Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas.

A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de amónio destruíram o porto de Beirute, no Líbano, provocando 191 mortes, mais de 6.500 feridos e perto de 300 mil desalojados. Um estudo sugere mesmo que a maior explosão ocorrida neste dia foi uma das mais poderosas da História que não foi produzida por uma bomba nuclear.

Uma equipa de cientistas forenses recorreu a vídeos do evento partilhados nas redes sociais para reconstruir exatamente aquilo que aconteceu na capital do Líbano, incluindo a negligência que levou à tragédia, escreve o Gizmodo.

Graças aos smartphones e às redes sociais, o trabalho dos cientistas forenses está bastante facilitado em situações como esta. Anteriormente, para reconstruirem um evento destes, os cientistas teriam que analisar minuciosamente os detritos da explosão e, se tivessem sorte, contar com imagens de câmaras de trânsito ou segurança.

No entanto, nos dias de hoje, as explosões de Beirute foram vistas de inúmeros ângulos. Várias pessoas gravaram as explosões com os seus telemóveis e difundiram para o mundo inteiro através das redes sociais.

Os investigadores da Universidade de Londres agradecem. Os cientistas forenses criaram um vídeo de 12 minutos que pega em imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruir a tragédia de Beirute.

Os resultados da sua investigação permitiu concluir aquilo que já se suspeitava. Seis anos antes, em outubro de 2014, cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amónio foram descarregadas nas docas e guardadas num armazém junto ao Porto de Beirute. Nesse mesmo armazém estavam também guardadas 23 toneladas de fogo de artifício, mais de mil pneus de automóveis e cinco rolos de cabo detonador que geraram a receita perfeita para o caos.

Fonte militar que solicitou o anonimato, disse à agência noticiosa espanhola EFE que os materiais estavam “armazenados ilegalmente” e que as equipas de peritos estão a destruí-los como medida de precaução, uma vez que se encontravam danificados na sequência das explosões, representando, por isso, um risco.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …