França autoriza uso de medicamento contra leucemia sem autorização de mercado

comprimido, medicamento

O director da Agência de Segurança Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (ANSM) francesa autorizou o uso temporário em doentes com leucemia de um medicamento utilizado para tratar certas formas de cancro, ainda sem autorização de mercado.

A ANSM “decidiu dar um parecer favorável ao pedido de autorização de uso temporário do Ibrutinib” aos pacientes com certas formas de cancro de sangue, disse Dominique Maraninchi, citado hoje pela Sciences et Avenir, revista científica francesa.

O Ibrutinib é um medicamento desenvolvido pela farmacêutica Janssen-Cilag e concebido para o tratamento de pacientes que sofrem de forma refratária de leucemia linfocítica crónica, comum em adultos, bem como àqueles com uma forma rara de linfoma, o linfoma de células do manto, que afecta anualmente entre 600 e 700 novas pessoas na França.

Em 2012, a Alta Autoridade para Saúde de França registou a forma refratária de leucemia linfocítica crónica em 30 por cento de 4.464 novos casos de pacientes.

Segundo a publicação científica, a Ibrutinib tem um estatuto especial concedido a alguns fármacos, pelo que apesar de ainda não ser autorizada no mercado, a sua venda não é, de resto, proibida, até porque as autorizações temporárias no mercado são emitidas sob certas condições.

“Produtos que beneficiam (os pacientes) devem ser utilizados para o tratamento de doenças graves ou raras para o qual não existe tratamento adequado”, desde que haja uma “forte presunção de eficácia e segurança para uso”, lembra a revista científica francesa.

Os exames feitos ao Ibrutinib foram bem suportados pelos pacientes, tendo a taxa de resposta global de doentes tratados sido de 50 a 71 por cento, com uma remissão sustentada, refere um estudo publicado pela revista New England em junho do ano passado.

A directora da divisão de Avaliação da ANSM, Cécile Delval, disse que, apesar destes resultados fornecido pelo laboratório, a sua instituição decidiu autorizar o uso temporário da droga a este grupo de pacientes.

De acordo com a ANSM existem dois tipos de autorizações temporárias para a colocação do medicamento no mercado: uma que é emitida a pedido do médico que prescreve.

A outra categoria de autorização de uso temporário – atribuída à Ibrutinib para tratar formas raras de leucemia – abrange grupos ou subgrupos de pacientes definidos com precisão e é emitido por um período de um ano após a notificação da comissão para o lançamento do produto no mercado, refere o organismo francês.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …