Fim dos centros de vacinação provoca dúvidas nos centros de saúde

José Coelho / Lusa

Os profissionais de saúde estão a pedir que lhes sejam dados os esclarecimentos necessários sobre as novas tarefas nos centros de saúde, após a desativação dos centros de vacinação contra a covid-19.

A Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) saudou, esta quarta-feira, o regresso dos profissionais às suas unidades, com a desativação dos centros de vacinação, mas apelou para que estes sejam informados das novas tarefas para que “tudo corra sem sobressaltos”.

“Isto é sem dúvida positivo, porque estiveram durante muitos meses alocados aos centros de vacinação”, disse o presidente da APMGF, Nuno Jacinto, sublinhando que os centros de saúde continuam a ter a necessidade de realizar toda a sua atividade normal, que faziam antes da pandemia e que já ocupava todos os seus recursos.

O que vai acontecer, observou o responsável, é que, “quando estes profissionais regressarem, têm todas essas tarefas para executar, até porque muitas delas foram ficando mais para trás ao longo destes meses”.

Acresce a esta situação o facto de ainda ser preciso vacinar contra a covid-19 algumas pessoas, administrar as doses de reforço para os utentes que têm essa indicação e uma eventual terceira dose para os idosos, ainda por decidir.

“É mais uma tarefa que os centros de saúde vão ter que fazer”, declarou, observando que não se pode “estar sempre a pensar” que se tira umas tarefas para colocar outras, porque “isso vai manter as equipas sempre numa enorme sobrecarga“.

Nuno Jacinto ressalvou, contudo, que será “sem dúvida melhor” que os profissionais estejam no centro de saúde, que continuam com “muita, muita coisa para fazer”.

“Ter mais esta vacinação pandémica vai obrigar a novos circuitos, recursos logísticos, que ainda têm de ser esclarecidos, rede de frio. Enfim, múltiplas coisas que ainda precisam de ser esclarecidas para que tudo corra sem sobressaltos”, declarou.

O presidente da APMGF disse ainda não saber exatamente quando é que se vai poder vacinar estes utentes, como serão os horários de vacinação e que vacinas estarão disponíveis.

“Certamente que isso estará a ser tratado com as ARS [Administrações Regionais de Saúde] com os ACES [Agrupamentos de Centros de Saúde] e quando os centros de vacinação forem desativados essa informação já estará passada às equipas e as equipas terão tempo para se preparar”.

“O que nós pedimos sempre é que não façam as coisas sem nos avisar e não nos digam de um dia para o outro e tenham em consideração as nossas dificuldades, porque se não acaba por ser muito difícil cumprir aquilo que é exigido e responder àquilo que os utentes nos pedem”, sustentou.

Relativamente à vacinação contra a gripe, Nuno Jacinto afirmou que é uma tarefa tradicionalmente já feita nos centros de saúde. “É claro que no ano passado foi feito de uma forma mais intensiva, com maior rapidez e maior necessidade de vacinar a população mais frágil e este ano prevê-se que tal venha a ser igual”.

O responsável disse ainda que, “em princípio”, a vacinação contra a gripe será em outubro e que os centros de saúde precisam de perceber se nesse mês há “vacinação pandémica para fazer”.

“A questão é sempre a mesma. Não podemos estar em dois lados ao mesmo tempo e os nossos profissionais não conseguem estar em dois lados ao mesmo tempo”, disse, lembrando que já na altura da vacinação da gripe, antes da pandemia, “era uma altura muito delicada” porque os enfermeiros já estavam alocados a esta tarefa.

Questionado se os centros de saúde já retomaram a atividade assistencial, Jacinto disse que “continua a ser muito difícil”, apesar de os profissionais dedicarem o seu tempo a fazer consultas presenciais, vigilância de doentes crónicos e de grupos vulneráveis e de risco sempre que a pandemia abranda.

“O facto de neste momento estarmos um pouco melhor do que já estivemos relativamente a tarefas relacionadas com a covid-19 não significa que não tenhamos ainda essa sobrecarga adicional, porque temos todos os turnos que vamos fazer aos centros de vacinação e as Áreas Dedicadas aos Doentes Respiratórios. É menos tempo que passamos com os nossos utentes e nesta fase isso é crítico e é cada vez mais crítico”, alertou.

  // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Retrato de Monsieur Lavoisier e a sua esposa Marie-Anne-Pierrette Paulze.

Análise revela composição secreta debaixo de retrato de Lavoisier

Um icónico retrato do químico francês Antoine-Laurent de Lavoisier e da sua esposa, Marie-Anne, mostrou ter uma composição escondida debaixo dele. Antoine-Laurent de Lavoisier foi um químico francês fundamental para a revolução deste campo científico no …

Combustíveis: governantes "não fizeram o trabalho de casa"

A presidente executiva da OZ Energia, Micaela Silva, defendeu que o “Governo devia intervir menos” no mercado dos combustíveis, porque é liberalizado e não tem margens excessivas de comercialização, mas é “muito penalizado” pela quantidade …

Implante cerebral permite que paciente totalmente cega consiga ver formas e letras

Os cientistas da Universidade Miguel Hernández de Elche (UMH), em Espanha, fizeram com que uma mulher completamente cega conseguisse ver formas simples e letras, através da colocação de um implante no seu córtex visual. Os investigadores …

Teoria dos primatas pedrados. Podem os cogumelos mágicos ter sido a chave para a nossa evolução?

A teoria já era conhecida desde os anos 90, mas um novo estudo veio trazê-la à baila novamente. O argumento é de que os cogumelos com efeitos psicadélicos podem ter ajudado a tornar os nossos …

Ainda sem fumo branco para o OE, Bloco e PCP reúnem órgãos máximos

O PCP e o Bloco de Esquerda reúnem hoje os respetivos órgãos máximos entre congressos com a proposta orçamental para 2022 no centro do debate. As conclusões da reunião da Mesa Nacional do BE serão apresentadas …

Sismo de 4,9 em La Palma e novo colapso do cone do Cumbre Vieja

A ilha espanhola de La Palma registou hoje um sismo de 4,8 de magnitude, no dia em que o vulcão voltou a sofrer um colapso no cone principal, causando grandes derrames de lava. O sismo foi …

Algas vivas sensíveis à luz (um tipo de cianobactérias chamado Synechocystis) injetadas num girino

Podia ser ficção científica, mas não é. Injetar algas no sangue dos sapos pode ajudá-los a respirar

Os sapos adotam várias técnicas de respiração ao longo da sua vida. Agora, uma equipa de cientistas alemães desenvolveu um novo método que permite que os girinos "respirem" graças à introdução de algas na sua …

As misteriosas auroras de Úrano foram finalmente detalhadas ao pormenor pelos cientistas

Auroras de Úrano foram captadas pela primeira vez em 2011 através do telescópio Hubble Space, mas as suas origens representam ainda mistérios que os cientistas não conseguem esclarecer. Pela primeira vez, os cientistas conseguiram moldar a …

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …