FBI investiga ligações entre assaltantes do Capitólio e pessoa próxima de Trump

Oliver Contreras / EPA

O Presidente dos EUA, Donald J. Trump

Uma pessoa próxima à presidência norte-americana de Donald Trump terá estado em contacto com o grupo de extrema-direita “Proud Boys” dias antes do ataque ao Capitólio.

O FBI concluiu que uma pessoa ligada à presidência norte-americana de Donald Trump terá estado em contacto com o grupo de extrema-direita “Proud Boys” dias antes do ataque ao Capitólio.

O The New York Times, que cita fontes policiais, refere que as autoridades utilizaram registos telefónicos para localizar uma chamada entre a organização extremista e alguém muito próximo do anterior Presidente dos Estados Unidos, segundo a EFE.

A informação divulgada pelo jornal norte-americano não revela nomes nem pormenores da conversa que está a ser investigada pelo FBI para apurar todos os contactos que foram estabelecidos entre as organizações de extrema-direita que participaram no ataque ao Capitólio e membros da anterior administração norte-americana.

Por outro lado, o líder do grupo “Proud Boys”, Enrique Tarrio, confirmou ao The New York Times que telefonou a Roger Stone, um colaborador próximo de Trump, enquanto participava num protesto junto à residência do senador republicano Marco Rubio, poucos dias antes do ataque ao Capitólio.

Contudo, segundo fontes policiais, a chamada que está a ser alvo de investigação é outra.

Enrique Tarrio foi preso no dia 4 de janeiro, depois de ter destruído um cartaz do movimento “Black Lives Matter”, que tinha sido colocado numa histórica igreja afro-americana.

Ainda que o líder dos “Proud Boys” não tenha participado na invasão do Capitólio, ocorrido a 6 de janeiro, existe a suspeita de que mais de uma dezena de membros do grupo seja responsável pela organização dos protestos que culminaram no ataque.

Entretanto, um ex-assessor do Departamento de Estado do Governo do Presidente Donald Trump foi acusado de participar na invasão do Capitólio e de agredir oficiais que tentavam proteger o edifício.

Federico Klein, que também trabalhou na comitiva de campanha de Trump, em 2016, foi visto usando um boné de propaganda do Presidente republicano no meio da multidão, tentando forçar a sua entrada no Capitólio, em 6 de janeiro, segundo os media norte-americanos.

Klein foi detido na quinta-feira, no estado da Virgínia, e enfrenta acusações que incluem obstrução ao Congresso e agressão a polícias com arma perigosa.

Pelo menos cinco pessoas, incluindo um polícia do Capitólio, morreram como resultado da insurreição de 6 de janeiro, e cerca de 300 pessoas foram acusadas por diversos crimes associados ao ataque.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …