Financeiro britânico banido por burlar no bilhete de comboio

Contornar a lei em Inglaterra é algo que pode sair caro. Um financeiro que durante vários anos deu um ‘jeitinho’ para não pagar o bilhete completo, na viagem diária de comboio até ao centro financeiro de Londres, foi banido da sua profissão.

Jonathan Paul Burrows, agora ex-director da BlackRock, uma das maiores gestoras de fundos de investimentos do mundo, foi apanhado sem bilhete válido por fiscais dos caminhos de ferro de Londres na estação de Cannon Street – em plena City, no centro financeiro de Londres

Burrows confessou ter feito o percurso sem pagar os 27 euros do bilhete de comboio com partida de Stonegate, no condado de East Sussex, no sudeste de Inglaterra – uma viagem de cerca de 1h30.

“Jonathan Paul Burrows admitiu que, em diversas ocasiões, de forma deliberada e consciente, não comprou bilhete válido para todo o seu percurso”, diz a Financial Conduct Authority (FCA), o órgão que regula os mercados no Reino Unido, em notificação publicada online.

Ao todo, segundo as estimativas da FCA, os valores não pagos por Burrows em bilhetes de comboio somam cerca de 54 400 euros.

“Burrows tinha uma posição importante na indústria de serviços financeiros, devia ser um exemplo para os outros. A sua conduta caiu muito abaixo do padrão esperado para alguém nessa posição”, acrescentou a organização.

O banqueiro até comprava bilhete, mas usava um esquema para não pagar todo o trajecto percorrido.

Para isso, Burrows embarcava na estação de Stonegate – uma estação sem torniquetes, localizada numa área rural – sem comprar bilhete.

Chegando a Londres, Burrows saía na estação de Cannon Street, onde passava pelos torniquetes com o Oyster Card, o passe recarregável de Londres, que apenas cobra o percurso dentro da cidade – um custo de 9 euros.

BBC

Burrows apanhava o comboio em Stonegate, onde não há torniquetes

Burrows apanhava o comboio em Stonegate, onde não há torniquetes

Fui um idiota

Segundo a BBC, por ter burlado a lei, Jonathan Burrows foi proibido de trabalhar no mercado financeiro em Inglaterra e teve de devolver o dinheiro não pago nas passagens, mais 575 euros de custas judiciais – ao todo, 55 mil euros.

“Sempre reconheci que o que fiz foi idiota. Pedi desculpas a todas as partes envolvidas e reiterei o meu pedido de desculpas publicamente”, diz Burrows, em resposta à decisão da FCA.

No entanto, Burrows acrescenta que “o tamanho da punição decidida pode dar uma ideia distorcida da dimensão do erro cometido”.

“Arrependo-me do que fiz, já que a decisão da FCA veio manchar uma carreira de 20 anos em que fiz tudo de forma correta”.

A FCA tem problemas mais graves do que o meu para avaliar no sector dos serviços financeiros e peço desculpas por ter tomado o seu tempo neste momento crítico para o futuro do centro financeiro e da sua reputação“, conclui Burrows.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Paços de Ferreira 0-5 Benfica | Seferovic “parte tudo” na Capital do Móvel

Na noite deste sábado, o Benfica somou o sétimo triunfo consecutivo no campeonato, ao golear o Paços de Ferreira por 5-0, num embate relativo à 26.ª jornada do campeonato. A equipa de Jorge Jesus, que acabou …

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …

"Alexa, estou com calor." Já é possível controlar o ar condicionado de um Lamborghini apenas com a voz

A Amazon está a dar um grande passo na indústria automóvel ao integrar a Alexa no Huracán EVO da Lamborghini, não apenas para fazer perguntas, mas dando ao assistente virtual a capacidade de controlar as …

Nova tecnologia pode enviar luz solar para o subsolo

Investigadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, na Singapura, inventaram um novo dispositivo que pode ajudar o país a iluminar a sua crescente infraestrutura subterrânea. A Singapura é um dos países que tem apostado cada vez mais …

Livro lança "caça ao tesouro" a urna de ouro oferecida por Inglaterra a França antes da Entente Cordiale

Um novo enigma literário está prestes a chegar às estantes de livros com uma recompensa incomum. Pistas em "The Golden Treasure of the Entente Cordiale" podem levar leitores no Reino Unido e França a um …

Para evitar casos de burnout, LinkedIn deu uma semana de férias aos quase 16 mil funcionários

O LinkedIn decidiu dar uma semana de férias (remunerada), que começou esta segunda-feira, a todos os seus funcionários espalhados pelo mundo. O objetivo? Desconectar, recarregar baterias e prevenir casos de burnout.  "Queríamos ter a certeza de …

Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente. O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como …

Tondela 0-2 FC Porto | Missão cumprida com serviços mínimos

Missão cumprida. O FC Porto fez poupanças no jogo com o Tondela, mas levou os três pontos para casa, graças a um triunfo por 2-0. Os “dragões” foram claramente superiores no primeiro tempo, marcaram por Toni …

Portugal pode atingir linha vermelha dos 120 novos casos por 100 mil habitantes em dois meses

Portugal pode atingir uma taxa de incidência de de 120 casos por 100 mil habitantes daqui a dois ou mais meses se se mantiver o atual ritmo de crescimento deste indicador. Esta é a conclusão de …

Akon ainda não construiu a "Wakanda da vida real", mas o Uganda já lhe está a dar terrenos para a segunda

O artista de R&B Akon ainda não concretizou a sua visão ambiciosa de uma cidade “futurística” alimentada por uma criptomoeda chamada “Akoin” e construída num terreno que lhe foi dado pelo governo senegalês. Contudo, o …