O Flamengo de Jorge Jesus foi “um mero acidente de percurso”

2019 foi uma exceção para a equipa brasileira que, depois de ter vencido (quase) tudo, neste ano já foi afastado da Taça do Brasil e da Libertadores: “O português foi embora e com ele toda a metodologia também”.

O Flamengo liderado por Jorge Jesus foi histórico, quer no próprio clube, quer no panorama do futebol brasileiro. Em 2019 a equipa do Rio de Janeiro foi campeã nacional com 16 pontos de vantagem em relação aos adversários mais próximos, venceu o campeonato carioca, foi campeão continental ao conquistar a Taça Libertadores e ainda chegou à final do Mundial de clubes.

Jesus saiu e o panorama complicou-se. Domènec Torrent – que não terá sido a primeira opção da direção – foi chamado mas deixou o cargo três meses depois. Chegou um nome eternamente ligado ao rival São Paulo, Rogério Ceni, mas os resultados não melhoraram.

O campeonato ainda está em aberto, já que o Flamengo é terceiro classificado do Brasileirão a somente três pontos do líder Atlético Mineiro – embora já tenha sofrido mais derrotas do que em toda a edição passada.

O problema são as exibições e os resultados noutras competições: afastado pelo São Paulo nos quartos-de-final da Taça do Brasil (que Jesus também não tinha vencido, no ano passado) e, nesta semana, ficou fora da Libertadores. O Racing, da Argentina, afastou o Flamengo nos oitavos-de-final.

O portal UOL procurou respostas para este declínio: “O principal erro do Flamengo foi não entender o que a equipa de Jorge Jesus tinha de especial para ganhar e tentar repetir agora. O principal mérito seria manter a estrutura de treinos, estudos e análises para que a equipa mantivesse o rendimento. O português foi embora e com ele toda a metodologia também”, avisou Danilo Lavieri.

Marcel Rizzo lembrou que a época de 2020 foi pensada pelo treinador do Benfica: “A saída de Jesus fez o clube procurar por um técnico estrangeiro, tentando repetir o sucesso, mas Domènec Torrent nunca foi a primeira opção. A impressão que deu é que a direção apareceu com ele para não admitir fracasso após levar alguns nãos. Os jogadores não compraram o trabalho do espanhol e a mudança brusca no modelo de jogo fez a equipa regredir”.

Uma ideia fica clara, espelhada nas palavras de Milton Neves e de Rafael Oliveira: o que o Flamengo conseguiu sob o comando de Jorge Jesus foi uma exceção à regra. “O que mais atrapalhou o Flamengo neste ano foi a expectativa de apresentar um futebol envolvente e de ganhar tudo, como aconteceu em 2019. O problema é que está cada dia mais claro que o Flamengo de Jesus foi exceção. Um mero acidente de percurso“, comentou Milton Neves, enquanto Rafael Oliveira acrescentou: “O ponto de partida foi encarar a repetição do ano passado como algo natural. É importante a compreensão de que 2019 foi uma exceção. O nível de futebol gerou uma atípica supremacia técnica. Foi uma das melhores equipas das últimas décadas no futebol brasileiro”.

Rodrigo Coutinho aponta um problema no Flamengo: a incapacidade da direção para gerir corretamente o futebol do clube. “O sucesso do rubro-negro em 2019, o outro patamar alcançado, tem nome e sobrenome como principal responsável. Jorge Jesus foi um ”tiro no escuro” que deu certo. Isso não vai acontecer todas as épocas. O Flamengo é um clube mais rico e estruturado do que a maioria, mas tem o mesmo nível de dirigentes amadores”, criticou.

NMT, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …

Antes da invasão ao Capitólio, Bannon ajudou a planear estratégia para "matar a presidência de Biden no berço"

O estrategista-chefe da campanha de Donald Trump, Steve Bannon, revelou que falou com o ex-Presidente antes da invasão ao Capitólio, a 06 de janeiro, discutindo as condições para "matar a presidência de [Joe] Biden no …