FMI pede redução “incondicional” da dívida grega

Julien Warnand / EPA

Christine Lagarde e Jeroen Dijsselbloem

Christine Lagarde e Jeroen Dijsselbloem

O Fundo Monetário Internacional (FMI) defendeu esta segunda-feira que uma redução da dívida grega pelos credores institucionais deve ser “incondicional” e não estar necessariamente ligada à aplicação de reformas.

“A aplicação de medidas de redução da dívida deve ser finalizada até ao fim do período abrangido pelo programa (de assistência financeira). O alívio da dívida deve ter uma componente incondicional, o que é essencial para dar aos mercados um sinal forte e credível sobre o compromisso dos credores institucionais”, afirma o FMI num documento sobre a dívida grega.

O FMI considera também que as medidas de redução da dívida devem ser significativas até 2040, podendo prolongar-se até 2060, tendo em conta a fraca probabilidade de a Grécia ter um crescimento forte e registar um excedente orçamental nesse período.

O documento do FMI foi publicado numa altura em que persistem as divergências entre a instituição e alguns credores europeus da Grécia, como a Alemanha, sobre um alívio da dívida grega.

O FMI confirma no documento que defende que as medidas devem ser decididas no imediato, enquanto Berlim quer que a Grécia mostre primeiro que está determinada na aplicação de medidas de austeridade económica antes de avançar neste compromisso.

Programa de ajustamento não avança sem FMI

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, disse esta terça-feira, em Bruxelas, que o programa de ajuda à Grécia não pode avançar sem o Fundo Monetário Internacional (FMI) e espera hoje um acordo total sobre a primeira avaliação do terceiro resgate.

“O objetivo da reunião de hoje é de chegar a um acordo com o FMI”, afirmou Dijsselbloem à entrada para a reunião dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), acrescentando que “continuar sem o FMI não é uma opção”.

“Espero um acordo total entre as instituições e que possamos seguir em frente no programa” de resgate, salientou.

Dijsselbloem referiu ainda que “hoje vamos ouvir das instituições se todas as reformas foram aplicadas corretamente, mas penso que o Governo grego trabalhou muito desde o verão e também nas últimas semanas para fazer adotar reformas e medidas difíceis no Parlamento”.

Os ministros das Finanças da zona euro discutem esta terça-feira a primeira avaliação do terceiro programa de assistência à Grécia, podendo dar finalmente luz verde ao desembolso de uma nova tranche do empréstimo.

O parlamento grego aprovou no domingo mais medidas exigidas pelos credores para pagarem a próxima tranche do empréstimo, bloqueada há vários meses.

A legislação aprovada no domingo pelo Parlamento prevê um mecanismo de correção automática em caso de derrapagem orçamental e medidas suplementares para acelerar as privatizações e aumentar os impostos indiretos, incluindo o IVA, com o Estado a pretender recolher 1.800 milhões de euros por ano.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Assange deixa ala médica da prisão e passa para área com outros reclusos

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, foi transferido da ala médica da prisão de Belmarsh, no sudeste de Londres, onde estava isolado, para uma área da prisão com outros presos, anunciou hoje um membro do …

"Saudações da Tailândia." Depois de fugir da prisão, Sekkaki enviou um postal aos diretores

Depois de fugir da prisão, Oualid Sekkaki provocou os responsáveis do estabelecimento prisional e enviou-lhes um postal. Em dezembro do ano passado, Oualid Sekkaki e outros quatro indivíduos fugiram do estabelecimento prisional de Turnhout, na Bélgica. …

Irlanda. Tribunal decide extraditar motorista acusado da morte de 39 migrantes vietnamitas

O tribunal de Dublin sentenciou, esta sexta-feira, que o motorista acusado da morte de 39 imigrantes vietnamitas - encontrados em outubro num contentor refrigerado, perto de Londres - pode ser extraditado para o Reino Unido, …

Atriz norte-americana confronta em tribunal Weinstein com acusação de violação

A atriz americana Annabella Sciorra, conhecida por ter participado na série "Os Sopranos", confrontou na quinta-feira o produtor Harvey Weinstein em tribunal, acusando-o de a ter violado, em meados dos anos 1990. Segundo avançou o Expresso, …

Mulher agride médica na Urgência do Hospital de Águeda

Uma médica foi agredida, esta quinta-feira, na Urgência do Hospital de Águeda, por uma mulher que acompanhava o filho a uma consulta. De acordo com o Jornal de Notícias, a médica, de 33 anos, que estava …

Polícia do Rio de Janeiro matou cinco pessoas por dia em 2019

A polícia do Rio de Janeiro matou 1.810 pessoas em 2019, um recorde de cinco mortes por dia e um aumento de 18% em relação ao ano anterior, informou o Instituto de Segurança Pública (ISP) …

Governo dedica 20 milhões do Orçamento ao combate à violência doméstica

O orçamento total para combater a violência doméstica em 2020 é de 20,3 milhões de euros, adiantou na quinta-feira a ministra de Estado e da Presidência no Parlamento, Mariana Vieira da Silva, sublinhando o reforço orçamental …

Chega quer câmaras nas fardas e nos carros-patrulha

O Chega, liderado por André Ventura, apresentou um projeto de resolução a defender que os agentes das forças de segurança nacionais devem poder utilizar câmaras, que seriam introduzidas nas fardas e nos carros-patrulha. O partido liderado …

"Não tenho o apoio de Assunção Cristas", diz João Almeida

O candidato à liderança do CDS-PP defende que o partido deve, no imediato, fortalecer-se e depois participar numa "plataforma à direita" de alternativa ao PS, com o PSD, mas sem o Chega. "A alternativa à governação …

Campanha internacional quer salvar leões subnutridos em parque no Sudão

Várias fotografias de leões subnutridos no zoo de Al-Qureshi, no Sudão, atraíram a atenção de milhares de pessoas, que tentam agora salvar os animais. O fotógrafo Ashraf Shazly encontrou cinco leões malnutridos, enjaulados e sem …