continua na lista dos indesejados. A partir de segunda-feira, apenas os …