Garrafa em jogadores, faca no relvado: fim-de-semana violento no futebol

Dois jogadores do Aston Villa foram agredidos durante o jogo com o Everton. Adeptos do São Paulo entraram no campo para agredir jovens do Palmeiras.

O regresso de Steven Gerrard ao Goodison Park era o momento mais aguardado, por muitos adeptos, na 23.ª jornada da Premier League. O Goodison Park é o estádio do Everton, o grande rival local do Liverpool, o “clube de sempre” de Gerrard, que agora é treinador do Aston Villa.

Gerrard voltou a sorrir neste recinto. Muito perto do intervalo, Emiliano Buendía aproveitou um pontapé de canto e, de cabeça, apontou o único golo do encontro e assim o Aston Villa ganhou por 1-0.

Esse canto foi cobrado por Lucas Digne. O lateral francês estava a celebrar o golo quando foi atingido por uma garrafa, que um adepto do Everton atirou na direcção da bancada.

Refira-se que Lucas Digne era jogador do Everton até 10 dias antes deste jogo. O ex-Barcelona disse directamente que não queria continuar a jogar pelo Everton e saiu para o Aston Villa.

O outro lateral do Aston Villa, Matty Cash, também foi atingido pela garrafa. Vários objectos foram atirados contra os jogadores de Birmingham, durante os festejos do golo.

Foi uma loucura. Acertou-me mesmo na cabeça. Não foi bom mas conseguimos os três pontos, ficamos com isso”, reagiu Cash depois do jogo, à estação televisiva BT Sport.

O jogo prosseguiu depois do intervalo e, já durante a segunda parte, ouviu-se um recado nas colunas do estádio do Everton: “Quem for apanhado a atirar garrafas, ou outro objecto qualquer, vai ser preso e expulso do clube”.

O Everton anunciou que o adepto que atirou a garrafa foi identificado graças às câmaras de vigilância e foi detido pela polícia. Já saiu em liberdade condicional mas será julgado no final de Fevereiro.

Steven Gerrard não resistiu e ainda sorriu para adeptos do Everton:

Faca no Brasil

Igualmente no sábado, cenas de violência foram registadas também no Brasil, entre os mais novos.

O jogo em causa foi a meia-final da Taça de São Paulo de juniores, que o Palmeiras ganhou por 1-0 contra o São Paulo. O golo foi apontado logo aos três minutos, por Giovani. O Palmeiras vai estar na final com o Santos.

Os últimos instantes foram tristes. Quatro adeptos do São Paulo entraram no campo e tentaram agredir futebolistas do Palmeiras. Um pedaço de uma cadeira foi atirado para o relvado.

A partida esteve parada durante seis minutos, o Palmeiras queria o final imediato do jogo mas o árbitro decidiu retomar o duelo (que durou só mais dois minutos).

Logo a seguir, um jogador do Palmeiras encontrou uma faca dentro do relvado. Estava pousada no chão, na grande área onde ocorreu a invasão. A faca foi entregue à equipa de arbitragem.

Um adepto foi detido para interrogatório e a polícia concluiu que a faca foi atirada por alguém que estava na bancada, não estava na mão de nenhum dos invasores. O objecto estava dentro de uma marmita, a marmita foi atirada para o relvado e aí a faca saltou.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE