/

Florentino faz birra (mas basta uma palavra de Ronaldo)

Peter Powell / EPA

Cristiano Ronaldo

Já não há dúvidas de que Cristiano Ronaldo vai deixar o Real Madrid. Só falta definir “como gerir o adeus” ao clube que o capitão da Selecção Portuguesa representou nos últimos nove anos, com um braço-de-ferro entre Ronaldo e Florentino Pérez a complicar a transferência para a Juventus.

O jornal Marca noticia que, neste momento, só falta definir a forma como Cristiano Ronaldo vai deixar o Real Madrid. O dinheiro envolvido no negócio está em segundo plano, o problema é “a batalha do como sair”, frisa o desportivo espanhol.

O presidente do Real Madrid quer que Ronaldo assuma o desejo de deixar o clube, sacudindo assim do “capote” culpas pela provável transferência. Será também uma boa “desculpa” para aceitar uma oferta de apenas 100 milhões de euros pelo melhor jogador do mundo (e que tem uma cláusula de rescisão de 1000 milhões de euros).

Já Ronaldo pretenderá vincar que está a ser “empurrado” para fora do Real Madrid, por não ser devidamente valorizado no clube, especialmente por Florentino Pérez.

Falta saber se o capitão das quinas estará disposto a mudar de ideias para aceitar a “condição indispensável” de Florentino para “desbloquear a situação”, como frisa a Marca.

Num sinal da intransigência do presidente do clube madrileno, a imprensa italiana refere que Florentino está agora a pedir 150 milhões de euros à Juventus pela transferência de Ronaldo.

Todavia, bastará uma palavra de Ronaldo a dizer que quer sair para que Florentino Pérez facilite a sua saída pelos tais 100 milhões anunciados, frisa a Marca.

Juventus já está a ganhar com Ronaldo

De férias na Grécia, Ronaldo continua em silêncio sobre o seu futuro e a Juventus está à espera que Jorge Mendes, o empresário do jogador, lhe apresente a factura para pagar.

A contratação de Ronaldo pode custar à Juventus algo como 400 milhões de euros, entre valores pagos ao Real Madrid, ao próprio jogador, por um contrato de quatro épocas, e em comissões de transferência.

Mas o clube italiano já sabe que o investimento avultado valerá a pena, não apenas porque contratar o melhor do mundo vai melhor a equipa ao nível desportivo, mas sobretudo pela projecção internacional que já está a alcançar, com lucros futuros garantidos e promissores.

“Aquilo que o Ronaldo gera em direitos de imagem, merchandising, digressões pagas ao estrangeiro, nomeadamente à Ásia, pode equivaler a 400 a 500 milhões de euros“, explica ao Jornal Económico o consultor Bruno Janeiro da empresa Activotrade, que é especializada em serviços de negociação online e no investimento em mercados financeiros.

Na Bolsa de Milão, as acções da Juventus já se valorizaram em 8% e o valor de mercado do clube subiu “mais de 200 milhões de euros em [apenas] cinco dias”, como nota o Jornal de Negócios.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

  SV, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE