Getty Images e Alamy apanhadas a roubar fotos de domínio público (quando tentaram processar a autora)

Os conhecidos bancos de imagem Getty Images e Alamy foram apanhados a reclamar a uma fotógrafa os direitos de propriedade sobre fotografias da sua autoria – e que tinham sido doadas pela fotógrafa ao domínio público.

A fotógrafa Carol M. Highsmith doou 18.755 imagens à Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos para que fossem acedidas gratuitamente por todos, ao abrigo do regimento de domínio público.

Surpreendentemente, depois do seu magnânimo gesto de boa vontade, em dezembro passado a fotógrafa recebeu uma curiosa carta, na qual era coagida a deixar de usar essas imagens (as suas imagens) no seu website.

Na mesma carta, a autora era avisada de que tinha que pagar uma multa de 120 dólares por estar a utilizar o seu próprio conteúdo, sem licença.

Ou seja, alguém exigia, com uma típica acção de cease and desist, que a fotógrafa deixasse de utilizar as suas próprias fotografias, por alegada infracção de direitos de autor.

A comunicação foi enviada por via postal pela empresa License Compliances Services, que reclamava os direitos do banco de imagens Alamy.

Segundo a Quartz, a carta da LCS era endereçada à This is America! Foundation, fundação lançada pela fotógrafa, e apresentava-lhe duas opções: clarificar que tinha licença para usar a fotografia (e pagar 120 dólares) ou deixar de usar a fotografia imediatamente (e pagar 120 dólares na mesma).

(pd) Carol M. Highsmith

Uma das fotos de Carol M. Highsmith que a Alamy usurpou do domínio público

Uma das fotos de Carol M. Highsmith que a Alamy usurpou do domínio público

Mas a história não fica por aqui.

Passados poucos dias, Carol Highsmith descobriu que a Getty Images, outra conhecida empresa de venda de fotografias, estava também a vender o seu trabalho, sem seu conhecimento ou autorização.

A fotógrafa exige agora às duas empresas uma indemnização de mil milhões de dólares por danos causados e por utilização das imagens de forma fraudulenta.

A reacção da Getty Images foi de que tudo se tratou de um grande equívoco, tendo anulado o seu requerimento inicial.

Também a License Compliances Services seguiu os mesmos passos, mas a página da empresa continua a mostrar o processo de “Unauthorized Use of Alamy Imagery“.

Alamy

Processo da Alamy contra Carol Highsmith

Processo da Alamy contra Carol Highsmith

Talvez Carol Highsmith  não receba a quantia monetária pedida, mas o caso pode servir de aviso a quem tenha por hábito usurpar fotografias alheias para uso comercial – que os bancos de imagens tanto condenam e perseguem.

E principalmente chamar a atenção para um outro tipo de prática – o legal bullying – tão comum também em alguns bancos de imagem:.

ZAP / Portal Tecnologia

PARTILHAR

RESPONDER

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …

Maioria das pistolas Glock roubadas da PSP pode ter estado sempre com a polícia

Luís Gaiba defende que a contagem do armamento não estava atualizada e que, por isso, a maioria das armas alegadamente desaparecidas pode nunca ter saído da posse da polícia. O agente Luís Gaiba, suspeito do roubo …

Rússia banida dos Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos

A Rússia foi banida, esta segunda-feira, de Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos, na sequência de uma decisão, tomada por unanimidade, do comité da AMA que avalia o cumprimento dos regulamentos. A Rússia foi excluída dos …

Governo chinês bane compras públicas de computadores e software estrangeiros

O Governo chinês ordenou que todos os escritórios governamentais e instituições públicas removam computadores e software estrangeiros, ao longo dos próximos três anos, depois da decisão de Washington de banir aquisição de equipamentos da Huawei. A …

Arbitragem, relvado e azar. Sérgio Conceição explica deslize com o Belenenses

Desde a arbitragem ao relvado e de o azar à falta de discernimento, Sérgio Conceição explicou o empate contra o emblema de Belém. A equipa de arbitragem foi a principal visada. O FC Porto não foi …