Filha de bombeira que morreu a combater incêndio só tem direito a apoio de 100 euros por mês

Miguel A. Lopes / Lusa

A filha da bombeira de Alcabideche que morreu em 2013, a combater um incêndio no Caramulo, só tem direito a uma compensação de 10 euros por mês pela morte da mãe, além de mais 90 euros para alimentação. É o que manda a Lei e é “uma indignidade” segundo o presidente da Associação Portuguesa de Bombeiros Voluntários.

“A filha da bombeira vai receber uma indemnização, quando fizer 18 anos. Até lá tem direito a 100 euros mês, para a escola e alimentação, e 230 euros para vestuário, no início de cada ano”, esclarece em declarações ao Expresso o presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares, notando que os valores “foram calculados tendo em conta a condição de recursos, até ao limite máximo do valor indexante de apoio social”.

O Fundo Social do Bombeiro não repõe os rendimentos auferidos pelos bombeiros, sendo que a compensação máxima permitida por Lei chega apenas ao valor do salário mínimo nacional no caso de morte ou de incapacidade.

“Os avós, que ficaram com a tutela e com quem a criança vive, têm rendimentos médios, e os apoios do Fundo não repõem os salários que a mãe auferia“, explica ao Expresso o bombeiro António Calinas do concelho de Cascais.

“Os bombeiros voluntários que nas suas vidas privadas ganhem acima deste valor, 650 euros, perdem os rendimentos do trabalho em caso de acidente em serviço. O Fundo Social do Bombeiro e os seguros que protegem a actividade não são calculados em função do salário profissional que recebem”, acrescenta Calinas.

No caso do bombeiro Rui Rosinha que ficou com incapacidade permanente no combate ao incêndio de Pedrógão Grande, está a viver com “uma pensão de 300 euros” da Segurança Social, enquanto se está “a estudar forma de compensar o diferencial” relativamente ao salário de 700 euros que tinha, como nota Jaime Marta Soares.

“Isto não é proteger os soldados da paz”, lamenta o presidente da Associação Portuguesa de Bombeiros Voluntários, Rui Silva, que fala de “uma indignidade”, também em declarações ao Expresso.

Rui Silva nota que há “um registo nacional” da actividade de bombeiro voluntário que “não contém a informação de quanto ganham estes homens nas suas vidas privadas”. Ora, “sem isso é impossível repor os vencimentos quando há acidentes e a recuperação é prolongada, com ausência do trabalho”, refere, dando o exemplo de “um bombeiro voluntário que tem um salário de mil euros”. “Quando tem um acidente em serviço e entra de baixa, ninguém garante esses valores“, reforça, concluindo que “na prática, os bombeiros não têm quem lhes pague o salário quando ficam impedidos de trabalhar devido a acidentes no desempenho das missões de socorro”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Não são só os lagartos. Os jacarés também são capazes de regenerar a sua cauda

Os jovens jacarés americanos (Alligator mississippiensis) têm a capacidade de regenerar as suas caudas até 18% do comprimento total do seu corpo, concluiu uma nova investigação da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos. "O que …

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …