Ex-agente sírio condenado na Alemanha por cumplicidade em crimes contra a Humanidade

james_gordon_losangeles / Flickr

Bashar al-Assad, Presidente da Síria

A justiça alemã condenou, esta quarta-feira, um ex-membro dos serviços secretos sírios a quatro anos e meio de prisão por “cumplicidade em crimes contra a Humanidade” no primeiro julgamento no mundo ligado aos abusos atribuídos ao regime sírio.

O Supremo Tribunal regional de Koblenz considerou o sírio Eyad al-Gharib, de 44 anos, culpado de ter participado na detenção, em setembro ou outubro de 2011, de pelo menos 30 manifestantes em Douma, capital da região de Ghouta oriental, perto de Damasco, e na sua transferência para um centro de detenção secreto dos serviços de informações, “a divisão 251” ou Al-Khatib.

A acusação afirmou que o ex-agente sírio foi uma peça de um sistema em que a tortura era praticada numa “escala quase industrial”.

Quando se aproxima o 10.º aniversário do início da revolta popular na Síria, a 15 de março de 2011, trata-se da primeira vez em todo o mundo que um tribunal se pronuncia sobre um caso ligado à repressão brutal e sangrenta do regime de Bashar al-Assad das manifestações pela liberdade, na sequência do movimento conhecido como Primavera Árabe.

Eyad al-Gharib foi o primeiro dos dois réus que compareceram desde 23 de abril perante este tribunal a receber a sentença, dado os juízes terem optado por dividir o processo.

“O acusado é condenado a quatro anos e seis meses de prisão por ter viabilizado a perpetração de crimes contra a Humanidade, nomeadamente na forma de tortura e de privação da liberdade”, disse a juíza Anne Kerber no fim do julgamento, citada pelo semanário Expresso.

O segundo acusado, Anwar Raslan, de 58 anos, é um antigo coronel com um papel mais importante no aparelho de segurança da Síria, tendo sido processado por crimes contra a Humanidade pela morte de 58 pessoas e a tortura de quatro mil detidos. O seu julgamento deverá durar até ao final de outubro.

Para os julgar, a Alemanha aplica o princípio da jurisdição universal, que permite que os autores de crimes graves sejam processados, independentemente da sua nacionalidade e do local onde os crimes foram cometidos.

O recurso por parte dos refugiados sírios na Europa aos tribunais na Alemanha, Suécia ou França tem vindo a aumentar e constitui a única possibilidade de julgar as atrocidades realizadas na Síria devido à paralisia da justiça internacional.

Eyad al-Gharib serviu nos escalões mais baixos dos serviços secretos, antes de desertar em 2012 e depois fugir da Síria em fevereiro de 2013. Chegou à Alemanha a 25 de abril de 2018, após uma longa odisseia na Turquia e depois na Grécia.

O ex-agente nunca escondeu o seu passado. Aliás, foi quando contou o seu sinuoso percurso às autoridades responsáveis por decidir sobre o seu pedido de asilo que a justiça alemã se começou a interessar por ele, o que o levou à prisão em fevereiro de 2019.

Mais de uma dezena de sírios e sírias testemunharam no tribunal sobre os terríveis abusos que sofreram na prisão de Al-Khatib. Alguns foram entrevistados com o rosto escondido ou disfarçados com uma peruca por medo de represálias contra os seus familiares ainda na Síria.

Pela primeira vez, fotografias do “dossier César” foram apresentadas num tribunal. Este ex-fotógrafo da polícia militar conseguiu fazer sair da Síria, arriscando a vida, cinco mil fotografias que mostram 6786 detidos mortos, a morrer de fome e torturados.

As fotografias analisadas em tribunal por um patologista forense, o professor Markus Rotschild, constituem uma prova material avassaladora, segundo a agência France-Presse.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Grupos negativos com "reservas muito em baixo". Federação apela para dádiva de sangue antes das férias

Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) apelou esta terça-feira à dádiva de sangue antes de férias e sublinhou a necessidade de sangue dos grupos O-, A- e B -, que têm as reservas …

Multas nas praias. Falta de máscaras e ajuntamentos são as ações mais observadas pela polícia

A época balnear voltou a iniciar-se de uma forma diferente dos outro anos, com regras para os banhistas e donos de concessões. Quem não cumprir está sujeito a multas - o que tem sido uma …

EUA. Pelo menos dois feridos em tiroteio junto ao Pentágono. Edifício está encerrado

Um tiroteio esta terça-feira numa paragem de autocarros e metro junto ao Pentágono, em Arlington, Virgínia, nos Estados Unidos (EUA), causou pelo menos dois feridos. Segundo avançou o Correio da Manhã, imagens do local mostram os …

Ibiza planeia ter "detetives" estrangeiros infiltrados em festas ilegais

Medida tem como objetivo controlar as festas ilegais, promovidas com frequência nas redes sociais e que atraem locais, turistas e trabalhadores sazonais. Perante o número de casos crescente — a incidência está acima dos 1.800 casos …

Jogos Olímpicos: "Não temos naturalizados, não somos o Qatar"

Selecionador da seleção de andebol do Bahrein, que afastou Portugal dos quartos-de-final, lembra que muitos dos jogadores apurados são amadores. Portugal com dois pontos, Bahrein com dois pontos, Japão com dois pontos. Na diferença entre golos …

"Não acredito neste tempo! Não pode ser! Não pode ser!" - recorde mundial incrível em Tóquio

Adam Gemili protagonizou o momento mais dramático da manhã em Tóquio, mas o destaque vai para o incrível recorde mundial nos 400 metros barreiras. "Bem, não acredito neste tempo! Não é possível! 45.94! Não pode ser! …

PR promulga alterações à Lei da Defesa Nacional e Lei de Bases das Forças Armadas

O Presidente da República promulgou esta terça-feira os diplomas que alteram as leis da Defesa Nacional e da Orgânica de Bases da Organização das Forças Armadas, destacando que a versão final atenuou "uma ou outra …

Comprar casa. Guarda é a cidade onde os preços de venda são mais em conta

De acordo com dados divulgados pelo portal imobiliário Idealista, Lisboa é o município onde é mais caro comprar casa. Guarda é a cidade onde o preço por metro quadrado é mais baixo. Nos últimos anos, os …

Novo Presidente do Irão promete tentar levantar as sanções económicas

O ultraconservador iraniano Ebrahium Raissi, que tomou posse hoje como Presidente, disse que vai tentar o levantamento das sanções impostas pelos Estados Unidos, mas não espera o apoio "dos estrangeiros" para melhorar a situação económica …

DGS encurta intervalo entre doses da vacina da Pfizer

O intervalo recomendado entre as duas doses da vacina Comirnaty, da farmacêutica Pfizer/BioNtech, contra a covid-19 passa a ser de 21 a 28 dias, segundo uma norma da Direção-Geral da Saúde publicada esta terça-feira. A norma …