Explosão solar vai lançar o caos na Terra (só não se sabe quando)

Uma avassaladora tempestade solar pode afectar a Terra, com consequências trágicas para “o mundo inteiro”. O alerta é de um especialista da Agência Espacial Europeia que avisa que a chegada deste evento, resultado de uma explosão solar, é uma certeza, só não se sabe quando vai acontecer.

As explosões solares resultam da reorganização ou do cruzamento das linhas do campo magnético situadas perto das manchas solares, como explica a NASA. Estas explosões de energia libertam “muita radiação para o espaço” e se forem “muito intensas” podem “interferir com as comunicações de Rádio” na Terra, acrescenta a agência espacial.

Por vezes, estas explosões solares são “acompanhadas por um evento conhecido como Ejecção de Massa Coronal (CME na sigla original em Inglês) que liberta “enormes bolhas de radiação e partículas do Sol”, sublinha-se no site da NASA.

Quando as partículas da CME “alcançam áreas próximas da Terra, podem despoletar luzes intensas no céu chamadas auroras”, mas quando é “particularmente forte” também pode “interferir em redes de energia eléctrica” e, “na pior das hipóteses, pode causar escassez de electricidade e falta de energia”, releva a NASA.

Estas são “as explosões mais poderosas do nosso sistema solar“, sustenta a agência. E “se houver uma grande erupção solar, o mundo inteiro será afectado”, alerta o chefe do Gabinete de Meteorologia Espacial da Agência Espacial Europeia (ESA na sigla original em Inglês), Juha-Pekka Luntama, em declarações divulgadas pelo jornal inglês Express.

Um evento destes poderia causar o caos na Terra, destruindo satélites, equipamentos tecnológicos e redes eléctricas, com danos potenciais que podem atingir as 14 mil milhões de libras (16 mil milhões de euros), como salienta o jornal.

“Se a radiação de uma explosão solar atingir a Terra, pode destruir satélites, perturbar telemóveis e outras formas de comunicação”, avisa também o astrofísico Brian Gaensler, da Universidade de Toronto, no Canadá, em declarações citadas pelo jornal inglês Star.

E esses efeitos negativos poderiam prolongar-se durante meses ou até anos.

“O nosso Sol parece ser bonito e tranquilo, mas na verdade não é”, frisa Luntama no Express. “Há estes eventos de partículas solares energéticas em que os protões e os electrões são ejectados do Sol e aproximam-se da velocidade da luz“, realça, notando que “quando atingem satélites, podem causar o seu mau funcionamento ou até destruir a sua electrónica”.

Luntama diz que a humanidade tem tido “sorte”, mas lembra o chamado “Evento Carrington” de 1859 quando um CME levou a que fios telegráficos se incendiassem em alguns locais. “Não tivemos nenhum tão grande desde então, mas se aconteceu uma vez, vai voltar a acontecer e temos que estar preparados”, alerta.

A missão Lagrange

As declarações de Luntama surgem no âmbito da apresentação da missão Lagrange, com a qual a ESA pretende colocar uma sonda em órbita ao redor do Sol para monitorizar a sua actividade.

Esta missão, cujo investimento previsto ronda os 500 milhões de euros, vai ajudar a supervisionar as explosões solares, bem como os CME e outras actividades em torno da estrela.

“Podemos ver estes eventos com instrumentos na Terra”, todavia “é um pouco como ser um guarda-redes com a bola a vir directamente em direcção a nós”, destaca Luntama.

Com a missão Lagangre, será possível “melhorar a capacidade de dar leituras mais precisas” e detectar estas explosões solares atempadamente para “alertar as pessoas que estão a operar satélites e sistemas de energia”, de modo a que consigam “tomar medidas para proteger os equipamentos“, nota o especialista da ESA.

SV, ZAP //

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. De vez em quando reciclam esta notícia para acagaçar as pessoas pela forma como a redigem…
    Sim, eles já estão à espera de um novo “evento Carrington” há já algum tempo… Os cientistas também acreditam em coisas religiosas, só que não admitem LOL.
    O que eles deviam fazer era deitar cá para fora a tecnologia que têm escondida há anos, que o complexo industrial militar desenvolveu e que pode mudar o mundo, e acabaram-se os problemas da falta de eletricidade e outros mais.
    Este evento será o “final dos tempos” como profetizado por muitas religiões, mas será positivo no sentido em que daremos um salto evolutivo quântico e dimensional, a Terra passará a viver em 5D, assim como a população que estiver “apta” para viver nessas novas condições. Isto faz parte do processo natural de evolução de almas/planetas.
    Os que não conseguirem sobreviver ao Evento, irão encarnar noutro planeta de baixa vibração, de provas e expiações, como é a Terra atualmente.
    O fim do “5º mundo” é sempre um evento positivo, não se deixem levar pelo medo. Vivam no amor e na luz, sempre a pensar no bem do próximo.

      • Se alguém tentasse explicar a internet ao Napoleão a resposta seria parecida, devem pensar que este planeta foi obra do acaso: o campo magnético aconteceu por acidente, a fotossíntese, acidente, este grau de gravidade(se fosse maior pregava-nos ao chão) , acidente, esta atmosfera, acidente, o adornar do planeta para as estações, acidente, para tudo isto ter acontecido por acaso este planeta devia ter acertado no euromilhões uns triliões de vezes, lol

            • Apareceu depois e somos o único planeta com vida em todo o universo, fantástico não é, e até já conseguimos ir à Lua.
              Física quântica sabe o que é, não há milagres, os humanos não sabem aquilo que não sabem, mas julgam-se tão inteligentes.
              Se tivesse que explicar a internet ao Napoleão, acha que conseguia?

            • O único que se julga inteligente é o Sr. Ribeiro. Os verdadeiramente curiosos e interessados nos mistérios da realidade e da vida, assumem claramente “eu não sei”, logo procuram saber, em vez de vir para a Internet dizer parvoíces.

              Se há ou não vida noutros planetas, eu não sei, nem você, por muito que berre o contrário.

              Sobre a física quântica, há uma coisa que sei: é uma panaceia para algumas pessoas menos informadas (para ser simpático) quando querem explicar ou justificar qualquer coisa que não compreendem minimamente.

              Sobre o Napoleão, dado seu profundo e real interesse em ciência, é bem possível que lhe conseguíssemos explicar o que é a Internet. A si é que é mais difícil, aparentemente.

              Cumprimentos.

        • Ribeiro, há certas mentes que ainda não estão preparadas para certos conhecimentos. Haverão de lá chegar se quiserem evoluir a consciência…
          Não somos o único planeta com vida, mas a variedade de vida que cá existe e as probabilidades de esta variedade tão grande existir serem tão ínfimas, devia ser o suficiente para por essas mentes a pensar mais além.

          • Ui ui, as “pessoas menos informadas” estão em desacordo. Um sabe de certeza que não há vida noutros planetas, mas a outra sabe bem que eles andam ai. Em que ficamos?

            Repito o que disse ao Ribeiro, quem é verdadeiramente interessado e curioso foca-se naquilo que não sabe e procura saber. Uma pessoa verdadeiramente curiosa não vem para a Internet dizer que sabe mais que todos os outros devido a um qualquer conhecimento especial secreto (muitas vezes obtido através de videos obscuros do YouTube feitos por frustrados que pouco ou nada alcançaram na vida).

            Cumprimentos.

    • Sim, o amor que os electrões têm pelas partículas alpha emitidas pelo Sol (não é uma simples atracção) vão fazer com que estes tenham vontade de sair da atmosfera e nós ficamos só com os neutrões. Como estes últimos são deprimidos e não sentem atracção por nada, suicidam-se numa reacção quântica em cadeia passando por todas as dimensões espaciais, temporais e humanas. Rezemos para que a partícula de Deus nos salve. Portem-se bem e não se esqueçam de tomar os comprimidos.

    • tava a ver que ninguém dizia nada de jeito ! andam aí uns tintos ali da região de setúbal muito apetecíveis e o resto são conversas.

RESPONDER

O palco onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda

O palco de madeira onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda. Agora, alguém poderá replicar o primeiro concerto da famosa banda. A 10 de abril, em comemoração dos 50 anos da separação da …

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …

Cirque du Soleil despediu 95% dos trabalhadores e pode ir à falência (mas vai dando shows online)

O Cirque du Soleil pode ser mais uma vítima do coronavírus. A empresa que gere o circo está a analisar a possibilidade de declarar a falência devido a dívidas avultadas e depois de ter despedido …