Família britânica condenada por praticar escravatura moderna há mais de 20 anos

CentroApoioSemAbrigo / Facebook

Nove membros de uma família britânica foram condenados por fraude e escravidão moderna depois de terem submetido deficientes e sem abrigo a trabalhos forçados durante mais de duas décadas.

As penas de cadeia dão um total de 80 anos. Foi esta a sentença proferida na terça-feira a nove membros de uma família britânica que durante mais de 20 anos escravizaram pessoas vulneráveis.

Segundo o tribunal de Nottingham, a família Rooney escolheu e retirou das ruas pessoas vulneráveis que depois obrigava a trabalhar no seu negócio de renovação de pavimentos durante longos dias de trabalho.

As vítimas deixavam de viver na rua, mas passavam a habitar caravanas sem água potável ou casas de banho.

As penas mais gravosas foram para os filhos, John e Patrick, que receberam mais de 15 anos de sentença cada um. Martin Rooney, o chefe da família, de 57 anos, foi condenado a dez anos e nove meses de cadeia.

O juiz Timothy Spencer acusou Martin de educar os seus filhos “numa cultura de crime” e de tratar os trabalhadores como a “realeza medieval” tratava “os camponeses”.

A Agência Nacional do Crime britânica (NCA) alertou que os casos de escravidão moderna e tráfico de pessoas são mais comuns no Reino Unido do que se poderia pensar, estando mais de 300 investigações abertas.

No ano passado, estimava-se que houvesse 12.800 escravos modernos em Portugal e 45,8 milhões em todo o mundo.

Índice de Escravatura Global 2016, relatório divulgado esta terça-feira, analisa 167 países do mundo, entre eles oito dos nove lusófonos – S. Tomé e Príncipe não foi reportado – e conclui que atualmente existem 45,8 milhões de escravos no mundo.

Segundo o relatório da Walk Free, uma fundação criada em 2012 pelo casal filantropo australiano Andrew e Nicola Forrest, e pela filha de ambos, Grace, a percentagem estimada de escravos modernos em Portugal é de 0,123%.

De acordo com o mesmo relatório, Portugal situa-se na 49.ª posição, o que equivale à 147.ª posição, já que há muitos países a ocuparem a mesma posição ao longo da tabela. O total de casos estimados aumentou significativamente desde 2012, quando as projeções indicavam que existiam cerca de 35 milhões de pessoas sujeitas à escravatura.

ZAP // Lusa

RESPONDER

Os famosos autocarros de Londres agora são movidos a café

É a primeira vez que um biocombustível derivado do café é usado nos transportes públicos de Londres. A partir desta segunda-feira, parte do combustível usado nos double deckers londrinos vai ser feito a partir de …

Tribunal confirma incapacidade de centenário que se casou com empregada em Bragança

O centenário milionário de Bragança que se casou com uma empregada em maio, dois meses antes de morrer, estava incapaz de tomar decisões, indica uma sentença judicial datada desta segunda-feira, a que a Lusa teve …

Alemanha proíbe smartwatches que espiam crianças

O órgão regulador das telecomunicações alemãs anunciou, este fim de semana, a proibição da utilização de smartwatches a todas as crianças. Aos pais, o Bundesnetzagentur pediu que destruíssem estes equipamentos. A decisão foi tomada pelo órgão …

Ministério Público pede 3 anos e 4 meses de pena suspensa para Carrilho

O Ministério Público pediu, esta segunda-feira, três anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, para Manuel Maria Carrilho pelo crime de violência doméstica contra a ex-mulher Bárbara Guimarães. Foram mais de três horas de …

El Mundo aponta Centeno como favorito à presidência do Eurogrupo

Faltam duas semanas para serem tornados públicos os nomes dos candidatos à presidência do Eurogrupo que vão suceder a Dijsselbloem. O espanhol El Mundo já tem um favorito e é português: Mário Centeno. "Mário Centeno, o …

João Lourenço exonera comandante da polícia e chefe da secreta militar

O Presidente angolano exonerou hoje o comandante-geral da Polícia Nacional, Ambrósio de Lemos, e o chefe da secreta militar, general António José Maria, nomeando respetivamente, para os mesmos lugares, o comissário-geral Alfredo Mingas e o …

Porto perde a Agência Europeia do Medicamento para Amesterdão

A cidade do Porto foi eliminada, esta segunda-feira, na votação no Conselho da União Europeia para escolher a futura sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), que vai abandonar o Reino Unido devido ao Brexit. À …

NASA mostra como o furacão Ofélia influenciou os incêndios em Portugal

A agência espacial norte-americana NASA divulgou um vídeo que ilustra o impacto dos furacões que atingiram o Oceano Atlântico, nos últimos meses, mostrando em particular como o Ofélia teve influência nos grandes incêndios que abalaram …

Cesarianas e tempos de espera nas urgências vão condicionar financiamento

Os hospitais com taxas de cesariana superiores a 29,5% ou 31,5%, consoante o grau de diferenciação, não vão receber do Estado o pagamento pelos respetivos episódios de internamento, no âmbito do programa para a redução …

Empresas públicas escondem das Finanças os salários dos gestores

Cerca de metade das empresas públicas não comunicaram dados sobre os salários dos membros do conselho de Administração ao Ministério das Finanças, como está estipulado na Lei. O Correio da Manhã apurou que, em 2016, 118 …