FMI revê em baixa crescimento do PIB português em 2018

International Monetary Fund / Flickr

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em baixa a estimativa de crescimento da economia portuguesa para os 2,3% este ano, alinhando-a com as previsões do Governo.

No relatório divulgado hoje ao abrigo do artigo IV, numa altura em que o Governo está a preparar a proposta de Orçamento do Estado para 2019, o FMI estima que o crescimento da economia portuguesa “abrande do pico”, moderando gradualmente a médio prazo.

O FMI reviu, assim, em baixa a previsão feita em abril de 2,4% para 2,3%, acertando as suas estimativas com as do Programa de Estabilidade 2018-2022 (PE 2018-2022) do Governo.

No entanto, para o próximo ano, o FMI mostra-se menos otimista do que o executivo liderado por António Costa, mantendo a estimativa de crescimento do PIB em 1,8%, caso não sejam adotadas reformas significativas que alterem o atual cenário.

“O investimento e as exportações deverão permanecer importantes motores do crescimento, embora a um ritmo mais lento, enquanto o consumo privado deverá aliviar um pouco. O crescimento do emprego deverá também desacelerar e o mercado de trabalho deve continuar a estreitar em 2018, com a média do desemprego a diminuir abaixo de 7,5%, a suportar o crescimento moderado dos salários reais”, refere o relatório.

O FMI estima que em 2018, o saldo da balança externa se deteriore devido ao crescimento das importações e que o défice orçamental caia, ajudando a reduzir os rácios da dívida pública, embora a trajetória da dívida pública “continue sujeita a riscos significativos”.

O défice deverá, assim, alcançar os 0,7% do PIB em 2018 e a dívida pública deverá chegar aos 121% do PIB no final do ano, abaixo dos 126% de 2017 e, mantendo constantes as políticas públicas, deverá baixar para os 103% até 2023.

O FMI alerta, no entanto, que a dívida pública portuguesa continua sujeita a riscos externos que podem atrasar a sua redução.

“Portugal seria afetado negativamente por um enfraquecimento significativo do crescimento da zona euro”, alerta a equipa do FMI que produziu o relatório, alertando ainda para a “renovada” instabilidade do mercado relacionada com a incerteza da política nos países da área do euro, que poderão resultar numa subida das taxas de juro.

Da mesma forma, um aperto adicional das condições de financiamento a nível global poderá afetar as empresas e famílias endividadas.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Casa do Cinema Manoel de Oliveira "faz justiça" ao cineasta, ao cinema e ao Porto

O Presidente da República afirmou que a inauguração da Casa do Cinema Manoel de Oliveira "faz justiça" ao "maior e mais reconhecido cineasta" português, ao cinema nacional e à cidade do Porto. "Faz-se enfim justiça com …

Abrantes. Escolas deixam de dar notas em novo modelo de avaliação

Não há notas: a avaliação passa a ser contínua. Este é o novo modelo de avaliação que o Agrupamento de Escolas Solano de Abreu, em Abrantes, apresentou esta segunda-feira. O Agrupamento de Escolas Solano de Abreu, …

Uma onda de calor atingiu a Europa (mas Portugal escapou)

Portugal é dos poucos países que vão escapar à massa de ar quente vinda do deserto do Saara que elevará o mercúrio dos termómetros para lá dos 40ºC em quase toda a Europa. Porém, o nosso …

AEK Atenas oficializa Francisco Geraldes por empréstimo do Sporting

O futebolista português Francisco Geraldes foi esta terça-feira oficializado pelos gregos do AEK Atenas como reforço para a época 2019/200, por empréstimo do Sporting. "O AEK comunica oficialmente a assinatura com o médio ofensivo Francisco Geraldes, …

Diretor artístico do Teatro São Carlos demite-se

O diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos (TNSC), Patrick Dickie, apresentou esta terça-feira a sua demissão à ministra da Cultura. “O diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos, Patrick Dickie, informou esta tarde …

Entre elogios e recados, Marcelo dá luz verde ao decreto de execução orçamental

O Presidente da República promulgou o decreto-lei de Execução Orçamental, um dia depois de o diploma ter entrado em Belém, para que "possa entrar em vigor ainda antes do início do segundo semestre". Na nota publicada …

Hospital da Luz em Lisboa limita acesso a urgências pediátricas no verão

O acesso dos clientes ao Atendimento Urgente de Pediatria "será limitado temporariamente" devido a obras de expansão do hospital. Condicionamento vai durar de 1 de julho a 15 de setembro. O Hospital da Luz, em Lisboa, …

Português entre as vítimas mortais em incêndio em Paris

Um cidadão português é uma das três vítimas mortais do incêndio ocorrido no sábado num prédio no centro de Paris, França, disse esta terça-feira à Lusa fonte oficial do Governo. Uma fonte oficial do gabinete do …

Restaurante de Avillez entre os 50 melhores do mundo

O restaurante Belcanto, do chef José Avillez, entrou pela primeira vez para a lista dos melhores 50 melhores restaurantes do mundo, para a 42ª posição. No ano passado, o restaurante, situado no Largo de São Carlos, …

Sevilha terá recusado contratar João Félix por 1,5 milhões. Era "muito dinheiro"

Reforço já garantido pelo Atlético Madrid para a próxima temporada, João Félix poderia por estes dias já andar na Liga espanhola, ao serviço do Sevilha, clube que no arranque da temporada 2018/19 terá recusado contratar …