Raul Meireles: João Félix tem qualidade, mas os valores da transferência chocam

Justin Lane / EPA

O antigo internacional português Raul Meireles considerou que os valores da transferência de João Félix são chocantes, mas disse também ser necessário dar tempo ao jovem para mostrar o que vale. Em entrevista ao desportivo A Bola, falou ainda sobre o futuro e sobre a admiração que tem em Cristiano Ronaldo.

Em declarações ao jornal A Bola, o ex-futebolista estabeleceu uma comparação entre o jovem formado no FC Porto e Benfica com Cristiano Ronaldo. O Atlético de Madrid, recorde-se, pagou neste verão 126 milhões de euros pelo passe do jovem de 19 anos.

“Os valores atuais no futebol surpreendem-me, mas acho que, no futuro, vai ser ainda pior. Claro que são alturas diferentes, mas a única comparação que eu posso fazer é com o Cristiano Ronaldo. Vemos o Cristiano que ganhou tudo e custou aquilo que custou. O Félix tem qualidade, nada contra isso. Agora, os valores… É claro que chocam, choca um bocadinho”, afirmou Raul Meireles, que se retirou do futebol profissional em 2016.

O antigo internacional português considera que todos devem aceitar os valores que se praticam hoje em dia no futebol, deixando a João Félix a função de demonstrar que o preço que foi pago pela sua transferência foi um bom investimento.

“A única coisa que eu acho que devemos fazer enquanto adeptos do futebol é aceitar o que custou e deixá-lo provar o que vale. Se render, o dinheiro é bem gasto”.

Na mesma entrevista, o antigo jogador do Fenerbahçe e do FC Porto revelou que Cristiano Ronaldo é o jogador que mais gosta de ver em campo. “Gosto de ver muitos, mas tento seguir sempre o Cristiano. Além do jogador que é, tenho uma admiração muito forte por ele, por aquilo em que se tornou. E conheço o Cristiano desde muito novo. Estivemos sempre juntos. E acompanhei o crescimento dele como homem, principalmente. Tenho uma admiração muito forte por ele”, começou por dizer.

“CR7 é um jogador que me dá gosto ver e quero sempre que as equipas dele ganhem. Eu adorava o Iniesta. Tive oportunidade de jogar contra ele. Foi o único jogador a quem pedi a camisola. É verdade, nunca pedi nenhuma camisola. Não ligo, nem tenho nada em casa exposto do futebol. São coisas minhas”.

À Bola, o futebolista admitiu ainda que a não-convocatória para o Euro 2016 o deixou “triste” e que não pensa, pelos menos para já, voltar ao futebol

“É uma alegria ver o meu país conquistar algo mas, ao mesmo tempo, fiquei triste, porque não participei. Não é mágoa, mas é uma tristeza. Não posso ser falso e dizer que não me incomoda. (…) Adorava ter estado lá”.

“Já disse a muita gente que nunca me vão ver no futebol, mas depois às vezes ponho-me a pensar e eu não sei o que vou sentir daqui a uns anos. (…) Agora, neste momento, não me vejo no futebol. Vejo poucos jogos. Quando jogava também via poucos jogos. Adorava as palestras, quando tínhamos de estudar o adversário”.

“Desde que deixei de jogar, nunca mais fui a um estádio. (…) É algo que não me puxa. Gosto de ver o jogo na televisão, tranquilo. (…) Eu nunca gostei de ser famoso e não gosto de perguntas”, revelou ainda.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tensão na Catalunha afeta realização do Barcelona-Real Madrid

A violência dos protestos na Catalunha está a fazer com que a Liga e a Federação de futebol espanholas repensem a ideia de o clássico entre Barcelona e Real Madrid se realizar em Camp Nou. O …

Assis critica novo Governo do PS. É "muito António Costa" e feito só para dois anos

O ex-eurodeputado do Partido Socialista (PS) Francisco Assis não poupou nas críticas ao novo Governo, que António Costa apresentou ao Presidente da República na terça-feira ao final do dia, considerando que este é um executivo …

PSD considera que não há novo Governo, mas "remodelação" com alargamento

O PSD defendeu na quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Depois do terramoto das legislativas, vem aí um Conselho Nacional difícil para o CDS

O CDS reúne esta noite o Conselho Nacional. Segundo o Público, Assunção Cristas deverá renunciar a lugar de deputada na Assembleia da República. O CDS deverá marcar esta quinta-feira o próximo congresso para janeiro de 2020. …

Rio quer abafar Montenegro ao fazer "multitasking" como líder partidário e parlamentar

Rui Rio pode acumular as funções de líder do partido e líder parlamentar. O objetivo passa por evitar divisões na bancada e esvaziar a oposição de Luís Montenegro. Rio parece já ter uma estratégia delimitada para …

Cabrita mostra desagrado pelo afastamento da mulher do Governo

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, partilhou no Facebook um texto de uma ativista ambiental algarvia crítico do afastamento da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, com quem é casado. Eduardo Cabrita, ministro da Administração …

Polícia desmantela rede de pornografia infantil e faz mais de 300 detenções

Pelo menos 337 pessoas de 38 países foram detidas numa operação em que foi desmantelada uma rede de pornografia infantil, que usava um site para comercializar vídeos de abuso sexual de crianças. Num comunicado divulgado esta …

Três coelhos de uma cajadada. Vieira renova contratos a três jogadores

No seu regresso de Angola, Luís Filipe Vieira assegurou a renovação do contrato de três jogadores: Grimaldo, Ferro e Jota. O anúncio oficial deverá estar para breve. Esta quinta-feira, o jornal Record fez manchete com a …

Berardo chama Mourinho e Ronaldo a jogo para não perder condecorações

A defesa de Joe Berardo invocou outros casos de personalidades portuguesas para que o empresário não perca as condecorações que recebeu dos antigos Presidentes da República Ramalho Eanes e Jorge Sampaio, escreve o Eco. De acordo …

Decisão "vergonhosa". Iniciativa Liberal e Chega indignados com distribuição de lugares no Parlamento

Está definida a distribuição de lugares do próximo Parlamento. O Iniciativa Liberal e o Chega não estão contentes e criticam a decisão. A decisão da conferência de líderes do Parlamento sobre os lugares que os novos …