As formigas são “engenheiras naturais” e constroem sem coordenação entre si

Para as formigas, e possivelmente para outros insetos, a falha ou falta de comunicação não é um obstáculo para os seus grandes projetos de engenharia.

Isto é endossado por uma equipa internacional de investigadores após concluir uma investigação sobre o comportamento de formigas-cortadeiras na América Central e do Sul, que são consideradas “engenheiras naturais”, informa a AFP.

As formigas-cortadeiras constroem super-estradas para transferir alimentos e materiais de construção a centenas de metros sem se comunicarem, segundo as descobertas que podem levar a repensar como algumas comunidades de insetos se organizam.

Cada colónia consegue escavar quase três quilómetros de trilhos no chão da floresta a cada ano, investindo uma média de 11 mil horas para construí-las e mantê-las.

Há muito se pensava que as formigas organizam megaprojetos comunicando-se uns com os outros, designando especialistas para remover detritos e recuperar a matéria foliar. Mas, segundo os investigadores, longe de comunicar tarefas individuais como parte de um plano geral, as formigas parecem administrar projetos de infraestrutura de grande escala sem nenhuma coordenação.

Na verdade, cada formiga parece agir sozinha, resolvendo problemas ambientais, como remover obstruções quando encontradas.

“Embora muitos milhares de indivíduos contribuam para a construção da infraestrutura, não há comunicação ou organização entre eles”, disse Thomas Bochynek, da Universidade Northwestern. “isto é surpreendente, porque muitos comportamentos coletivos são organizados pela comunicação”, referiu.

O comportamento de insetos sociais como formigas, abelhas e térmitas é geralmente considerado como sendo governado pela estigmergia – auto-organização através da comunicação direta ou indireta entre os indivíduos.

Pensava-se que as formigas, por exemplo, organizavam os projetos de construção através de feromónios deixados por cada inseto como um conjunto de instruções para outros membros da colónia. Mas vários estudos já lançaram dúvidas sobre esta teoria.

Bochynek e sua equipa monitorizaram as colónias de formigas-cortadeiras no laboratório e na natureza para ver com que rapidez limpavam um caminho de trânsito através dos destroços e quantas formigas se aproximavam num determinado momento.

Também construíram um modelo computacional para hipotetizar uma taxa de libertação aleatória típica baseada na probabilidade de cada formiga de encontrar uma obstrução por acaso e, de seguida, limpá-la.

Se as formigas comunicassem comandos específicos entre si para limpar um obstáculo em particular, as taxas de remoção aumentariam ou diminuiriam, dependendo se estavam a conversar ou a trabalhar juntas.

Mas, segundo o estudo publicado na revista Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences, a equipa encontrou um aumento praticamente linear no número de objetos removidos ao longo do tempo, algo que seria “inexplicável” se as formigas estivessem a coordenar-se entre si.

A noção de que alguns comportamentos coletivos podem ser alcançados sem qualquer comunicação é relativamente nova. Bochynek disse que o estudo poderia apontar para o simples princípio de poupança de energia.

“Isto economiza o gasto energético de realizar o comportamento e reduz a complexidade necessária nos animais individuais”, explicou.

O desmatamento dos trilhos, embora caro em termos de tempo, provou ser “barato em energia” para as formigas, uma vez que reduz os custos futuros de obtenção de alimentos. Bochynek espera mais investigações sobre como os insetos maximizam a energia e conduzem projetos de grande escala sem nenhuma instrução aparente.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica 3-0 Standard Liège | “Águia” voa de forma imperial

A noite foi de festa no Estádio da Luz para os cerca de 4875 espectadores – 7,5% por cento da lotação – que se deslocaram ao reduto dos “encarnados” esta quinta-feira. O Benfica venceu por 3-0 …

Urnas abertas no Minecraft. Servem para ensinar os jovens a votar nas eleições

A organização não partidária e sem fins lucrativos Rock the Vote e a empresa criativa Sid Lee uniram-se para criar um servidor de "casa de votação" no popular jogo Minecraft antes das eleições presidenciais de …

Zorya Luhansk 0-2 Braga | “Nota artística” em triunfo minhoto

Dois jogos, duas vitórias para o Sporting de Braga no Grupo G da Liga Europa. Uma entrada de rompante em jogo, com dois golos espectaculares nos primeiros 11 minutos, permitiram aos “arsenalistas” controlar e lidar …

Amostra de ADN desvenda homicídio cometido há quatro décadas

Uma amostra de ADN, colhida de um norte-americano da Carolina do Sul após este ser detido por apontar uma arma, permitiu às autoridades desvendar um caso antigo, identificando-o como principal suspeito do homicídio de uma …

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …

Restam apenas dois rinocerontes brancos do norte (mas há uma esperança para salvar a espécie)

Com a morte do último macho em 2018, o rinoceronte branco do norte chegou ao ponto em que não pode ser salvo naturalmente. Com apenas duas fêmeas restantes, a subespécie é agora tida como oficialmente …

Há uma região na América do Norte sem qualquer caso de covid-19. Tem a dimensão do México

Nunavut, uma região localizada no norte do Canadá, continua sem registar nenhum caso de covid-19. A receita para o sucesso tem vários ingredientes, mas as caraterísticas especiais da região e as medidas rígidas tomadas logo …

Site da campanha de Trump foi alvo de ataque. Hackers "fartaram-se das fake news"

O website oficial da campanha presidencial de Donald Trump foi alvo de um ataque informático que o deixou temporariamente desfigurado na noite desta quarta-feira. Os hackers responsáveis substituíram o habitual conteúdo por uma mensagem normalmente utilizada …

CV30. O poderoso anticorpo descoberto por cientistas que dá luta ao novo coronavírus

Investigadores do Fred Hutchinson Cancer Research Center, nos Estados Unidos, descobriram um potente anticorpo, encontrado no sangue de um recuperado de covid-19, que interfere com a superfície espinhosa do novo coronavírus, fazendo com que partes …

Igreja flutuante "nasceu" num canal de Londres

A Denizen Works recentemente concluiu uma igreja flutuante pouco ortodoxa em Londres, no Reino Unido. O projeto tem um novo teto que pode ser baixado ou levantado conforme as necessidades. Batizado de Génesis em homenagem ao …