Gil Vicente 2-1 FC Porto | Dragão entra a perder

O FC Porto começou da pior forma a Liga NOS 2019/20. Na visita ao recém-promovido Gil Vicente, os “azuis-e-brancos” perderam por 2-1, apesar de terem dominado territorialmente durante toda a partida.

Contudo, os comandados de Sérgio Conceição permitiram muitos ataques rápidos e perigosos ao seu adversário e também muitos remates, com os gilistas a enquadrarem sete dos 12 disparos que realizaram, contra os três dos “dragões” em 13.

A eficácia esteve do lado dos homens da casa, que marcaram por Lourency e Bozhidar Kraev, e assim assinalam o regresso ao principal escalão do futebol português em grande estilo. Alex Telles fez, de penálti, o tento forasteiro.

O jogo explicado em números

  • Apesar da ausência de verdadeiras ocasiões de perigo – apenas um remate no primeiro quarto-de-hora, e para o Porto, embora desenquadrado -, os “dragões” mandaram na fase inicial da partida com 74% de posse de bola e todos os caminhos para a sua baliza fechados. Os 86% de eficácia de passe não deixavam os minhotos ter bola.
  • Jesús Corona esteve quase a marcar aos 25 minutos, na primeira grande ocasião do Porto na partida, mas a melhor do jogo até ao momento aconteceu em dois remates consecutivos do Gil Vicente aos 28 minutos, para duas defesas de grande categoria de Agustín Marchesín, a evitar o tento anfitrião.
  • Assim, à passagem da meia-hora os visitantes continuavam a mandar (72%) de posse, mas o Gil Vicente registava já três disparos, todos enquadrados, contra dois do Porto, nenhum com a melhor direcção. Arthur Henrique, com três passes para finalização e quatro desarmes, começava a destacar-se nos homens da casa, com o guardião argentino Marchesín a brilhar pelo Porto.
  • Aos 36 foi Soares a falhar um “penálti” em movimento, para defesa fácil de Denis, numa fase em que o jogo começava a abrir e a ganhar emoção. Em cima do intervalo, o juiz assinalou grande penalidade para o FC Porto, por falta de Alex Pinto sobre Sérgio Oliveira, mas após consulta do VAR, a punição foi retirada.
  • Nulo ao descanso que premiava a boa organização do Gil Vicente. Os minhotos deram a iniciativa da partida ao FC Porto, que teve bem mais bola e qualidade no passe, mas foram os homens da casa a rematar mais e melhor, enquadrando quatro dos seus seis remates.
  • O guarda-redes portista, Marchesín, foi o melhor do primeiro tempo, com um GoalPoint Rating de 6.6, fruto de quatro defesas, três a remates na grande área, algumas a evitar golos feitos.
  • A segunda parte começou com uma grande perdida de Tiquinho Soares, aos 50 minutos. O Porto reentrou na partida a dominar, com 70% de posse de bola nos primeiros 15 minutos do segundo tempo e os três únicos remates do segundo tempo. Mas foi precisamente em cima da hora de jogo que o Gil marcou.
  • Numa perda de bola de Moussa Marega, João Afonso isolou Lourency e este não falhou perante Marchesín. Ao primeiro remate no segundo tempo, os minhotos colocavam-se em vantagem e o brasileiro Lourency confirmava as boas indicações do primeiro tempo.
  • Contudo, o Porto acabou mesmo por beneficiar de uma grande penalidade. O árbitro assinalou mão na bola de Rodrigão na grande área e, na conversão, Alex Telles (73′) não falou e empatou o jogo, ao quinto remate portista no segundo tempo, segundo enquadrado.
  • O segundo tempo trouxe muito mais Porto, em posse, na acutilância ofensiva, com mais remates, mas a eficácia parecia estar do lado dos da casa. Aos 77 minutos, o inevitável Lourency cruzou, Bozhidar Kraev dominou no coração da área e atirou a contar. Novamente o Gil na frente, com dois golos em somente três disparos no segundo tempo e quatro acções com bola na área contrária.

Hugo Delgado / Lusa

  • O Porto reagiu e partiu para o contra-ataque, em busca do empate, mas o Gil Vicente cerrou fileiras, recuou e não deu mais espaços para os portistas atacarem. Aliás, os visitantes terminaram a partida com cinco remates de fora da área num total de 13, demonstrativo de algumas dificuldades de penetração ofensiva.

O melhor em campo GoalPoint

A primeira parte apontava para Marchesín como a grande figura da partida, fruto das excelentes intervenções que realizou a evitar golos do Gil Vicente.

Mas no segundo tempo, com os golos a surgirem, foi o extremo-direito gilista Lourency a terminar com o melhor GoalPoint Rating do encontro, um valoroso 7.4.

O brasileiro foi um dos mais perigosos dos minhotos na primeira parte, mostrando uma clarividência acima da média, e no segundo tempo confirmou essa ideia, ao marcar um golo, estando na origem do segundo tento anfitrião.

Ao todo, Lourency fez seis disparos, de longe o mais rematador da partida, enquadrou três deles e concluiu duas de seis tentativas de drible.

Jogadores em foco

  • Agustín Marchesín 6.4 – As duas defesas consecutivas na primeira parte, a evitar golos quase feitos do Gil, aumentaram ainda mais o “hype” em torno do argentino, após a defesa que fez na visita ao Krasnodar. A verdade é que o guardião acabou por ser o melhor do Porto, com cinco defesas, três delas a remates dentro da sua grande área.
  • Bozhidar Kraev 6.4 – O internacional búlgaro deixou boas indicações ao longo da partida, em especial ao nível técnico, apesar de ter estado algo discreto atrás do ponta-de-lança Sandro Lima. Quando teve oportunidade para brilhar não desperdiçou, recolhendo uma bola colocada na área por Lourency para fazer o 2-1. Ao todo somou dois remates, um enquadrado, e completou a única tentativa de drible.
  • Iván Marcano 6.3 – O espanhol, regressado ao Porto, foi dos mais esclarecidos do “dragão”, tendo ganho os dois duelos aéreos defensivos em que participou, realizado sete recuperações de posse e somado oito acções defensivas.
  • Arthur Henrique 6.3 – Um dos melhores do Gil, em especial na primeira parte, tendo inclusive liderado os ratings durante algum tempo. O extremo-esquerdo não rematou, mas realizou três passes para finalização, completou duas de cinco tentativas de drible e ainda fez quatro desarmes.
  • Pepe 6.1 – O internacional luso não fez uma partida de sonho, é certo, mas esteve sempre na linha da frente a tentar empurrar a sua equipa para a frente, tendo registado o número mais alto de acções com bola do jogo, nada menos que 115. Na retaguarda ganhou dois de cinco duelos aéreos defensivos, recuperou oito vezes a posse de bola e somou seis acções defensivas.
  • Tiquinho Soares 4.7 – Jogo para esquecer do ponta-de-lança brasileiro, que acabou mesmo por sair aos 58 minutos para entrar Luis Díaz. Soares fez somente dois remates, e esses foram ocasiões flagrantes desperdiçadas, uma na primeira parte, outra na segunda.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …