O fundo do oceano está a afundar-se (e a culpa é do aquecimento global)

O excesso de água que está a inundar os oceanos, devido ao aquecimento global que está a apressar o derretimento de camadas de gelo e glaciares, está a pressionar o fundo do mar, fazendo com que este afunde.

A conclusão é de um novo estudo feito por investigadores da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, e da Universidade da Tasmânia, em Hobart, na Austrália, que foi publicado no Geophysical Research Letters.

Os cientistas concluíram que o peso adicional da água derretida das camadas de gelo e de glaciares que está a inundar os oceanos da Terra, em consequência das mudanças climáticas e do aquecimento global, está a pressionar o fundo do mar, levando-o a afundar.

Desta forma, as estimativas que têm sido feitas desde 1993, com as previsões quanto ao aumento do nível do mar, podem estar incorrectas, medindo por baixo este volume devido a esse recuo do fundo do mar.

A investigação debruçou-se sobre como a forma do fundo do mar pode ter mudado entre 1993 e 2014, considerando a quantidade de água acrescentada ao oceano em virtude do derretimento de camadas de gelo. Este factor nunca tinha sido contabilizado em pesquisas anteriores, asseguram os cientistas.

Analisando “as aproximações da perda de massa em terra, como o gelo derretido e drenado para os oceanos”, em comparação com “as estimativas de mudanças no volume do mar”, os investigadores “descobriram que em todo o mundo, desde há duas décadas, as bacias oceânicas deformaram uma média de 0,004 polegadas (0,1 milímetros) por ano, com uma deformação total de 0,08 polegadas (2 mm)”, cita o Live Science.

Mas estes níveis não são uniformes em todo o oceano e “a quantidade de afundamento em determinadas partes do fundo do mar, pode ser significativamente mais elevada“. No Oceano Árctico, nomeadamente, atinge 1 milímetro por ano e cerca de 20 milímetros no total da duas décadas.

SV, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Ora aqui está uma boa solução, assim evita-se a inundação de várias superfícies do planeta que tão anunciadas têm sido.

  2. Não se trata de solução nenhuma, simplesmente é um efeito do aquecimento global.
    Agora falta saber se este afundar dos oceanos não irá criar pressão na crosta terrestre e assim desencadear mais alguma coisa.
    Aquele gelo é um produto do equilíbrio da natureza ao longo destes anos, tirando o dali irá certamente acontecer alguma coisa.
    As pessoas que não pensem que isto só irá afetar as gerações futuras, vejam pelo caso dos EUA este ano, os acontecimentos que os estão a afetar nao sao normais.

Responder a JC Cancelar resposta

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS

A moção de estratégia de Francisco Rodrigues dos Santos, sob o título "Voltar a Acreditar", foi a mais votada na madrugada domingo no 28.º congresso do CDS, em Aveiro, avançaram à agência Lusa fontes partidárias. A …

Cientistas descobrem proteína capaz de imitar os efeitos do exercício físico

A proteína, chamada de Sestrin, é capaz de proporcionar benefícios musculares muito semelhantes aos da prática de exercício físico. Um grupo de cientistas da Universidade de Medicina do Michigan, nos Estados Unidos, descobriu uma proteína …

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …