Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas.

A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de amónio destruíram o porto de Beirute, no Líbano, provocando 191 mortes, mais de 6.500 feridos e perto de 300 mil desalojados. Um estudo sugere mesmo que a maior explosão ocorrida neste dia foi uma das mais poderosas da História que não foi produzida por uma bomba nuclear.

Uma equipa de cientistas forenses recorreu a vídeos do evento partilhados nas redes sociais para reconstruir exatamente aquilo que aconteceu na capital do Líbano, incluindo a negligência que levou à tragédia, escreve o Gizmodo.

Graças aos smartphones e às redes sociais, o trabalho dos cientistas forenses está bastante facilitado em situações como esta. Anteriormente, para reconstruirem um evento destes, os cientistas teriam que analisar minuciosamente os detritos da explosão e, se tivessem sorte, contar com imagens de câmaras de trânsito ou segurança.

No entanto, nos dias de hoje, as explosões de Beirute foram vistas de inúmeros ângulos. Várias pessoas gravaram as explosões com os seus telemóveis e difundiram para o mundo inteiro através das redes sociais.

Os investigadores da Universidade de Londres agradecem. Os cientistas forenses criaram um vídeo de 12 minutos que pega em imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruir a tragédia de Beirute.

Os resultados da sua investigação permitiu concluir aquilo que já se suspeitava. Seis anos antes, em outubro de 2014, cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amónio foram descarregadas nas docas e guardadas num armazém junto ao Porto de Beirute. Nesse mesmo armazém estavam também guardadas 23 toneladas de fogo de artifício, mais de mil pneus de automóveis e cinco rolos de cabo detonador que geraram a receita perfeita para o caos.

Fonte militar que solicitou o anonimato, disse à agência noticiosa espanhola EFE que os materiais estavam “armazenados ilegalmente” e que as equipas de peritos estão a destruí-los como medida de precaução, uma vez que se encontravam danificados na sequência das explosões, representando, por isso, um risco.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PS diz que Marcelo deve vitória aos socialistas (e cobra-lhe apoio em tempos difíceis)

"A democracia venceu na primeira volta e o extremismo de direita foi derrotado". É desta forma que o presidente do PS, Carlos César, comenta os resultados das eleições presidenciais ganhas por Marcelo Rebelo de Sousa, …

"Liberdade para a Dinamarca". Novos incidentes em manifestação contra restrições

Uma manifestação contra as restrições impostas para conter a pandemia, organizada por um grupo radical, em Copenhaga, originou novos incidentes na noite de sábado e resultou em cinco detenções, relataram a polícia e os meios …

Pela primeira vez, um restaurante vegan ganha uma estrela Michelin em França

Um restaurante de comida totalmente vegan em França foi o primeiro do país a receber a desejada estrela Michelin. Localiza-se perto de Bordéus. A concessão da estrela ao ONA (Origine Non-Animale) é mais uma evidência de …

Onze mineiros resgatados com vida de uma mina de ouro na China

Onze mineiros presos há duas semanas dentro de uma mina de ouro na China, devido a uma explosão, foram hoje trazidos em segurança para a superfície, informou a televisão estatal chinesa. No dia 10 de janeiro, …

Multimilionário oferece 1 milhão em prémios por evidências de vida após a morte

Um empresário de Las Vegas, nos Estados Unidos, está a oferecer um milhão de dólares em prémios em troca de evidências de que existe vida após a morte. O investidor imobiliário e empresário espacial Robert Bigelow, …

Marcelo reeleito com 55% a 62% dos votos. Ana Gomes em segundo lugar

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito para um segundo mandato como Presidente da República, após vencer as eleições deste domingo com 55% a 62% dos votos.  Segundo as primeiras projeções, Ana Gomes deverá ficar em …

Itália vai processar Pfizer e AstraZeneca devido a atrasos nas vacinas. UE pede "transparência"

A Itália vai processar a Pfizer Inc e a AstraZeneca devido aos atrasos na entrega das vacinas contra a covid-19 e para garantir os fornecimentos – não para obter compensações, disse neste domingo o ministro …

Declínio cognitivo relacionado com a idade pode ser reversível

Cientistas conseguiram reverter em ratos o declínio cognitivo causado pelo envelhecimento. O objetivo dos investigadores é que as farmacêuticas baseiem-se neste estudo para criar um composto que possa ser administrado em humanos. As células específicas do …

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …