Vídeos de suicídios, abortos ou abusos sexuais. Ex-moderadora do YouTube descreve pesadelo (e processa plataforma)

Uma ex-moderadora do YouTube apresentou uma queixa contra a plataforma na segunda-feira, acusando-a de não proteger os funcionários que são sujeitos a uma análise e remoção de vídeos violentos publicados na página.

O processo contra o YouTube descreve que a ex-trabalhadora da empresa foi obrigada a assistir a assassinatos, abortos, abusos sexuais de crianças, mutilações de animais e até suicídios.

De acordo com o processo, a ex-moderadora, conhecida como “Jane Doe”, trabalhou para o YouTube através da empresa Collabera, entre 2018 a 2019, e conta que teve pesadelos, ataques de pânico e até incapacidade de comparecer em sítios com muita gente, devido ao conteúdo violento a que assistia enquanto estava a colaborar com a empresa.

A maior parte dos moderadores de conteúdo permanecem na função por menos de um ano, e a empresa está sempre “com falta de pessoal”, por isso os trabalhadores acabam por ficar horas extras, excedendo assim o limite de visualizações diárias recomendadas. Apesar das exigências do cargo que executavam, os moderadores do YouTube tinham pouca margem para erro, esclarece o processo.

No documento judicial pode ainda ler-se que os “treinadores do bem-estar” do YouTube não tinham orientação médica, alegando que os trabalhadores tiveram que pagar pelo o seu próprio tratamento quando procuraram ajuda profissional.

Tendo em conta o que diz na queixa apresentada, a empresa espera que cada moderador analise entre 100 e 300 peças de conteúdo de vídeo por dia, com uma “taxa de erro” de dois a cinco por cento. O processo surge precisamente num momento em que os moderadores de empresas de media social têm vindo a falar cada vez mais sobre o preço que o trabalho tem na sua saúde mental.

O YouTube tem milhares de moderadores de conteúdo e muitos trabalham para empresas terceirizadas, como é o caso da Collabera, Vaco e Accenture. Joseph Saveri Law Firm, uma empresa com sede em San Francisco, que representa os moderadores, entrou com um processo semelhante contra o Facebook em maio, o que resultou num acordo de 52 milhões de dólares (cerca de 44 milhões de euros).

O Google, empresa que controla o YouTube, enfrenta uma pressão cada vez maior para controlar o conteúdo que apresenta violência e desinformação – especialmente numa altura em que se aproximam as eleições de 2020 nos EUA.

Segundo a BBC News, nem o YouTube nem o Collabera se quiseram pronunciar sobre o assunto.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mas como é que o YouTube vai proteger os moderadores? Teriam que ter outros moderadores a visualizar o conteúdo primeiro e a agirem como um primeiro filtro, por forma a que determinado conteúdo não chegasse a estes moderadores… Infelizmente, o trabalho de moderadores de conteúdo é o que é, e não é para todos. E processar o YouTube porquê exactamente, quando estes moderadores nem trabalham para o YouTube? Quanto muito, podem processar a empresa para quem trabalham.

  2. Ou processar, em ultima estância, o mundo em q vivemos, por essa realidade q se procura esconder tão desesperadamente!

RESPONDER

Rio Ave 0 - 2 Sporting | Leão invicto com uma garra no “caneco”

O Sporting registou o 31º jogo consecutivo sem perder na Liga NOS. Na visita ao Rio Ave, os “leões” venceram o Rio Ave por 2-0 e estão muito perto de conquistar o ceptro de campeões …

Taylor's lança vinho do Porto produzido na vindima de 1896 (e custa uma pequena fortuna)

A Taylor's vai lançar um "raro" vinho do Porto produzido na vindima de 1896, na Região Demarcada do Douro, e que tem uma edição limitada de 1.700 decantadores de cristal, embalados numa luxuosa caixa de …

"Este calendário pode ser muito mais perigoso do que finalizar o campeonato"

Dois treinadores de equipas femininas de andebol analisaram a sucessão de jornadas duplas em fins-de-semana consecutivos. Diogo Guerra avisa: "Este calendário é uma irresponsabilidade enorme. Só espero que ninguém se aleije". A primeira divisão nacional feminina …

Mulher dá à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as ecografias

Uma mulher de 25 anos deu à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as várias ecografias realizadas ao longo da gravidez. O caso aconteceu no Mali. Este está a ser considerado um recorde mundial …

Andrea Bocelli dá dois concertos em Coimbra em 25 e 26 de junho

O tenor italiano Andrea Bocelli vai atuar no Estádio Cidade de Coimbra em 25 e 26 de junho, em dois concertos que contam com a participação da fadista Mariza. "Em cumprimento das normas de segurança e …

Califórnia vai ter o maior sistema de armazenamento de energia não hidrelétrica do mundo

A empresa canadiana Hydrostor, que fornece soluções de armazenamento de energia de longa duração, revelou esta semana que irá desenvolver 1.000 MW de CAES na Califórnia, de acordo com um comunicado. O CAES é um tipo …

Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher. O mundo online está em constante expansão — sempre agregando …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …