O fio dental que usa pode ser cancerígeno

Um novo estudo realizado por médicos norte-americanos mostra que o uso do fio dental aumenta a exposição a substâncias perfluoroalquiladas (PFAS).

Químicos PFAS podem ser uma preocupação para os especialistas por causa da sua ligação ao cancro testicular e renal, com doenças da tiroide e colesterol alto, bem como com baixo peso ao nascer, diminuição da fertilidade e problemas no sistema imunológico.

No seu estudo, médicos do Instituto Silent Spring e do Instituto de Saúde Pública de Berkeley, Califórnia, mediram quantidades de 11 tipos de PFAS em amostras de sangue de 178 mulheres.

As mulheres que usaram o fio dental Oral-B Glide revelaram níveis mais altos de um tipo de PFAS chamado PFHxS (ácido perfluorohexanossulfónico) no corpo em comparação com aquelas que não o fizeram.

Para entender melhor essa ligação, os investigadores analisaram 18 fios dentais – incluindo 3 produtos da linha Glide – para detetar a presença de fluoreto, um marcador PFAS, com uma técnica chamada espectroscopia de emissão de raios gama induzida por partículas (PIGE). Os resultados foram publicados a 8 de janeiro na revista Journal of Exposure Science & Environmental Epidemiology.

Os três produtos Glide tinham flúor, o que está de acordo com relatórios anteriores, segundo os quais o Glide é fabricado com recurso a compostos semelhantes ao Teflon. Além disso, dois outros tipos também tinham flúor.

“Este é o primeiro estudo a mostrar que o uso de fio dental contendo PFAS está associado a uma maior carga corporal destes produtos químicos tóxicos“, disse a principal autora do estudo, Katie Boronow. “A boa notícia é que, de acordo com as nossas descobertas, os consumidores podem escolher linhas que não contenham PFAS”.

O estudo revelou outros aspetos associados a níveis mais elevados de PFAS, como a presença em casa de carpetes ou móveis resistentes a manchas, bem como o facto de morar numa cidade com água potável contaminada por PFAS.

Além disso, a investigação revelou que as mulheres afro-americanas que frequentemente comiam alimentos servidos em embalagens de cartão, como batatas fritas, tinham altos níveis de quatro tipos de PFAS no sangue em comparação com mulheres que raramente comiam esse tipo de alimento.

“No geral, este estudo reforça a evidência de que os produtos de consumo são uma importante fonte de exposição ao PFAS“, referiu Boronow. “Restringir estes produtos químicos dos produtos deve ser uma prioridade para reduzir os níveis no corpo das pessoas”, rematou.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Sapinho,
    O que a jornalista escreveu no artigo original em inglês referia-se a “Fio dentário”, Pá!!
    Fio dental é aquela (Mini) peça de roupa inferior das senhoras – cuecas, slips ou fato de banho, estás a ver ou não Sapinho??
    Tens de aprender a rever melhor certas palavras chaves antes de traduzires “à maluca”, Sapinho…
    É que usar usar uma peça de roupa em vez do tal “Fio dentário” deve doer um pouquinho, não achas Sapinho??

  2. É claro que é fio dental! Fio dentário não existe!
    A peça de roupa íntima que algumas mulheres usam, tomou esse nome dado o facto de a parte traseira ser tão exígua qhe mais parece um fio dental.
    Também não compreendo essa do sapinho, mas deve ser uma piada que desconheço!

Responder a H Cancelar resposta

Cientistas criam algoritmo para identificar covid-19 a partir do som da tosse

Investigadores de vários países criaram um algoritmo que afirmam poder identificar se uma pessoa tem covid-19 a partir do som da sua tosse. Cientistas do México, Estados Unidos, Espanha e Itália, liderados por uma equipa do …

Para proteger o fundo do mar, novo sistema permite atracar vários barcos com uma só "âncora"

Quando vários barcos se amontoam numa enseada durante a noite, cada um deles lança uma âncora que pode potencialmente danificar os corais e a vida marinha no fundo do mar. O sistema Seafloat foi criado …

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …