Fazer exercício físico antes do pequeno-almoço é melhor para a saúde

Fazer exercício antes do pequeno-almoço é, segundo uma investigação recente, melhor para a nossa saúde. Contudo, esta prática não ajuda na perda de peso.

O exercício físico é recomendado para pessoas com excesso de peso ou obesidade, como forma de reduzir o risco de diabetes tipo 2 e outras doenças cardiovasculares. Mas as pessoas nem sempre têm tempo para exercitar tanto quanto gostariam. Portanto, é importante encontrar maneiras de aumentar os benefícios do exercício para a saúde.

Um estudo publicado no mês passado na revista JCEM encontrou uma maneira de fazer exatamente isso, e tem a ver com o timing. Isto significa que poderá fazer menos exercício se outros compromissos, como família e trabalho, sempre parecerem atrapalhar.

Para explicar como é que isto funciona, é importante perceber um pouco mais sobre a insulina. A insulina é uma hormona que ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue. Um dos principais efeitos da insulina após uma refeição é permitir que o açúcar no sangue seja transportado para os músculos, onde pode ser armazenado ou usado como combustível para obter energia.

Quando as pessoas não fazem exercício físico suficiente e ficam com excesso de peso ou obesas, os seus corpos precisam de produzir mais insulina para que a hormona tenha esse efeito importante. Por outras palavras, tornam-se menos sensíveis à insulina. Esta é uma das razões pelas quais o excesso de peso aumenta o risco de contrair diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

Um dos principais benefícios para a saúde do exercício físico é que ele melhora a nossa resposta à insulina e podemos controlar melhor os níveis de açúcar no sangue. Fica agora mais claro que a altura que comemos, em relação à hora que praticamos exercício, pode ser importante para essa resposta à insulina.

Os investigadores analisaram as respostas a seis semanas de exercício, que foi supervisionado por 50 minutos, três vezes por semana. Num grupo, homens com excesso de peso ou obesos exercitaram antes pequeno-almoço (em jejum) e mostraram uma melhor resposta à insulina após o treino.

Ou seja, eles tiveram que produzir menos insulina para controlar os níveis de açúcar no sangue. Isto sugere que eles tiveram um risco menor de doenças como diabetes tipo 2 após o treino. Contudo, os homens que realizaram o mesmo exercício após o pequeno almoço não mostraram uma melhor resposta à insulina no sangue.

Os homens que treinaram antes do pequeno-almoço também queimaram cerca do dobro da quantidade de gordura durante o exercício em comparação com o grupo que fez exercício após comer.

Não fique à espera de perder mais peso

Uma típica ideia errada sobre o exercício em jejum é que o aumento da queima de gordura leva a uma maior perda de peso. Mas para a perda de peso, o fator importante é o balanço energético — a quantidade de energia consumida, menos a quantidade de energia gasta pelo corpo.

Há algumas evidências de que, num curto período (24 horas), não tomar o pequeno-almoço e fazer exercícios pode criar um balanço energético mais negativo, em comparação com comer e fazer exercício. No entanto, as evidências também sugerem que, quando é apenas o horário das refeições, em relação ao exercício, que é alterado, a quantidade de peso perdido será semelhante, mesmo que a queima de gordura seja diferente.

Portanto, o aumento da queima de gordura durante o exercício não leva a uma maior perda de peso, a menos que o balanço energético seja diferente.

Agora é importante repetir o estudo em mulheres, embora seja provável que o mesmo efeito seja verificado. Isto ocorre porque homens e mulheres que tomam pequeno-almoço antes do exercício reduzem a queima de gordura durante o exercício.

Esta investigação também foi feita para exercícios de resistência de intensidade moderada, como ciclismo e corrida, e os resultados não se aplicam necessariamente a exercícios de alta intensidade ou levantamento de peso.

Encontrar maneiras de aumentar os benefícios de saúde do exercício físico pode ajudar a reduzir a crescente prevalência de doenças como o diabetes tipo 2. Este novo estudo sugere que, para bem da sua saúde, seria melhor mexer os pés antes de abrir a boca.

PARTILHAR

RESPONDER

Costa pede a Bruxelas que IVA da luz possa variar com consumo

O primeiro-ministro enviou, esta terça-feira, uma carta à presidente da Comissão Europeia solicitando a alteração de critérios do IVA da energia para permitir a variação da taxa "em função dos diferentes escalões de consumo". No debate …

Uma ode aos sem-abrigo. Banksy presenteia Birmingham com uma nova obra de arte

Desta vez, Banksy deixou a sua marca na cidade britânica de Birmingham. A nova obra de arte, composta por duas renas, é uma ode aos sem-abrigo e à solidariedade da cidade britânica. Numa parede da cidade …

Morreu o ator José Lopes. Amigos fazem apelo para pagar o funeral

Morreu o ator José Lopes, aos 61 anos. A notícia está a ser avançada por vários amigos e familiares através das redes sociais. O ator José Lopes, de 61 anos, terá sido encontrado dias depois de …

Governo Regional acusa República de dever à Madeira cerca de 427 milhões

A República detém uma dívida acumulada com a Madeira desde 2015 na ordem dos 427 milhões de euros, declarou o vice-presidente do Governo Regional. “Sobre a ajuda do Governo da República à Madeira temos vindo a …

Governo da Tunísia paga recompensas por denúncias de corrupção

O primeiro-ministro tunisino, Youssef Chahed, ofereceu esta segunda-feira recompensas até 50 mil dinares (16 mil euros) a quem denunciar situações de corrupção e colaborar com a Instância Nacional de Luta Contra a Corrupção (INLUCC). Ao discursar …

Sydney. Qualidade do ar perigosa devido a incêndios no leste da Austrália

A qualidade do ar em Sydney atingiu esta terça-feira um nível perigoso devido à densa camada de fumo proveniente dos incêndios florestais, no leste da Austrália, indicou o Departamento de Meteorologia australiano. "Os ventos fracos e …

Governo prevê superavit de 0,2% e crescimento de 2% em 2020

O líder parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes” revelou esta terça-feira que o Governo prevê para o próximo ano um excedente orçamental de 0,2% e um crescimento de 2%. José Luís Ferreira, líder parlamentar do Partido …

Meo e Nos vão subir preços de alguns serviços em 2020

Escreve o Jornal de Negócios esta terça-feira que a Meo e a Nos vão atualizar o tarifário de alguns dos seus serviços a partir de 1 de janeiro de 2020. A fatura dos clientes deverá …

Maria e Francisco foram os nomes mais populares em 2019

Maria foi, mais uma vez, o nome feminino mais popular em 2019. João foi atirado para segundo lugar, sendo destronado por Francisco. Dados do Ministério da Justiça, divulgados pela TVI24, revela que, este ano, foram registadas …

Tensão nas eleições da JSD-Porto levam à intervenção da PSP

Rodrigo Passos foi eleito, no sábado, como novo líder da JSD-Porto, substituindo Rosina Ribeiro Pereira, que deixou algumas palavras duras para comentar o que se passou no ato eleitoral. Segundo o Público, Rosina Ribeiro Pereira, eleita …