FC Porto foi “histriónico” e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Martin Rickett / EPA

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro.

Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em Manchester, diante do City, muitos adeptos portistas – e portugueses no geral, acreditamos – ainda acordaram incrédulos depois do que aconteceu nesse jogo da jornada inaugural da Liga dos Campeões. Várias decisões de arbitragem, com destaque para duas, marcaram essa partida.

No entanto, de Manchester, aparece um artigo que sublinha a concentração da equipa de Pep Guardiola, ignora a prestação da equipa de arbitragem liderada por Andris Treimanis e ainda critica as atitudes dos jogadores e dos elementos do banco de suplentes do FC Porto, a quem chamam exagerados.

O artigo surgiu nesta quinta-feira no Manchester Evening News, foi escrito por Tyrone Marshall, que se focou na “redescoberta” que o City conseguiu nos últimos três jogos, contra Leeds United, Arsenal e FC Porto: a sua capacidade em ganhar jogos (ou empatar, contra o Leeds), mesmo quando a qualidade de jogo não é a mais elevada.

Marshall considera que Guardiola estará “encantado” com o triunfo por 3-1 diante do campeão português, num jogo em que foi visível, mais uma vez, que o Manchester City não apresenta o nível que o seu plantel poderia apresentar. Era essencial começar a ganhar numa fase de grupos anormal, em que há jogos praticamente em todas as semanas.

Uma vitória difícil, contra uma “defesa forte” do FC Porto, e que o City teve que lutar muito para conseguir penetrar no sector mais recuado da turma de Sérgio Conceição. Mas o conjunto inglês conseguiu “reafirmar a sua autoridade”, apesar de ter sofrido antes de marcar.

O artigo também critica a postura dos elementos do FC Porto: “O Manchester City teve de lidar com uma equipa turbulenta, dentro e fora do campo. Os campeões portugueses obviamente sentiram que podiam perturbar o City e não são a primeira equipa a sentir que o podem fazer. O histrionismo em campo e no banco de suplentes mostrou o plano de jogo pretendido pelo FC Porto“.

“No entanto, em vez de perderem a cabeça, os homens do City mantiveram o foco e seguraram uma vitória que se tornou ainda mais agradável por causa do comportamento dos visitantes“, acrescenta Tyrone Marshall.

Sobre a arbitragem… Nem uma palavra.

FC Porto cometeu só quatro faltas – duas originaram golos

É um número anormal, seja qual for a competição: em quase 100 minutos de futebol o FC Porto cometeu somente quatro faltas – o problema é que duas delas originaram os dois primeiros golos do adversário.

Entre critérios diferentes e prováveis expulsões evitadas, o maior erro da equipa de arbitragem liderada por Andris Treimanis aconteceu no momento que antecedeu o 1-1, quando foi bem assinalada uma falta de Pepe na área mas ninguém viu (nem o vídeo-árbitro Jochem Kamphuis) o pisão a Marchesín, na mesma jogada. E a outra falta que originou golo, supostamente cometida por Fábio Vieira, é discutível.

No final do jogo, Sérgio Conceição pediu desculpa a todos os árbitros e vídeo-árbitros portugueses, depois do que viu em Manchester.

NMT, ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Estão é mal habituados, por cá os arbitros e o VAR estão mais que condicionados nas decisões e a CS anda sempre com eles ao colo.

    • Estás confuso… Olha que isto não são as notícias da segunda divisão europeia… Estamos a falar da Liga dos Campeões e do campeão de Portugal

    • Sr. Telmo. é preciso ser muito estúpido ou muito mal formado para afirmar o que verteu nestas páginas. Eu diria que regurgitou e que até a bílis lhe saiu.

      • Por cá estão habituados a “mandar” nos árbitros e no VAR! O caso dos DEZ minutos extra do jogo com o Maritimo disso são prova, bem como o penalty revertido e a não expulsão do Zaidu bem demonstram! Já o Braga também se pode queixar! E a procissão só vai no adro!!@

  2. Todos sabemos que quando o Porto perde, para o Conceição a culpa é sempre do árbitro, mas neste caso o homem até tem razão. As decisões do Letão e da equipa do VAR não lembram ao diabo.

    • Devo dizer que nem vi o jogo, mas vi as imagens – era difícil não ver, repetidas que foram até à exaustão – e tenho uma opinião muito diferente do coro portista. Dividindo a jogada em dois tempos, o segundo, o penalty, é indiscutível. O primeiro, o do “pisão”? Aí, parece-me claro que não existe qualquer intencionalidade – que seria agressão – e sim um lance de “jogo perigoso”. A pergunta é, quem faz o “jogo perigoso”? É-me indiscutível que o autor é o Marchesin, na minha opinião, o árbitro e o VAR viram o que eu vi. O que a comunicação portuguesa não mostra – vi na espanhola – foi a dupla agressão de Pepe a Sterling, pisão e arrastar de bota no peito do inglês, uma expulsão perdoada. Os espanhóis referem que foi uma falta a lembrar outra, anos atrás, e que custou nove jogos de suspensão ao Pepe. O que a comunicação social portista pretende branquear, é que o FCP de Manchester foi igual ao que perdeu com o Marítimo e empatou – sabemos como – com o Sporting, os oito pontos perdidos em cinco jogos explicam a evidência.

      • Defender com 5 defesas, mais quatro médios a recuar o tempo todo é próprio de uma equipazinha da terceira divisão! O que disse é verdade! O Parte-Pernas Pepe devia ter sido expulso duas vezes! É que também simulou um empurrão na grande área contrária, como é seu hábito fazer em Portugal!! Que é caceteiro e dos bons…toda a gente sabe. Parafraseando o “outro” direi ” Esta soube tão bem”!!!

  3. Você é um ás, ate consegue pormenorizar o que não viu! Olhe meu amigo, se gosta de escrever faça-o com os olhos no papel e não de costas.

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …

Polícia desmantela rede de tráfico internacional de armas (e descobre santuário dedicado a Hitler)

Em dezembro, as autoridades espanholas conseguiram desmantelar uma rede ilegal de armas que operava em toda a Europa, e acabou por capturar os traficantes. O que a polícia não esperava era encontrar um armazém cheio …

Diminuição da esperança média de vida é "consequência inevitável" da pandemia

A esperança média de vida em Portugal vai necessariamente diminuir em consequência da pandemia de covid-19, defendeu um especialista, explicando que isso decorre do efeito combinado da morte de idosos, mas também de jovens em …

Novo estudo explica a importância de esterilizar os gatos antes da adolescência

Um novo estudo sugere que a idade de esterilização dos gatos deve ser antecipada de seis para quatro meses, com o objetivo de prevenir ninhadas indesejadas de gatinhos, que muitas das vezes acabam por ser …

Publicidade do Pingo Doce a promoções viola a lei do confinamento

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica está a avaliar incumprimento que visa aumentar clientes em loja durante o fim de semana. Os supermercados da Jerónimo Martins estão a publicitar promoções numa altura em que …

A tomada de posse de Joe Biden deixou os apoiantes do QAnon sem rumo

Com a tomada de posse de Joe Biden como 46.º Presidente dos Estados Unidos, esta quarta-feira, a frustração começou a infiltrar-se entre os apoiantes do QAnon. O QAnon é um movimento nascido, em 2017, no seio …

Pela quarta vez em quase 50 anos, gelo cobriu o deserto do Saara

Na terça-feira passada, um dos lugares mais secos do mundo acordou com uma geada sobrenatural. Foi apenas a quarta vez em quase 50 anos. No deserto do Saara, no noroeste da Argélia, nos arredores da cidade …

Novo máximo de mortes. São mais 275 óbitos e 11 721 novos casos

Portugal registou mais 275 mortos e 11 721 novos casos de infeção por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste domingo. É o novo máximo de mortes …

Longas filas para votar em segurança. Candidatos a Belém apelam ao voto

As mesas de voto para as eleições presidenciais abriram hoje às 08h00, e as longas filas são uma realidade em todo o país. Todos os candidatos já votaram. De acordo com o porta-voz da Comissão Nacional …