Everton-Liverpool: adeptos começaram a deixar o estádio…aos 18 minutos

Everton FC

Goodison Park

Números de um dérbi “humilhante” para o Everton. Liverpool venceu por 4-1 e o golo de Diogo Jota originou uma debandada geral.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O Liverpool venceu com tranquilidade um dos dérbis mais aguardados no futebol inglês e europeu. 4-1 no terreno do Everton, num jogo com muito para contar.

Ainda antes do início deste duelo da 14.ª jornada, nesta quarta-feira, houve provocação: os adeptos do Liverpool começaram a cantar o nome do treinador…do Everton.

Rafael Benítez, que foi campeão europeu pelo Liverpool, agora lidera um Everton que não vence desde o dia 25 de Setembro. Nos últimos oito jogos, venceu dois e perdeu seis. O espanhol arrisca-se a ser o próximo técnico a ser despedido na Premier League.

Os cânticos mudaram rapidamente porque aos oito minutos Jordan Henderson marcou. E, aos 18 minutos, Mohamed Salah marcou. O Liverpool vencia por 2-0 numa fase ainda inicial do dérbi – mas muitos adeptos do Everton começaram a sair do Goodison Park depois do golo do egípcio.

Já não viram Demarai Gray reduzir, perto do intervalo. Pouco adiantou porque, na segunda parte, Salah bisou aos 63 minutos e Diogo Jota fechou o resultado aos 78 minutos. E aqui, no golo do português, é que houve mesmo uma debandada geral por parte dos adeptos do Everton.

4-1, resultado final. O Liverpool não marcava quatro golos no estádio do Everton, no campeonato, desde 1982. E continua sem perder em Goodison Park desde que é liderado por Jürgen Klopp (2015).

O resultado foi finalizado por Jota, cuja veia goleadora está de volta: marcou quatro golos nos últimos três jogos do Liverpool na Premier League. No fundo, é o número 9 da sua equipa.

Mas, antes, o protagonista voltou a ser Salah. O avançado conseguiu sempre marcar ou assistir em todos os jogos do Liverpool fora de casa, nesta edição da Premier League. Um recorde.

E o próprio Liverpool prolongou um registo impressionante: em 21 encontros desta temporada, marcou pelo menos dois golos em 20 desses compromissos. Só contra o Chelsea (1-1) ficou abaixo desse registo. Em Agosto. São 18 jogos seguidos a marcar pelo menos dois golos – nunca uma equipa da Premier League tinha conseguido esta sequência.

Mesmo assim, tantos golos não dão a liderança: o Liverpool ocupa o terceiro lugar da Premier League, com menos um ponto do que o Manchester City (que também venceu, com Bernardo Silva em destaque) e com menos dois pontos do que o Chelsea, que ganhou.

O Everton está no 14.º lugar mas não olha para a zona de descida de divisão, que está a cinco pontos de distância. Foi a garantia de Benítez, depois do jogo – e depois de ter mostrado uma cara de desilusão e de isolação, no apito final.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.