EUA perderam rasto a mil milhões de dólares em armas que foram parar a extremistas

As Forças Armadas norte-americanas perderam o rasto a armamento de valor superior a 900 milhões de euros no Iraque e no Kuwait, parte do qual estará nas mãos de extremistas, segundo um relatório da Amnistia Internacional.

Num inquérito realizado em 2016 pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos que até agora era classificado, afirma-se que faltam “registos exatos e atualizados sobre as quantidade e localização” de equipamento que os norte-americanos mandaram para abastecer o Exército iraquiano.

Essa conclusão é especialmente preocupante dada a “longa história de fuga de armas norte-americanas para vários grupos armados que cometem atrocidades no Iraque, incluindo o auto-denominado Estado Islâmico“, apontou o investigador Patrick Wilcken, da Amnistia Internacional, no relatório hoje divulgado.

As armas, enviadas no âmbito da cooperação entre os Estados Unidos e o Iraque, destinavam-se a equipar o Exército iraquiano e os combatentes curdos das forças Peshmerga na luta contra o grupo extremista. Incluíam dezenas de milhares de espingardas automáticas, centenas de munições de morteiro e veículos blindados.

As Forças Armadas norte-americanass responderam ao inquérito dizendo que iam apertar os controlos de transferências futuras, a mesma resposta que já tinham dado ao Congresso em 2007, quando surgiram preocupações semelhantes.

“Depois de tanto tempo e tantos avisos, repetem-se os mesmos problemas. Isto devia ser um alerta para os Estados Unidos e para todos os países que enviam armas para o Iraque. Mandar milhões de dólares de armas para dentro de um buraco negro e esperar que corra pelo melhor não é uma estratégia de contra-terrorismo viável, é apenas imprudente”, afirmou Patrick Wilcken.

Entre os problemas encontrados pelo Departamento de Defesa estão registos incompletos, confusos e fragmentados, às vezes escritos à mão em papéis a que se perde o rasto.

No inquérito também se assinala que o Departamento de Defesa não se responsabilizava por manter registos sobre as armas depois de entregues, apesar de ter um programa especial para o fazer.

“Qualquer país que venda armas ao Iraque tem que mostrar que há medidas rigorosas aplicadas para garantir que as armas não são usadas na violação de direitos humanos. Sem esta salvaguarda, não devem mandar quaisquer armas”, defendeu Wilcken.

A Amnistia Internacional apela aos Estados Unidos para que cumpram a sua própria lei, que determina que o Departamento de Defesa não pode fornecer armas a unidades militares, policiais ou de segurança que tenham cometido violações de direitos humanos.

// Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Mais um bonito serviços do americanos!…
    É assim que depois aparecem, ‘misteriosamente’, terroristas com armamento americano…

RESPONDER

Federer acusado de manobrar a tabela ATP

Contas da associação de tenistas foram alteradas por causa do coronavírus. Roger Federer está no quinto lugar mas só disputou um torneio ao longo de 2020. Em ano anormal, contas anormais: a tabela oficial da Associação …

Astrónomo do Instituto SETI garante que vamos encontrar extraterrestres até 2036

Seth Shostak, astrónomo e astrofísico do Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) está convencido de que os humanos vão encontrar uma civilização extraterrestre inteligente até 2036. “O SETI duplica a velocidade aproximadamente a cada dois anos …

Mais leve e elegante. Assim é a nova e-bike que vai chegar às ruas da Europa

A startup Urban Cycles Oy, com sede em Helsínquia, demarcou uma espécie de lacuna no mercado europeu de bicicletas elétricas e por isso quis preenchê-la. O objetivo era produzir uma bicicleta elegante e mais leve. Um …

Incêndio reduz a maior ilha de areia do mundo a metade. É Património da Humanidade

Quase metade de Fraser, a maior ilha de areia do mundo, que se situa no nordeste da Austrália e foi classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, foi destruída por um incêndio florestal. O incêndio queimou …

"Toca de bruxaria" permaneceu até agora numa casa do século XVI. Encontrados crânios de cavalo e veneno

Uma casa cheia de objetos ocultos foi recentemente alvo de grande interesse. O espaço estava localizado dentro de numa casa do século XVI no País de Gales, e encontrava-se repleto de objetos ocultos, incluindo crânios …

Em 1843, o primeiro cartão de Natal foi considerado "escandaloso" (agora vai ser leiloado pela Christie)

Um exemplar do primeiro cartão de Natal impresso comercialmente, em 1843, que retratava uma cena da era vitoriana que escandalizou a população, vai ser posto à venda esta sexta-feira e é considerado um item raríssimo. Este …

Marcelo quer alívio de restrições no Natal sem pôr em xeque janeiro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira esperar que a "possível exceção" no Natal ao quadro de restrições para conter a covid-19 "seja bem entendida e bem vivida" e não provoque …

Bill Gates diz que o mundo estará de volta à normalidade já na primavera de 2021

Bill Gates, que desde 2015 tinha vindo a lançar alguns alertas sobre uma possível pandemia, deixou agora uma mensagem de esperança ao dizer que acredita que os EUA irão voltar ao normal na primavera de …

Mais um passo na hegemonia. China constrói aldeia nos Himalaias, em zona também disputada pela Índia e pelo Butão

Novas imagens de satélite mostram que a China construiu uma aldeia nos Himalaias, ao longo de uma fronteira que também é disputada pela Índia e pelo Butão, e que foi palco de um impasse agressivo …

João Félix eleito jogador do mês da liga espanhola. Ronaldo vence prémio em Itália

O português João Félix, do Atlético de Madrid, foi eleito o melhor jogador da Liga espanhola de futebol do mês de novembro. O luso revelou-se uma peça fundamental durante todo o mês e ajudou a equipa …